Arquivo da tag: Anos 30

Clássico revisitado- O novo apelo das pérolas.

Pérolas sempre foram e serão clássicas, independente do que a moda anda ditando em uma temporada, usá-las empresta um ar atemporal a qualquer composição mais simples. Símbolos de tradição, muitas vezes denotam uma imagem mais conservadora. Desta vez, o seu allure fica mais forte em looks ousados e inusitados: Os grampos da Chanel, usados no desfile de Verão 2012 (foto acima), lembravam os mistérios do mar e seus tesouros. Colocadas em pontos estratégicos ficaram modernas.

Karl Lagerfeld também conseguiu transformá-las em apelo punk, acho incrível o efeito que elas causaram na campanha da bolsa “Boy” estrelada por Alice Dellal: Elemento clássico da Chanel (correntes, camélias, pérolas são marcas registradas da maison) misturado com uma estética rock´n´roll.

A Balmain com seu Inverno barroco, encantou com os ricos bordados. No caso, a pérola virou parceira perfeita do cristal. Reparem também como a peça em veludo ficou deslumbrante graças as aplicações:

Um dos looks da coleção na Vogue Alemanha do mês: Ombros quadrados e estilos anos 80. As pérolas fazem todas a diferença no resultado final.

Na Self Service, cristais e pérolas (claramente a combinação da temporada nos bordados) transformando a camisa de couro em peça nobre e nada casual:

O desfile da Dolce & Gabbana com seu barroco (olha aí de novo, lembram deste post aqui?) Siciliano , usou e abusou das pérolas nos acessórios. Correntes e pérolas na bolsa remetem aos anos 80, assim como as ankle boots com botões de pérola de influência vitoriana:

No resort da Chanel, inspirado em Maria Antoniêta e nas Harakaju girls, o colar de pérolas ganha leitura romântica e maximalista, conservadorismo passou longe:

A Elle America do mês traz o editorial “About a pearl”, aqui os looks tem estilo retrô, bem anos 30. Reparem nos sapatos de “peregrino” com salto alto, hit polêmico do Inverno 2012 de Marc Jacobs. Os colares de pérola são praticamente peças de roupa, envolvendo toda parte de cima do corpo:

Look Burberry e pérolas que nos transportam para a “era do Jazz”:

Vocês usam pérolas?

Fotos: Elle.com, Chanel.com, vogue.com, TheFashionSpot.

3 Comentários

Arquivado em Microtrend, Update das tendências

Pre-fall 2012- Foco na cintura.

A moda anda em ciclos, e a cintura caída dos anos 20 foi favorita no Verão 2012, para esse ensaio do próximo Inverno ela sobe novamente: garantindo uma silhueta super feminina e que funciona para todos os tipos de corpos.

Pequeno parêntese: o site não vai virar monotemático, é que vendo as novidades das coleções de pré-outono, fico louca para dividir aqui as idéias mais legais e as roupas mais lindas. Prometo que tenho várias posts que vão entrar essa semana ainda falando de Verão 2012.

Voltando, achei relevante falar desse assunto em pleno calor de Dezembro justamente porque é uma dica facilmente adaptável para a estação atual. A cintura marcada, com cinto mesmo, nos vestidos de festa. Dos mais luxuosos aos mais minimalistas, a maioria das marcas que apresentaram coleções até agora tinham no mínimo duas opções de vestido longo e arrumado com a cintura marcada. Vestidos longos com cintos não são exatamente uma novidade, a diferença agora é a variedade de estilos que podem ser escolhidos para enfeitar a cintura.

Começando pela coleção da Burberry Prorsum, marca que cada vez amo mais, a coleção com cartela bem outonal, manteve o DNA da marca, mas sempre com toques de modernidade e mood inconfundível. Os vestidos com recortes, fendas e transparências tem o equilíbrio do elegante com toque sexy. Todos tem a cintura marcada por cinto de veludo preto com laço, reparem como o laço não fica nada infantil neste contexto, meu favorito é o verde militar:

Com cartela de cores bem suave, os vestidos da marca Badgley Mischka, famosa pelo estilo “red carpet”, tem toque anos 30 com ombros bordados e muita leveza. Os cintos escolhidos são mais elaborados: com tassels e de metal com pedraria.

Alice Temperley também focou na cintura para desenvolver sua coleção com referências à realeza. O pink e os paetês ganham o detalhe do cinto mais pesado que contrasta com o look super clássico que inclui até luvas brancas, que eu deixaria só para o styling do lookbook, e tiara estilo barroco deixando o look mais charmoso:

Oscar de la Renta também encantou com seus longos de cintura marcada: Dourado em look monocromático, o cinto quase não aparece, e no plissado esvoaçante, faixa marcando bem a cintura em tom rosé. Resultados deslumbrantes.

Os vestidos curtos também entram: BCGB gráfico e com plissados, e na Temperley, seguindo a idéia mais clássica impossível, com P&B. Destaque para a meia-calça de petit-poá que faz toda a diferença na composição:

Continuando esta leva, os casacos também aparecem bem acinturados e destacam a forma feminina: Zac Posen optou pela pele volumosa, Burberry pelo casaco clássico (olha a maxi clutch com inspiração étnica incrível)  e Francisco Costa no cinza plissado para Calvin Klein.

Os cintos mais finos foram as apostas de Carolina Herrera, com seu casaco de mangas com pele, Jason Wu e seu trench coat bordado e Michael Kors que fez uma mistura western em look um pouco confuso:

Fotos: Style.com

Deixe um comentário

Arquivado em Como usar?, Inspirações, Trend alert

Update das tendências- Revistas do mês.

Este post não era o próximo da lista, mas com uma viagem de trabalho de dois dias + editorial para produzir, ficou impossível elaborar as outras pautas com o cuidado que julgo necessário. Imagens inspiradoras nunca são demais, além disso o site já teve mais de oitenta posts e é divertido recordar o que de mais relevante já rolou aqui. Concordam? Fiz um apanhado dos editoriais mais incríveis das publicações de Dezembro e Janeiro repleto de idéias frescas para aderir as últimas tendências.

Os brincos foram os acessórios favoritos dos estilistas na temporada SS12- clica para ler o post- Na W aparecem em ar burguês anos 50/60, bem preppy e cheio de glamour com brinco de tassel. A maquiagem e o anel deslumbrantes complementam o look :

Já na Vogue Japão o clima é anos 80/disco  e o brinco dourado dá o toque final na produção:

No post “O retorno do Glamour old-school”, eu contei sobre a revalorização das divas do cinema como Marilyn e Elizabeth Taylor. A Vogue México celebra as estrelas dos anos 30 como Marlene Dietrich- Uma sensualidade forte, com ar de mistério e muita sofisticação.

As calças-troféu, tema de um dos posts mais recentes do site, prometem ganhar cada vez mais força nas próximas temporadas. Na Numero Japan elas ganham update- são cropped, mas não menos interessantes:

Calças coloridas, que qualificam como exemplos de calça-troféu, ganharam post “Adaptando a tendência”: Jeans ou seda eram as opções, para o próximo Inverno as calças legging de lã retornam e ainda coloridas! A revista Italiana Amica mostra como:

Mais um exemplo da influência da música na moda, o “Neo-grunge” ganhou post aqui, a ID mostra mais duas maneiras de aderir a tendência com muito tartan e sobreposições:

Entrando no assunto “cores”, e quem acompanha o site sabe que é assunto recorrente, a cor roxo ganhou post aqui e é uma das apostas para a próxima temporada e foi a que mais vi nas ruas e nas vitrines de NY. A revista Inglesa Lula optou por um vestido de renda (O LLD, lembram?) no tom para ilustrar a tendência:

O roxo é a cor do Inverno do hemisfério Norte, já o verde ganha sua vez simultaneamente no nosso Verão e no Inverno de lá. O vestido verde esmeralda escolhido na Vogue Nippon é amplo e entra na onda maximalista:

A combinação P&B é atemporal, tanto em versão lisa, quanto para estampas. Posts aqui e aqui sobre o tema. Na Tatler Russia o animal print de onça + dálmatas foi o escolhido:

No último post publicado comentei sobre detalhes em amarelo, fortíssimo nas próximas temporadas. Termino este post com mais dois exemplos que servem como super inspirações:

Nas unhas com maquiagem colorida na ID:

E na capa da revista Francesa Jalouse: dourado + amarelo mostarda nos pés: Genial!

Fotos: Vogue.com, FashionGoneRogue, Storemags.net.Id.com.

3 Comentários

Arquivado em Acessórios, Inspirações, Trend alert

Neo grunge.

Há 20 anos, Nirvana lançava Nevermind e o Pearl Jam, que fez shows no Brasil esta semana,  também comemora 20 anos de carreira em 2011. Aproveitando que Courtney Love toca hoje no festival SWU, achei uma boa hora para comentar uma das maiores tendências para o Inverno 2012.

Em 1992, o então desconhecido Marc Jacobs lançou na Perry Ellis,  a coleção “Grunge” Primavera/Verão 93, inspirada pelo movimento grunge e a maneira que as bandas e os fãs da música deste movimento se vestiam. A coleção virou referência, mas fez Jacobs perder seu emprego na tradicional marca. O clipe “Sugar Kane” do Sonic Youth mostra a coleção na íntegra.

Características do grunge como xadrez, saias longas, peças com inspiração de lingerie e boudoir, coturnos, listras, sobreposições voltam em 2012, mas com uma estética atualizada, misturadas com peças com doses de glamour, ou estruturadas, com brilhos e outras referências inusitadas que emprestam um novo frescor ao grunge clássico.

Para o Inverno 2011-12 , Joseph Altuzarra  misturou referências de grunge com a estética utilitária das bandas de Manchester dos anos 90 como Oasis e Stone Roses, militarismo, parkas + xadrez com muita sofisticação:

Na revista Antidote, um clima excêntrico é adicionado através da escolha da beleza usada na modelo, e o grunge ganha referência Rockabilly anos 50 na opção de Creepers como sapato e um pouco de classe com a calça de cetim em tom de pedra preciosa:

Na Nylon a interpretação da tendência é mais sutil, o short com estampa Liberty remete à moda anos 90, mas ganha cara totalmente nova com a meia de PVC, loafer e jaqueta com detalhes em couro:

Nas ruas, a tendência também já vem aparecendo de várias maneiras criativas: Zanna Roberts adapta a silhueta grunge, mais largada com saia longa, mas opta por tecidos mais nobres, acessórios luxuosos como pulseiras  múltiplas e amarra, casualmente, uma flanela na bolsa.

A atriz Olivia Wilde usa slip, vestido típico dos anos 30, combinado com gorro de lã, jaqueta de couro e botas , todas peças de apelo grunge, o que quebra o look é a bolsa com franjas, típica da tendência Americana:

A Zara, em seu lookbook de Novembro, sugere um grunge com styling atualizado: A saia longa ganha transparência, a clássica camisa xadrez é abotoada até em cima, e ao invés de mochila ou bolsa desestruturada, a escolha da bolsa é uma clutch de plumas:

Na Vogue Inglesa de Dezembro, a atriz Chloe Moretz posa com look super atual: A calça prata texturizada, peça onipresente da temporada, é combinada com suéter largo e listrado, bem parecido com os que Kurt Cobain costumava usar. A atitude da foto também referencia a moda de Seattle.

Na Vogue Chinesa, a inspiração também não é óbvia, o parka de tartan Thakoon ganha ares de sportwear deluxe combinado com a legging e com o cabelo preso da modelo. Ao invés de coturno, a escolha do sapato também é uma bota, mas com ar elegante conquistado através das fivelas e do salto fino:

Para terminar, Emily Weiss- do melhor blog de beleza do mundo, o Into the Gloss– atualiza o look de saia longa floral (os florais misturados com xadrez eram marca registrada do movimento grunge) ao acrescentar bota mais rústica e batom vinho, ultra sofisticado.

Fotos: Style.com, Vogue.com, Elle.com, IntoTheGloss, Sartorialist, StreetPepper, WhoWhatWear, Zara.com, FashionGoneRogue.

2 Comentários

Arquivado em Como usar?, Inspirações, Trend alert

#PFW: Muita riqueza nos detalhes…

Bordados, brilhos,paetês, plumas, pedrarias, tachas, já vem aparecendo na moda há algum tempo, outra novidade enriquecendo mais ainda os looks são os tecidos com textura e estampas em relevo, tornando as peças ainda mais interessantes. Acompanhando a última semana de moda da temporada-e mais linda- notei que em Paris os estilistas apostaram ainda mais pesado nesta tendência. Ao invés de postar fotos de looks completos dos meus desfiles favoritos, optei por mostrar os detalhes mais lindos e inspiradores:

Givenchy é a minha marca favorita, e mais uma vez Riccardo Tisci não decepcionou, com uma coleção inspirada em surf e sereias, a marca inovou com os paêtes coloridos, e blazers com paetês foscos formando discretas estampas como na segunda foto. A moda “combinadinha” também segue forte, looks monocromáticos que incluem até a bolsa.

Chanel também usou o mar como inspiração, conchas e pérolas foram frequentes e criaram looks delicados em palheta de cores claras. Destaque para o anel da segunda foto. Tecidos em 3D com textura são das principais tendências de Paris, e a Chanel usou e abusou.

A Balmain trocou de designer, como contei aqui, mas manteve seu DNA rock´n´roll com muita opulência e influência barroca. As flores bordadas em relevo confirmam a tendência de vários outros desfiles. O dourado é a cor favorita, misturado com neutros como branco ou preto.

Mais estampas em relevo na Balmain.

Valentino e McQueen também investiram em textura, o look prata da Valentino tinha apelo mais romântico e a clutch de acrílico com pedras deu o toque final (e perfeito). Já Sarah Burton investiu em um look aristocráta com a gola imponente e tecido com leve brilho.

Lanvin fez um desfile um pouco 80´s com uma silhueta que promete voltar com força- Nesta semana ainda vai rolar post. Conhecida pelas suas bijus statement e bordados e pedrarias, Alber Elbaz não decepcionou e encantou com o incrível trabalho manual das peças.

YSL fez uma coleção elogiadíssima ignorando os rumores da saída de Stefano Pilati, cartela de cores impecável e muita riqueza nos detalhes. Destaque para o cinto (cintos voltaram com tudo e apareceram de todos os tamanhos e marcando a silhueta na maioria das coleções da #PFW),

Isabel Marant e seu tricô prateado e Azzaro, com look deslumbrante combinado com o adereço de cabeça. Referência dos anos 30 e 20 que deve ressurgir, pelo menos nos editoriais.

Sienna Miller aparece com um adereço lindíssimo  no filme “Two Jacks” (ainda sem previsão de lançamento). Será uma microtrend surgindo?

Em tempo: A nova colaboração da H&M com a Versace será lançada em Novembro, e as roupas vem todas trabalhadas em bordados referenciando as criações icônicas de Gianni Versace no fim dos anos 80, início dos anos 90:

Fotos: Style.com, FashionToast, IMDB.

1 comentário

Arquivado em Fashion Week, Inspirações, Trend alert

Imagens da semana: O retorno do glamour “old-school”…

Esta semana duas das principais Vogues lançaram suas capas para Outubro, em comum vestidos de festa deslumbrantes com brilho, ajustados ao corpo acompanhados de beleza com  alto glamour com direito a sobrancelhas marcadas e batom vermelho.

O glamour da antiga Hollywod dos anos 20, 30, 40 e 50 ressurge com força na moda para as próximas temporadas.

Na Vogue Paris, a modelo Sasha P. parece  uma das divas dos anos 30 (passando por Versace anos 90)  com toque futurista da época em vestido Versace e olhar desafiador.

Na Vogue América, a atriz Michelle William encarna, em estilo anos 50 com muito glamour (de vestido Oscar de la Renta), a atriz Marilyn Monroe, ícone que ela interpreta no filme “My week with Marilyn”.

Este glamour um pouco decadente da icônica atriz dos anos 50 remete às obras de F. Scott Fitzgerald, autor de livros como “Belos e malditos” e “O Grande gatsby”. Fitzgerald é um dos grandes nomes da Paris de 1920 que aparece no filme de Woody Allen “Meia-noite em Paris”, e  Baz Luhrman prepara sua versão para “Gatsby” estrelado por Leonardo DiCaprio com previsão para o ano que vem.

E a década que ressurge no Verão 2012 do hemisfério Norte (influenciados talvez?)  é a de 20, com suas “flapper girls” vestidos de cintura caída, brilhos, franjas longas e uma sensualidade muito sofisticada. Requintes luxuosos como bordados, plumas e brilhos são característicos da época, assim como vestidos de cetim e seda de corte simples e alças fina, os “slips”, também aparecem com frequência em cores neutras e apelo minimalista.

Ao invés da make usual e batom forte, a maneira mais moderna de usar os looks inspirados nos anos 20 é com rosto bem iluminado com make suave.

Ralph lauren traz os anos 20 no DNA da marca juntamente com “Americana”, sutileza no vestido slip arrematado com estola e poucos acessórios, ou no maravilhoso vestido bordado com plumas na barra.

Brilhos e shape ultra feminino na L´Wren Scott  e franjas na Marchesa:

Philosophy di Aberta Ferreti com um vestido em shape clássico “slip”, mas com brilhos discretos tornando-o ainda mais especial. Já na passarela de Jenny Packham o tom pastel é valorizado com o bordado em dourado:

Silhueta anos 20 com renda: Nos vestidos black da Imitation of Christ com comprimento midi e brilhos e na passarela de Zac Posen, longo nude com transparência:

Fotos: Style.com, StoreMags.

8 Comentários

Arquivado em Inspirações, NY, Trend alert