Arquivo da tag: Alber Elbaz

Trend watch- O tênis na moda e uma reflexão.

tenisvoguechina2

 

O tênis ensaiou um retorno aos editoriais de moda desde que Isabel Marant lançou seu wedge sneaker, o destaque foi definitivamente confirmado quando Karl Lagerfeld e Raf Simmons colocaram tênis na alta-costura da Chanel e Dior. Este post não é para discutir se é bonito ou feio usar modelos esportivos com looks formais, e sim para celebrar a fuga do óbvio e a chance de eleger o que mais combina com você e com sua idéia de conforto.

Abaixo vestido Dior com tênis Dior alta-costura na Bazaar inglesa:

COUTUREBAZAARUK

A foto que abre o post é da Vogue China, aqui o modelo de tênis ganha aplicações de brilho.

Todo mundo sabe como usar tênis com roupas esportivas ou com referências no estilo. Como stylist, o que me atrai é a ideía deste tipo de sapato com peças mais formais, saindo do lugar comum. Este editorial da Vogue America ilustra a idéia com roupas de alfaiataria:

Vogue USA - April 2014

Com saia midi é arriscado, mas a Vogue China apostou no couture da Chanel da cabeça aos pés:

tenisvoguechina

 

Na Russh, a saia suave cria contraponto ao modelo mais pesado:

tenisrussh

Os sapatos masculinos já andam em alta há um bom tempo, mas ainda não cansei de ver como eles dão um belo refresh em diversos looks. Alber Elbaz investiu pesado nos últimos desfiles da Lanvin no combo glamour feminino arrematado por sapatos como Oxford ou brogues:

Vogue USA - April 2014

Na Interview russa, o longo ultra sexy fica bem mais elegante graças a escolha dos pés:

tenisinterviewrussa

Scarlett Johansson é uma das mulheres mais sexy do mundo. A WSJ encontrou uma forma de valorizar a beleza da atriz, sem apelar. Amei o styling com chemisier mais larguinho e sapato preto:

teniswsjmag

O resultado ficou deslumbrante. Reparem como o plissado bem girly fica cool devido ao sapato pesado de verniz:

teniswsjmag2

Na Vogue americana, a calça cropped e o suéter largo da Céline ganham a companhia do Oxford branco:

Vogue USA - April 2014

A moda também como forma de desafiar idéias antigas e abrir nossos olhos para outros estilos. Quem vai aderir?

Fotos: Reprodução.

2 Comentários

Arquivado em Adaptando a tendência, Como usar?, Inspirações

(Micro)Trend alert: Maxi pingente.

O maximalismo continua forte e o barroco é uma das tendências dominantes da temporada, portanto os maxi colares não apontam nenhum sinal de cair no ostracismo, até falei sobre isso aqui “Maxi colar- Acessório sem prazo de validade”.

Em Londres, as lojas continuam repletas de opções para quem quer adicionar um modelo a sua coleção, o que me chamou a atenção é que atualmente, os colares mais legais tem em comum uma coisa: Um pingente giga! Os maxi colares ajudam a deixar looks básicos mais interessantes e são ótimas maneiras de chamar a atenção para a parte superior do corpo (Truque ótimo para quem quer disfarçar quadril ou pernas mais grossas!).

Alber Elbaz pode ser creditado pela febre dos statement necklaces que ele tornou popular na Lanvin, e foi ele também que propôs os maxi pingentes. A imagem que abre o post é da Lanvin, no Outono/Inverno 2013 além da Elbaz, Karl Lagerfeld também apostou para a Chanel:

Vale pedras coloridas, pérolas, crucifixos, a ordem é quanto maior melhor. Aqui modelos de Oscar de la Renta e Bottega Veneta:

A marca Alexander McQueen também aderiu:

Nas revistas, a Vogue Russa apostou em clima ecêntrico:

Na Vogue Alemã, o mood é dramático com toque fetichista:

Alguns exemplos da High Street que vi por aqui:

Vocês gostam?

Fotos: Vogue.com, VogueRussia, Topshop, Zara, FashionGoneRogue, Forever XXI.

3 Comentários

Arquivado em Acessórios, Londres, Microtrend, Update das tendências

Anos 80- A década da vez.

Muita gente só de pensar (e lembrar) da moda desta década já fica toda arrepiada- No mau sentido. Mas considero os anos 80 injustiçados, tá certo, muita coisa merece morrer no ostracismo (polainas coloridas!) , só que muitas das coisas que usamos hoje em dia são provenientes de lá…O uso desenfreado de couro, a predileção por veludo, as jaquetas perfecto, os brincos statement, tanta coisa que a moda anda reciclando é herança dos anos 80.

Evoluindo das peças amplas e boho dos anos 70, os anos 80 trouxeram o “power dressing”, quando a mulher definitivamente migrou para o mercado de trabalho , a cultura do videoclipe foi criada (Madonna e Michael Jackson eram os maiores ícones) e o culto ao corpo chegou com força, com eles peças ajustadas. Filmes e seriados de TV também eram muito influentes, os óculos espelhados, metalizados e os blazers com as mangas puxadas, como o look Haider Ackermann de Tilda Swinton na foto que abre o post, eram uniformes da série Miami Vice.

Uma das marcas mais influentes do mundo, a Balenciaga, apresentou coleção de Inverno 2012-13 toda inspirada nos anos 80. Pontos de cores vivas, suéters oversized, formas quadradas, tudo estava presente nas criações de Nicholas Ghesquiére.

Além de camisetas estampadas com filmes e bandas, como a do look Balenciaga acima, as divertidas com frases (oriundas da cultura street e do hip-hop), os crucifixos, que já ganharam post aqui, também devem seu sucesso aos 80´s. Aqui em editorial da última Vogue Paris:

Casacos com shape “boxy”, mais quadrados vieram com o “power dressing”, eram favoritos na época e serão uma das silhuetas mais importantes do próximo Inverno. O look book da H&M (Que aliás, chega no Brasil em 2013!), traz sua versão cropped:

Nas passarelas, os casacos quadrados foram os favoritos. Surgiram na Unique em look utilitário, acinturados na Lanvin e longos em turquesa na Céline, em contexto mais esportivo:

O formato também surge em editorial da revista Elle América, aqui quase arquitetônico e minimal:

Os vestidos de festa, sempre maximais, com detalhes como babados, transparências, são alvos das maiores críticas quando se fala em moda 80´s. Mas a dupla da Opening Ceremony na Kenzo e Alber Elbaz na Lanvin não se intimidaram e criaram os seus para o Inverno 2013:

Veludo, cintura marcada por cintos pesados com dourado, ombros volumosos, argolas, vários aspectos oitentistas surgiram neste editorial P&B da Vogue Paris:

Alguns detalhes podem referenciar à década, sem parecer festa temática.

Boinas eram muito usadas. Originalmente nos anos 40, ganharam releitura nos anos 80. Em versão 2012, a Louis Vuitton apostou na sua coleção Pre-fall (Luvas também remetem à década, Madonna era fã!):

Cintos grandes e meia-calça trabalhada. As meias com desenho são ótimas alternativas para deixar um look básico mais especial e eram artifícios muito utilizados na época. Bolsa de corrente com alça longa era outra peça obrigatória que continua clássica (Quem não tem uma?!):

Quem definitivamente não curte a silhueta e não pode nem ouvir falar em looks 80´s, pode aderir através da maquiagem. No caso, mais é mais! Sabe aquela dica básica das maquiadoras “Olho tudo, boca nada ou vice-versa?” Nos anos 80 a ordem era olho tudo, boca também. A última capa da Vogue Russa entrou totalmente no clima, lembrando as supermodelos da época como Stephanie Seymour em clipes do Guns & Roses.

Convencidas ou vão seguir com o preconceito com a década?

Fotos: Vogue.com, VogueFR, H&M, Elle.com

9 Comentários

Arquivado em Como usar?, Inspirações, Trend alert