Arquivo da tag: alta-costura

Nome para guardar- Camila Ferres.

deco_08

Estava lendo uma entrevista da genial- e polêmica- Fran Lebowitz, entre observações sobre calças especiais para Yoga e as razões de todos seus paletós serem feitos sob medida, ela fez uma declaração que imediatamente me fez pensar na pessoa que é tema desse post. A frase foi a seguinte: “As pessoas se preocupam mais com tendências atualmente do que com estilo. Elas se envolvem tanto com saber o que está” acontecendo” que esquecem como se vestir, e elas nunca aprendem porque elas nunca aprendem nem a cuidar de nada. Tanto do que a minha geração aprendeu sobre roupas tinha a ver em como fazê-las durar.” E ela continua em uma crítica direta ao movimento de roupas baratas e descartáveis, que estimulam um consumo desenfreado e fazem as pessoas refletirem e questionarem menos o que estão comprando, já que a expectativa de qualidade e durabilidade é baixíssima e em poucos meses comprarão outra peça para substituir a “antiga”.

Eu não acredito muito em nostalgia, tampouco condeno o hábito de comprar. O que defendo é um consumo consciente e informado, pensando em cada caso individualmente e com um cuidado não apenas do impacto pessoal, mas também social. Aquela pergunta clássica “Eu realmente preciso disso?”. Nesse movimento que anda cada vez mais forte, e eu abordei o tema aqui no site no post “Trend Watch- Retorno ao essencial” (datado Dezembro/2012) e em “Nome para guardar- Rosie Assoulin” (Junho/2013), o verdadeiro luxo é consumir roupas de qualidade inquestionável, apelo atemporal e atenção a cada detalhe.

Esta minha definição de luxo é indissociável da arte exercida pela estilista, Camila Ferrés. Eu gosto de falar que ela é, de fato uma couturier, no sentido tradicional da palavra. Alguém que se inspira na alta-costura, não apenas esteticamente, algo que ela faz maravilhosamente bem. Mas também no modus operandi, sua técnica é formidável e nada menos que impressionante para 2015. Além de não seguir um calendário formal, a idéia da Camila é lançar uma coleção por ano (parecido com o mestre Alaia), ela é responsável por todos os estágios de desenvolvimento da coleção. A Deco, que acaba de ser lançada, teve cada uma das 25 peças desenhadas, cortadas, modeladas e costuradas pela própria em processo completamente artesanal com resultado que não poderia ser mais luxuoso.

Não uma reprodução direta de haute couture, é justamente aí que fica o mais fascinante de Camila: Ter referências e ser absolutanente moderna, demonstrar respeito e até devoção pelos cortes de Cristobal Balenciaga e Vionnet sem esquecer do espírito jovem. Uma essência que não tem época, mas a capacidade de se apoderar do zeitgeist do momento com olhar lúdico e original

Além dos vestidos de festa encantadores, ela aposta em separates nada óbvios, nunca um top cropped foi tão elegante. Saias e pantalonas incrementam os looks festivos:

 

camila5

Dependo muito do look de cada dia como extensão da alma e do meu humor, por isso ainda não consegui chegar no nível de sofisticação que gostaria. A Camila cria para a mulher que eu quero ser um dia: Madura, minimal, simples. Suas roupas são aspiracionais e com o styling certo podem ser adaptadas a qualquer estilo.

Diferente das outras marcas que apareceram aqui nessa tag “Nome para conhecer”, eu tenho o privilégio de chamá-la de amiga e a sorte de entender melhor suas referências e motivações. Além da sorte de dividir com ela mil referências e compartilhar coisas lindas que nos inspiram. Filha de artista plástica, desde pequena Camila aprendeu sobre estética e foi a arquitetura Art Deco de Nova Iorque o ponto inicial da coleção atual.

Noiva minimalista, adulta:

camilanoiva

As linhas deco aparecem nos recortes estratégicos e na cartela de cores:

camila4

Vestidos curtos também fazem parte da coleção e mantém o padrão de elegância:

camila3

Fechando com o vestido amarelo de tirar o fôlego:

camila2

 

Não deixem de entrar no site e se deslumbrarem com a coleção DECO completa, assim como a Frame, outra coleção genial da Camila. Clica no Site oficial da marca.

Nesse mundo atual, onde a maioria das coisas parecem cansar antes mesmo de serem lançadas, é um verdadeiro presente para os olhos (e coração) existirem criadores como a Camila.

Direção Criativa: Camila Ferrés.

Fotos: Cristiano Madureira.

Beleza: Paula Vida.

Modelo Julia Fuchs.

Styling: Roberta Weber.

2 Comentários

Arquivado em name to watch, Perfil, Trabalhos

Alta-costura e um documentário imperdível.

lanuitvogueit3

A semana de alta-costura rolou em Julho, mas eu amo esperar e ver os vestidos deslumbrantes retratados em editoriais. Algumas versões das criações lindas da dupla por trás da Valentino, na Vogue Itália.

Vale ressaltar que o veludo volta cada vez mais forte na moda festa:

lanuitvogueit5

Acessórios complementando perfeitamente. Styling impecável:

lanuitvogueit2

Com mood dark e recortes:

lanuitvogueit

O lado negro perde o apelo romântico gótico dos looks acima e se volta para alfaiataria nas lentes de Nathaniel Goldberg para Numero.

Glamour na risca de giz da Givenchy:

lanuitnumero

Decotes profundos equilibram e emprestam sex-appeal:

lanuit3

Androginia na medida:

lanuit2

Esta temporada marcou o retorno da Saint Laurent à alta-costura, sem desfiles. Hedi Slimane optou por ressuscitar a etiqueta “Yves Saint Laurent” apenas sob encomenda para clientes selecionados:

sl2

As fotos foram realizadas na icônica sede da YSL na Rue de l´université, recentemente resgatada por Hedi. Com sucesso comercial inegável, Slimane mostra sua maestria e pensamento estratégico ao orquestrar cuidadosamente cada passo para a Saint Laurent sob seu comando. Quem ainda não leu, esta entrevista do diretor criativo é uma verdadeira aula de branding, clica para conferir, 

slcout

Raf Simons continua a encantar com sua direção na Dior. Fugindo do soturno, optou por looks com inspirações florais pouco óbvias e o toque artsy que é sua marca registrada desde os tempos de Jil Sander.

Entregando vestidos luminosos e lindamente femininos:

dior3

Meus favoritos foram os com as laterais abertas:

dior2

Programa obrigatório para qualquer apaixonado pelo mundo da moda ou com interesse em mercado de luxo, o doc “Dior & I” registra a entrada de Simons na Dior e o emocionante processo de criação da primeira coleção de couture assinada por ele na maison. Documentário imperdível, dirigido por Frédéric Tcheng (diretor do magnífico “Diana Vreelamd- The eye has to travel”, já dei a dica aqui, assistam please):

Explicando a Alta-costura: A alta-costura é o topo da moda. O nome é protegido e só podem desfilar nesta semana os membros da”Chambre de commerce et d´industrie de Paris”. Os desfiles que são verdadeiros shows, movimentam milhões para as marcas de luxo, não vendendo as peças apresentadas (apenas 2.000.00 mulheres no mundo tem acesso à alta-costura, e somente 200 são clientes regulares), mas pela publicidade gerada em razão das celebridades nas primeiras filas e, principalmente pelas roupas impecáveis. A alta-costura vende o conceito da marca, os melhores tecidos possíveis, bordados inimagináveis, tudo feito em perfeição e maestria. As peças são todas feitas sob-medida para a cliente que geralmente precisa fazer 3 provas de roupa até recebê-la. Os perfumes, maquiagens, acessórios como bolsas e sapatos que sustentam financeiramente estas grandes marcas, mas a “Couture” sustenta o sonho.

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Inspirações

(Micro) Trend watch- Bomber bordada.

bomberchloe

Durante a temporada Resort que acabou de acontecer, um modelo de jaqueta se destacou acima dos outros: O bomber. Com referências esportivas, ele se encaixa perfeitamente no look cool  proposto por várias marcas. O que chamou atenção, foi que os exemplos mais lindos eram bordados. O modelo que abre o post, aliás com ótimo styling de camisa animal print e jaqueta adornada com leopardos, é da coleção da Chloé.

Quando penso em bomber bordada na hora lembro do icônico figurino de Ryan Gosling no filme Drive:

bomberdriveNessa onda, Mary Katrantzou deixou sua contribuição para a tendência em sua nova colaboração com a Adidas:

bomberadidasmary

Stella McCartney também criou a sua. Reparem que flores são a padrongem favorita para complementar o look:

bomberstella

 

Na Valentino, a bomber é alongada:

valentino

Giambattista Valli investiu no modelo em couro com motivos florais (again) no mix com estampas geométricas:

bombergiamba

Em tempo: Na Alexander McQueen, sai a bomber e entra a perfecto. Mas claro, as flores continuam e o styling é com vestido longo de festa:

bombervalentinoPara minha surpresa, nos desfiles de alta-costura ocorrendo esta semana, tivemos exemplos de jaquetas bordadas adornando os vestidos longos. Na Schiaparelli, com coração discreto enfeitando:

schiaparellibomber

e Giambattista Valli que caprichou nas flores 3d da composição:

giambabomber

 

Vão aderir à essa micro trend? Uma bela sugestão é aproveitar aquela jaqueta com corte ótimo que anda esquecida no armário e atualizá-la com um bordado. Que tal?

Fotos: Reprodução.

 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Fashion Week, Inspirações, Microtrend

(Micro) Trend alerts- Couture.

micro

A semana de alta-costura começou, e como já expliquei aqui no site, a couture serve para inspirar e impulsionar o valor agregado das grandes maisons, já que o número de pessoas que tem acesso às peças é quase inexistente.

Sempre faço um pequeno resumo mostrando as tendências e melhores idéias para referências. Desta vez, decidi começar por dois mini alertas de tendência.

Preparem-se para ver por aí chapéus e acessórios de cabeça com véu. Giambattista Valli apresentou uma opção bem feminina ontem:

giamba

Hoje a Chanel foi para o lado mais street garantindo o hit da temporada, no styling com gorro. No desfile a cartela de cores do look era reproduzida no chapéu:

chanel2

chanel

Notem a mistura de preto com rosa claro em duas das fotos selecionadas, um lado rocker constrastando com delicadeza e leveza. Esta é a segunda micro tendência que acho valer a pena prestar atenção. Raf Simons fez a combinação juntando o floral com botas de latex:

dior

E Alexis Mabille, plumas e renda fecham a composição:

alexismabille

Mais uma de Giamba, além do rosa claro, saias mais armadas são outra promessa para a temporada de moda festa:

giamba3

Finalizando com mais uma do rosa pálido com black, desta vez na Chanel:

Chanel3

Em tempo, Galliano em sua estréia na Margiela optou por jóias como maquiagem criando uma máscara:

galliano

 

Cobrir uma parte do rosto parece obrigatório na temporada Verão 2015 da couture.

 Explicando a Alta-costura: A alta-costura é o topo da moda. O nome é protegido e só podem desfilar nesta semana os membros da”Chambre de commerce et d´industrie de Paris”. Os desfiles que são verdadeiros shows, movimentam milhões para as marcas de luxo, não vendendo as peças apresentadas (apenas 2.000.00 mulheres no mundo tem acesso à alta-costura, e somente 200 são clientes regulares), mas pela publicidade gerada em razão das celebridades nas primeiras filas e, principalmente pelas roupas impecáveis. A alta-costura vende o conceito da marca, os melhores tecidos possíveis, bordados inimagináveis, tudo feito em perfeição e maestria. As peças são todas feitas sob-medida para a cliente que geralmente precisa fazer 3 provas de roupa até recebê-la. Os perfumes, maquiagens, acessórios como bolsas e sapatos que sustentam financeiramente estas grandes marcas, mas a “Couture” sustenta o sonho.

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Fashion Week, Microtrend