Arquivo da categoria: NY

#NYFW- Favoritos Inverno 2015.

ck

Oficialmente aberta a temporada de Inverno 2015 e com o fim da primeira etapa, a NYFW, eu vim trazer meus favoritos da semana nova iorquina. Pequeno resumo do que já podemos antecipar: Comprimento midi em shape mais ajustado, xadrez em todas suas versões do vichy ao tartan, militarismo, o mood é uma mulher forte e provocante, elementos masculinos contrapostos a todo instante com símbolos de feminilidade. Nos modelos noturnos, os tecidos com brilho imperam. A cartela de cores traz muito preto, marrom, terrosos, verde militar e toques de vermelho e burgundy. Nos calçados, botas bem pesadas tem vez, assim como a continuidade das botas cuissarde (acima do joelho), sapatos masculinos completam o time. Para bolsas, os modelos com franjas não perdem o posto e surgem nas clutches até modelos bem oversized.

3.1 Phillip Lim sempre veste as moças mais cool, dessa vez a fonte escolhida é o militar e o grunge tudo adaptado com muita sofisticação. Adorei o styling de sobreposições do look que abriu o desfile:

ny31

Alexander Wang foi para o cyber punk, estética bem construída e uma sensualidade hardcore:

nywang

 

alexwang

Altuzarra ganha quando aposta no sexy com alfaitaria que o tornou famoso e perde, quando lembra Ralph Lauren apelando para peças mais românticas com mood anos 70. Destaque para a cartela de cores de azul claro, caramelo, bordô. Os vestidos de festa usados com blusas de renda estilo vitoriano foram uma bela idéia:

nyaltuzarra

Delpozo e seu ode à arquitetura e à antiga alta costura, impossível não se encantar com o acabamento primoroso:

nydelpozo

Jason Wu seduziu com seu militar chic e bem clean:

nyjason

Michael Kors elegeu uma cartela de cores digna dos dias outonais mais lindos e investiu em uma mulher intelectual, ecos de anos 40 e 60 e uma leve homenagem de styling à Margot Tenembaum garantindo minha atenção:

nykors

J. Crew sempre válida para inspirar looks mais “reais”. Ótima sacada casar o vestido de paetês com parka:

nyjcrew

Narciso Rodriguez reproduziu o guarda-roupa dos sonhos de uma mulher 90´s, daquelas fãs de Carolyn Bessette:

nynar

Pedro Del Hierro, a marca espanhola apresentou uma coleção com o pé na era disco, mas acertou em cheio ao modernizar as peças com toques inteligentes (e funcionais) de styling. O casaco doudoune deu acabamento perfeito à calça cropped:

nypedro

A mulher austera e luxuosa da The Row, aparência sempre impecável sem demonstrar nenhum esforço:

nyrow

Victoria Beckham já fez minha coleção favorita da NYFW e não decepcionou nesta temporada, a silhueta extremamente bem pensada e fiel à mulher criada pela marca ficou ainda mais interessante. Esse look foi meu favorito pela inteligente mistura de texturas e delicado movimento da saia midi:

nybeckhamRodarte, fez um mix da era disco com traços de montaria e punk. O ponto alto foram as calças de cintura alta, shape que ganhou apelido de “cocktail pants” na Vogue americana de Dezembro por serem tão justas e só permitirem que se beba líquidos enquanto são usadas. Sexy e pouco óbvias quando usadas com peças oversized e de apelo masculino:

nyrodarte

Salvando o melhor para o final: Francisco Costa para Calvin Klein não costuma figurar entre meus favoritos, mas desta vez fez a melhor coleção da semana, na minha opinião. Segurei o post até o último dia em função de Marc Jacobs (que fez ótimo desfile, mas não me apaixonei). A grande surpresa foi Calvin, junção perfeita entre anos 70 e a estética minimalista tão inseparável da marca. Desejo de usar todas as peças:

nyck

Fotos: Vogue.com.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Fashion Week, NY

#NYFW- Drops Verão 2015.

ny1

A semana de moda de NY chegou ao fim, finalizando assim a primeira “perna” da temporada de Verão 2015 do hemisfério Norte. Influência sportswear, anos 90 (do minimalismo ao clubber), comprimentos midi, utilitarismo e uma cartela de cores não tão colorida, priorizando neutros, terrosos e tons fechados como azul petróleo e vinho foram marcantes. Uma sensualidade velada, com muitas transparências e os shapes bodycons também merecem menção.

A foto que abre o post traz o exército 60´s de Marc Jacobs. Adorei os vestidos longos com essa vibe.

Alexander Wang realizou meu desfile favorito da #NYFW, na primeira parte. A segunda, com estampas, me remeteu ao trabalho de Peter Pilotto e não amei. Mas a primeira parte, com referências atléticas, foi uma bela volta à forma do estilista:

ny10

A elegância austera da The Row me encanta, cartela em tons suaves, fendas e amarrações garantiram sofisticação em nível máximo:

ny11

As flores de Michael Kors: Com um desfile repleto de estampas florais, Kors encantou principalmente pelas saias midi com flores aplicadas. Adorei o combo de saia amarela transparente com cinto caramelo e camisa azul oxford mais alongada. Aliás, um truque de styling que promete é de usar saias transparentes com blazer e camisas mais longas.

ny12

A cartela de cores e a silhueta de Francisco Costa na Calvin Klein collection. O comprimento de calça mais fresh será este modelo cropped e mais largo (quem quiser aderir com mais facilidade deve apostar no salto):

ny2

O glamour utilitário de Ralph Lauren. Tons de khaki, bolsos e verde oliva misturados com laranja e amarelo criaram efeito pouco óbvio. Destaque para as pedrarias que emprestaram toques de luz aos looks:

ny3

Rachel Zoe apresentou um vestido longo de renda que seria um belíssimo vestido de casamento. Também adorei o macacão estilo smoking com detalhe de cinto com tassel:

ny4

As franjas de Proenza Schouler. Sem nenhum ranço western em versão fresh:

ny5

As obras de arte da Delpozo: Shapes arquitetônicos, vestidos que pareciam flutuar e muita leveza:

ny6

O styling sempre esperto da J.Crew:  Estilo boyish que fica super feminino quando usado com sandálias delicadas. A mistura interessante de listras e a combinação de azul petróleo com laraja.

ny7

O duvidoso, mas irresitível Verão da Rodarte. Sei que esta será polêmica, mas amei as parkas, as calças skinny de cintura alta (muito presentes na temporada), os óculos em colaboração com Oliver Peoples, os cintos e o truque de styling da sandália amarrada por cima da calça:

ny8

O Verão sexy de Altuzarra emprestando novos ares às estampas geométricas. Vichy (DVF também aposta neste tipo de quadriculado) e listras com sex appeal:

ny9

Casamento perfeito entre a Versus (marca jovem da Versace) e o genial Antony Vacarello, melhor impossível. Sou fã de longa data de Vacarello, lembram deste post de 2011 “Nome para guardar- Anthony Vacarello”?

ny0

 

Esta semana eu volto para falar da #LFW.

Fotos: Vogue.com.

Deixe um comentário

Arquivado em Fashion Week, NY

#NYFW- Favoritos Inverno 2014/15.

Proenza Schouler, Ready to Wear, Fall Winter, 2014, New York

A temporada de Inverno do hemisfério Norte já está em sua segunda parada, a #LFW começou na Sexta. Resolvi aguardar o fim da #NYFW para dividir com vocês meus favoritos, tendências relevantes e outras coisas que me chamaram atenção. Não é exatamente um resumo, pois já existem muitos sites incríveis fazendo essa cobertura, é só a minha curadoria do que eu mais curti para o Inverno 2014/15 proposto na Big apple.

A cartela de cores traz o azul em todas suas variações (e eu já havia anunciado isto no post “Imagens do mês- Azul é a cor mais quente”), além de tons quentes como tijolo, bordô e o fuchsia, este último uma grata surpresa. Preto, branco e cinzas texturizados, com destaque para o uso de materiais com brilho como cetim. As versões fuchsia de Alexander Wang, Phillip Lim, Altuzarra e Rodarte:

fuchsia

Jason Wu fez uma coleção com ecos de Armani, mas possivelmente influenciada pela alfaiataria e look anos 90 da Hugo Boss- onde acaba de assumir como diretor criativo. As duas primeiras fotos são Hugo Boss e as outras duas de sua coleção própria. Sofisticação é denominador comum, assim como comprimentos alongados:

jason

A marca Delpozo continua encantando com sua maestria nas criações e delicadeza:

delpozo

As sobreposições da Theory prenderam minha atenção. A triste notícia do fim da Theysken´s Theory foi rapidamente superada: Agora Olivier Theyskens assume oficialmente a direção criativa da marca:

theory

As mules retornam com tudo, mas as botas acima do joelho (que eu amo) continuam para o próximo Inverno. Dois dos meus sapatos preferidos. A bota que remete ao clássico modelo montaria da Hermès ganha releitura por Alexander Wang, encanto também pela sandália com detalhes de corrente de Prabal Gurung:

shoe

Ralph Lauren e seu Inverno suave:

raplh

Além do styling esperto do debut da marca Polo  Ralph Lauren na passarela. Mix impecável de duas características importantíssimas da marca: O preppy americano com as referências de Americana como turquesa, xadrez e franjas:

polo

Tory Burch apostou no boho com influências étnicas e folk, mas sem esquecer do DNA preppy:

tory

Os melhores casacos surgiram pelas mãos de Joseph Altuzarra. Vale ressaltar que um dos modelos mais populares na passarela foi o casaco amarrado estilo robe, clássico da Max Mara, que esteve presente em diversas coleções.

altuzarra

Entre os meus favoritos, Prabal Gurung e seu contraponto de volumes. Adoro a silhueta oversized em cima complementada por saia leve e esvoaçante:

prabal

Proenza Schouler pela sua consistência, o estilo forte permeia todas coleções. Destaque para o shape boxy das jaquetas e as misturas de estampas:

proenza

E Victoria Beckham pela simplicidade que não exige nada mais. Looks mais femininos com sapatos masculinos foram outra sugestão certeira das coleções nova iorquinas:

victoria

Qual desfile vocês mais gostaram?

Fotos: Vogue.com.

Deixe um comentário

Arquivado em Fashion Week, NY, Trend alert

O Verão dos Birkenstocks.

birken

 A foto que abre o post é da marca Elizabeth & James, das irmãs Olsen, conhecidas por lançarem diversas tendências, várias inusitadas, que algum tempo depois invadem as lojas. O estilo cool e confortável do lookbook da E&J certamente poderia ter saído direto do guarda-roupa de uma delas, mega adeptas do hi-lo e que há algum tempo andam por aí com chinelos Birkenstocks combinados com suas bolsas de crocodilo da outra marca, The Row (avaliadas em mais de 15.000 dólares).

olsen

O sapato nada óbvio poderia ser considerado apenas uma excentricidade das gêmeas, mas graças a Phoebe Philo na Céline, o apelo fashion definitivo dos Birkenstocks foi validado na coleção do último Verão. Não satisfeita com o shape ortopédico dos chinelos, adorados por turistas, Phoebe optou por revestir o modelo com pele, tornando-o ainda mais desafiador:

celine

Na #NYFW de Verão 2014 ele continua, surgiu nas passarelas de Trina Turk e Edun:

birken5

Não apenas na passarela, mas nas fotos de Street style apareceu em propostas mais sofisticadas em looks de alfaiataria:

birken6

Misturado com couro e comprimentos curtos torna tudo menos óbvio:

birken2

O conforto inegável dos chinelos empresta sempre um ar despretensioso às composições:

birken5

A versão de tachas fica meio rocker e mais atual:

birken8

Uma proposta bem minimalista também funciona:

minimal

Alexa Chung adora a sua e já foi fotografada diversas vezes com o modelo mais icônico. Com calça cropped fica charmoso:

birken4

Miranda Kerr, em editorial da Vogue UK de Setembro, também aderiu:

birken3

Versão adaptada no Resort do Australiano Dion Lee, com influência surfwear:

dion

Para finalizar, a Elle americana de Outubro aposta também no modelo para o Outono/Inverno 2014, somente em versões estreladas incluindo Chloé, Céline e Marc Jacobs:

birken2

A clássica, modelo mais fácil de adaptar a todos estilos:

birken9

Em tempo: No post “Trend watch- Duvidoso (?) eu já havia comentado sobre as propostas “estranhas” de footwear nas últimas temporadas.. Para conferir é só clicar no link.

Quem se anima?

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Acessórios, Como usar?, Fashion Week, Inspirações, NY, Trend alert

Trend watch- Drops #NYFW.

Marc Jacobs - Runway - Fall 2013 Mercedes-Benz Fashion Week

Verão chegando ao fim e no hemisfério Norte, a temporada Outono-Inverno 2013/14 já começou com tudo. A NYFW é a primeira a mostrar as apostas e agora que a semana terminou, fiz um resumo das tendências mais relevantes que apareceram por lá. Vamos conferir?

A cartela de cores vivas puxa para os tons de pedras preciosas: Azul noite, o vinho/burgundy e vários tons de vermelho, roxo, fuchsia e azul petróleo são os favoritos:

nycorNos neutros, destaque para cinza, verde militar e tons de khaki passando pelo camelo, que não perderam espaço. Melhor interpretação ficou por conta de Prabal Gurung (ele já ganhou post no site “Nome para guardar- Prabal Gurung“) que criou looks com influência militar, mas muita sofisticação e um leve toque étnico:

nyrabal

Os terrosos com atenção especial ao marrom. Aliás uma calça na cor vai ser um dos melhores itens para adquirir, ou tirar do armário, no próximo Inveno. Em couro ou em tecido acetinado serão as mais populares. Também vale reparar que o modelo skinny perde um pouco de espaço para modelagens mais amplas:

nymarrom

Sem esquecer da dupla mais atemporal de todas: P&B, o preto e o branco são absolutos. E muito fortes já no próximo Verão. A pele (em sua maioria fake) também foi protagonista, um modelo em branco é o mais atual, bem ao estilo da musa Kate Moss que adora usar os seus:

nyfur

Falando em shapes, as saias ficam na altura do joelho e ganham fendas generosas, na parte de cima jaquetas em corte boxy com ombros arredondados, ou modelos trespassados ao estilo power suit dos anos 80:

saia

O cetim desponta como tecido fetiche da temporada e tem tudo a ver com o estilo clássico, mas elegante que permeia as coleções:

nycetim

Para looks de festa, os acetinados ganham companhia de tons metalizados que rebatem a luz. O mais fresh, foi a proposta de alguns estilistas que colocaram looks de noite com calças na passarela: Chique e pouco óbvio. Calvin Klein com top cropped, Jason Wu com blusa de cauda, transparência sexy na Rodarte e o cetim com blazer de Oscar de la Renta. Outro fator importante foi o retorno de Galliano à moda como colaborador de Oscar.

nycalcanoite

A melhor surpresa ficou para Marc Jacobs. No embalo de sua última coleção, Marc parece ter recuperado de vez sua inspiração. Eu me apaixonei perdidamente pelos looks e styling impecável. Blusas e vestido tipo pijama eram luxuosos em seus tecidos com brilhos. Vestidos de noite com paetês se tornaram interessantes novamente pelos olhos de Marc. Os conjuntinhos e spencers do final, mega decorados, foram o ponto alto com detalhes em pele. Um glamour old-school e uma moda acessível lembraram a todos a importância do estilista para a indústria:

nymj

Nos complementos, o retorno forte das botas de cano alto. Nas saias mais compridas, a idéia é apostar nas ankle boots. Mas nas saias godê curtinhas, a continuação eleita foi a bota de cano longo. Chique e quente. Foco na coleção de Phillip Lim e Theysken´s Theory (primeira e última foto).  Ainda falando em acessórios, as clutches e bolsas menores mereceram mais observação , o modelo grande foi usado a tiracolo. Pouco prático, mas com efeito incrível:

bota

No final da semana eu volto com drops da #LFW que já está rolando.

Um último recado, começando hoje o site retorna com muitas atualizações e assuntos legais. Não deixem de voltar!

Fotos: NYT.COM, VOGUE.COM.

Deixe um comentário

Arquivado em Fashion Week, NY, Sem categoria, Trend alert

Trend watch- Japonismo.

A influência vinda do Oriente já anda forte desde o último Inverno e ganhou suporte de peso depois que Marc Jacobs, Prada (!!!) e Pucci buscaram inspiração na cultura para o Verão 2013. Ano passado comentei neste post “A influência oriental na moda e a interpretação das fast fashion”.

Peter Dundas apostou no estilo de forma elegante e com toque militar para a Pucci, a cartela de cores complementou muito bem:

Miuccia Prada sempre inova e provoca, a coleção dividiu opiniões, mas não deixou dúvidas da originalidade ( as camadas que lembram o efeito origami sempre foram favoritos de outro ícone: John Galliano.):

Styling duvidoso, as geishas usam plataforma com meia, o shape da flatform (plataforma reta) já anda em alta e confirma sua posição, vão aderir, aqui por Marc by Marc Jacobs e Prada?

Em Londres, a referência surgiu mais tímida pela interpretação de Giles Deacon, mega excêntrico, com cara de conto de fadas moderno:

O quimono ou kimono é certamente a melhor maneira de aderir e tornar o look atual. Em Milão, Etro e Fausto Puglisi sugerem a peça como estrela da composição:

UPDATE: Em Paris, no desfile de Mugler que ocorreu há poucas horas e conta com a direção criativa de Nicola Formichetti, notório amante da cultura Japonesa, a leitura do “japonismo” ficou pelas formas traduzidas em shapes arquitetônicos, estampa típica e kimonos combinado com toque futurista, marca registrada da maison:

No Inverno que vem, veremos muito estampas típicas assim como os shapes. Jason Wu, Dries Van Noten, Proenza Schouler, Prada e Ralph Lauren. Reparem na influência das roupas típicas de samurais:

Moda made in Japan, vocês vão usar?

Fotos: Reprodução.

2 Comentários

Arquivado em Fashion Week, Inspirações, Londres, NY, Trend alert