Arquivo da categoria: Minimal vs. Maximal

(Micro) Trend alert- A reconquista da plataforma.

plmj2

Passeando pelo meu feed do instagram, me deparo com a foto acima postada por @carineroitfeld (musa oficial deste site e desta pessoa que vos escreve). O clique é das botas da coleção Resort 2017 de Marc Jacobs.

Aqui elas no desfile:

plmjacobs

Desde seu Verão passado, Marc tem apostado nas botas estilo glam rock ou Spice Girls, a referência muda dependendo da sua idade. No Inverno ele repetiu a dose e agora as abraça definitivamente para a pré-primavera.

Olha o modelo invernal de Marc:

plmarcjacobs

Quem resgatou esta moda foi o coletivo francês Vetements, o mais incensado e polêmico do momento. O início foi em versão rock´n´roll com labaredas e outra de estrelas. A princípio um lançamento bem nicho e uma possível homenagem à David Bowie em sua fase Ziggy Stardust:

plvet

O que ninguém previu foi a onda avassaladora que a marca causou na moda, derrubando fronteiras e ganhando selo de aprovação e desejo de praticamente todos da indústria.

Com esta força e no embalo, versões nada discretas seguiram, passando por metalizados e a favorita, amarela:

plvett

M.I.A garantiu a sua:

plmia

Mais uma para não deixar dúvidas da versatilidade:

plvetements

Deveria ter suspeitado do potencial, quando Anna Wintour decidiu fazer um makeover de modernidade em Taylor Swift para Vogue America. A popstar ganhou ares cool com cabelo platinado e muito Saint Laurent e Vetements. Nos pés? A própria, ela mesma!

pltay2

pltay

Em Março, o diretor criativo da Balenciaga, Demna Gvasalia (head designer da Vetements) carregou o modelo para sua coleção de estréia na maison:

bal

Os sapatos pesados em geral passam por um momento de destaque, como comprovam Givenchy, no Resort 2017 lançado hoje:

plgivenchy

E Gucci (vale prestar atenção nos cadarços e na bota com salto anabela ou flatform beeeeem altos). Negue agora seu passado Baby Spice ou Scary Spice e ouse dizer que não desejou alguma bem parecida nos anos 90:

plgucci

Pelo direito de usar o “estranho” e fugir do óbvio, se divertir e permitir ousar com proporções diferentes. Vale experimentar shapes e idéias que há não muito tempo jamais pensaríamos. A moda é auto-expressão. Divirta-se descobrindo ou resgatando sua personalidade. De repente do alto de uma plataforma. Why not?

Fotos: Reprodução.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Como usar?, Inspirações, Microtrend, Minimal vs. Maximal

Vontade do dia- Vestido camisola.


slip6

No post sobre a última NYFW, eu anunciei: “Apesar de com fôlego para os anos 70, a década de ouro do momento para os designers parece ser a de 90. Carolyn Bessette a musa não declarada. Pensem em cetim, camisolas, silhueta lânguida e minimal, muitas referências esportivas, assimetria, comprimentos midi em shapes ajustados, Calvin Klein, Helmut Lang.”

E a peça que mehor traduz o mood do próximo Verão no hemisfério Norte é o slip dress ou vestido camisola.

Com influência dos anos 20 e 30, femininos e delicados, eles ganharam carimbo de icônicos nos anos 90. Um dos vestidos de noiva mais lindo de todos os tempos, o Narciso Rodriguez usado por Carolyn Bessette em seu casamento com John Kennedy Jr , representa o modelo em sua versão mais elegante:

slip8

Cool e minimal foi muito desfilado por Kate Moss, Sofia Coppola e Gwyneth Paltrow na época:

slip9

Esse editorial da Vogue Australia de Janeiro de 2016 cria desejo imedito e moderniza a peça. Em cetim combinado com sapato mais ousado, resultado sexy e forte:

slip4

Fiquei hipnotizada pela versão metalizada e texturizada de Joseph Altuzarra:

slip5

Frescos são candidatos perfeitos para o Verão sem precisar de nenhum complemento.

Aposta nas passarelas, eles já ganharam as ruas há alguns meses.

Um dos favoritos é em veludo:

veludo

Em cetim para a noite:

sliplully

Cetim em tom queimado:

slip2

Pode ficar cool usado com botinha:

slipi

Despretensioso com chapéu e chinelo estilo Birkenstock:

slip9

Combinado com jaqueta jeans oversized e sapato masculino perde o ar romântico:

slip10

Clima rock´n´roll com jaqueta perfecto de couro:

slip11

Finalizando com simplicidade, tom de pedra preciosa e sandália anos 70 garantindo o sucesso:

slip13

 

Para usar já!

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Minimal vs. Maximal, Vontade do dia

Update da tendência- “Na linha”.

listrasvuk4

A listra é possivelmente a estampa mais versártil. Pode ter apelo esportivo, glam, retrô, cool, tudo depende do contexto, da combinação de cores…

Na Vogue inglesa do mês de Dezembro, a forma mais atual de usá-la. Listras com toque esportivo no estilo old-school. Carinha vintage e referências de Wes Anderson. As duas formas de styling du jour: Em conjuntinho mesmo, com cara de uniforme de educação física ou então misturada com alguma peça mais glam, com brilho e sandália delicada.

listrasvuk2

Na Marie Claire, ela surge perfeita para quem receia que este tipo de estampa aumente Vale lembrar: No geral, listras horizontais mais finas e com fundo escuro não aumentam. Quanto mais larga e clara, mais ela tende a dar ilusão de volume. Emprestada do esporte, listras na gola e nos punhos funcionam bem em qualquer silhueta. Essa bomber é cortesia de Alessandro Michele na Gucci.

listrasmc

De um extreme ao outro, festivo e remix na padronagem:

listrasvuk

Aqui, a proposta é mais excêntrica e lúdica:

listrasusmc

Direto para o ar rocker da Saint Laurent:

listrasvuk3

Parada no look ótimo para escritório na Vogue China:

 

listravchina

Já na Interview, mais alfaiataria com ar anos 80:

listrasinterview

Fechando com o estilo clássico francês 60´s com Gigi Hadid na capa da Vogue Inglesa de Janeiro 2016:

LISTRA

Para não sair da linha…

Fotos: Reprodução.

 

Deixe um comentário

Arquivado em Adaptando a tendência, Inspirações, Minimal vs. Maximal

Trend watch- Manga maxi.

manga4

Faz tempo que a moda oversized anda em alta, e os estilistas decidiram ir buscar nos anos 80 a inspiração para transformar mais um detalhe em XXL. Seja pelo volume ou pelo comprimento (ou por ambos).

Nas passarelas, Céline (Phoebe Philo, sempre ela) foi a mais celebrada ao trazer a opção da manga sino e longa:

mangaceline

J.W Anderson, Marques Almeida e Vetêments também apostaram na última temporada de Outono/Inverno. Pelos nomes que apoiam a “causa” dá para ver que a tendência é super cool.

mangat

Musa fashion número 2 (ela sempre ficará em desvantagem na comparação com Carine), Christine Centenera elegeu o vestido minimal para experimentar. Confesso que essa manga branca me dá agonia, imagina quão fácil de lidar? (SQN).

manga9

A manga tipo sino em outro branquinho básico:

manga12

Vocês podem argumentar, com razão, que esta tendência não é nada prática, mas dá para pensar que protege bem do frio. Otimismo sempre!

manga7

Na camisa branca:

manga14

Três versões:

manga16

Criar o efeito, sem o desastre em potencial? Que tal a manga alongada, mas com recorte?

manga2

A fenda permite movimentos sem atrapalhar e correr o risco de sujar.

fenda

Dá também para dobrar:

MANGA17

Ou com sobreposição:

manga1

Para finalizar, as coleções de Verão 2016 confirmam o lugar de destaque das mangas, notem que agora elas surgem em versões mais ajustadas: J.W Anderson, Gucci, Céline e Vetements:

ss

Com charme, mas sem muita pratiidade. Vocês curtem?

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Como usar?, Inspirações, Minimal vs. Maximal, Trend alert

Resort 2015- 7 tendências e suas atualizações para a Primavera.

Essa semana começa a NYFW, dando abertura à temporada Primavera/Verão 2016. As coleções Cruise/Resort são apresentadas entre Maio e Julho como uma prévia do que vem por aí nas estações mais quentes (e coloridas). Com isso em mente e com a promessa de um Setembro de temperaturas amenas, elegi as sete tendências que continuam e suas formas atualizadas.

Bom lembrar que muitas dessas peças talvez já estejam no seu guarda-roupa esperando uma nova oportunidade ou só precisam de um truque de styling novo para emprestar modernidade aos looks de todo dia.

1- Vestido de renda: Clássicos e femininos, já fazem parte do repertório da maioria das mulheres.

1renda

Novidade: Renda em patchwork, como contei na semana passada, a moda dos “retalhos” volta com tudo.

2- Calça flare: Modelo ajustado até o joelho com boca larga, super anos 70.

1calça

Novidade: Estilo cropped. O modelo curto é desafiador e pode encurtar a silhueta, na dúvida use com salto alto ou mantenha o comprimento clássico.

3- Jaqueta bomber: O shape favorito para jaquetas na estação.

1bomber

Novidade: Modelo bordado e mais sofisticado.

4- Vestido curto de manga longa: Populares há algum tempo, ajudam equilibrar o comprimento curtinho além de ótimas alternativas para ocasiões noturnas.

1vestido

Novidade: Ganham leve assimetria e cinto para marcar bem a cintura, as mangas volumosas são legais para quem não gosta de mostrar os braços.

5- Saia abotoada: Modelo fetiche de 2015.

rsaia

Novidade: Além da jeans, que já virou hit, vale apostar em tons alegres em couro ou camurça.

6- Ombros de fora: Estão em evidência devido ao clima boho das últimas temporadas em forma de decote ombro a ombro .

1ombro

Novidade: Quem também dá o ar da graça agora é o decote um ombro só. Típico da segunda parte dos anos 70. Glamour garantido.

7- Listras: Padronagem favorita e tradicional, continua na tendência navy.

1listras

Novidade: Quem chega para somar são as coloridas em tons de arco-íris.

Qual dessas tendências vocês preferem?

Explicando: O que são as coleções Pre-fall e Resort? o calendário da moda oficial costumava ter duas temporadas Outono/Inverno e Primavera/Verão, com o crescimento das lojas fast-fashion e a rapidez que as tendências chegam ao consumidor através destas lojas, internet, etc. As marcas precisaram achar maneiras de abastacer seus clientes com mais frequência.  A razão que as coleções Resort tem looks mais “invernais” é porque elas chegam nas lojas em Novembro (Inverno do hemisfério Norte), e as coleções Pre-fall chegam em Junho (auge do Verão).  As coleções normais chegam em Setembro (Inverno) e Fevereiro (Verão), e as pré-coleções ocupam a lacuna até que estas cheguem nas lojas. Vocês sabiam que as pré-coleções são as que mais vendem? Justamente por serem mais comerciais e por terem roupas adaptáveis para qualquer estação.

Fotos: Vogue.com.

Deixe um comentário

Arquivado em Adaptando a tendência, Minimal vs. Maximal

Patchwork- O retorno.

patch6

Há exatos quatro anos, rolou aqui no site um post intitulado “Trend watch- Será a volta do patchwork?”. A introdução era esta:

Mais uma tendência que volta graças ao revival (incontrolável) da década de 70, o patchwork remete à festas juninas aqui no Brasil, mas se depender de marcas como Céline e Isabel Marant em breve vai ganhar status fashion e versão mais sofisticada.

Basta substituir Céline e Marant por Chloé, Calvin Klein, Valentino e Burberry Prorsum e temos exatamente a mesma situação. A característica cíclica da moda garante que este movimento sempre traga de volta peças e estilos que usamos há um certo tempo, o legal é que ele sempre retorna repaginado e atualizado tornando-o relevante no momento atual. Qual a versão 2015 da tendência?.

Tons outonais, com destaque para grafite, verde militar e azul petróleo, além de eleger como absoluto favorito o couro e a camurça como canvas das colagens:

patch

Os looks são destaque, mas os acessórios não ficam atrás. A bota Valentino, parte da linha rockstud promete ser hit:

valentinopatch

O editorial da WWD concorda e aposta nas peças com ar barroco e maximal. Para o próximo Inverno, o normcore senta  no banco de carona e um ar luxuoso e mais pensado recupera espaço:

Patchwork Trend

O patch já invadiu as ruas e contempla todos estilos. As mais básicas podem apelar para versão jeans:

patch3

Ou peças neutras, reservando o efeito para um detalhe mais discreto como a camisa do look abaixo:

patch11

Tons sóbrios e sem contraste também ajudam a deixar o mix mais fácil de ser usado:

patch9

patch8

Uma saia com peças básicas empresta charme à composição:

patch4

Casacos quentinhos com patchwork dão um um no jeans nosso de cada dia:

patch5

Pixelformula Street Fashion Womenswear Winter 2015 - 2016 New York

Fechando com o vestido, usado com chapéu  e franjas, o efeito é bem boho e ultra cool:

patch10

No clima mix & match…

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Acessórios, Como usar?, Microtrend, Minimal vs. Maximal

De olho na tendência- Gargantilha.

gargantilha3

Olhando as fotos do desfile Resort da Chanel, que aconteceu na Segunda passada na Coréia do Sul, só consegui prestar atenção em uma coisa: No styling com colares bem junto ao pescoço. As famigeradas gargantilhas, típicas do século XVIII e resgatadas nos anos 90, voltam a ganhar as ruas. Desta vez, em versões democráticas.

gargantilhachanel

No Inverno apresentado em Fevereiro na NYFW, já tinha amado a versão cinto da Rodarte:

gargantilharodarte

Rosie Huntington -Whiteley completou o look Rodarte, na premiere do seu novo filme “Mad Max”,  com gargantilha dupla, super delicada, mas com efeito fundamental para sucesso da composição:

rosie

Olivier Rousteing já vem batendo nessa tecla há algum tempo em sua Balmain. As transparentes com dourado são minhas preferidas:

gargantilhabalmain

No Verão da Givenchy:

chokergivenchy

No Resort da Balmain:

gargantilhab

Nos editoriais:

gargantilha4

Nas ruas, a comprovação que elas combinam com todos estilos. Começando pelos anos 90, aliás as gargantilhas tipo tatuagem tem retorno improvável e com sucesso:

gargantilha5

Behati usa a sua com look 90´s dos pés à cabeça:

gargantilha90s

Com apelo mais étnico, é a aposta de Giovanna Battaglia:

gargantilha7

Minimal para emprestar charme ao look básico:

gargantilha8

Utilitarismo fica sexy com a gargantilha em metal:

gargantilha6

As de corrente tem uma pegada anos 80:

gargantilha9

Dourado denota riqueza e ajuda a sofisticar a camisa branca:

gargantilha2

Foco no pescoço…

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Acessórios, Como usar?, Minimal vs. Maximal, Street Watch, Trend alert