Arquivo da tag: Anos 50

Adaptando a tendência: Crop tops.

Poucas propostas da moda causaram tanta polêmica e discórdia como o retorno dos crop tops, blusas mais curtinhas que mostram parte do abdômen, moda super popular nas décadas de 80 e 90. Para o Verão 2012-13, ela surge em clima 50´s, com sofisticação e toques de sportswear.

As marcas decidiram, lideradas por Miuccia Prada (sempre ela!), e a peça virou febre. Aqui em Londres vi inúmeras meninas usando, e existe uma versão em praticamente todas as lojas. Peter Dundas criou sua cigana chique e juntou o bustier com saias longas e bordadas na Pucci, já Prada apostou na combinação de saia lápis com bustier em tecidos nobres, na Preen a idéia é mais radical e o umbigo fica de fora equilibrado pela manga longa e calça, a proposta da N.21 é a mais fácil: Saia no joelho, camisa e o crop top por cima, sem revelar nada.

Apesar da Preen, minha dica número um para quem quiser usar este tipo de blusa é: Não mostrar o umbigo!

Os bustiers andam em alta, falei sobre eles neste post  “Resort 2013- Sobreposição com bustier”, dá para pular este post aqui e ir direto lá se você não cogita a hipótese de usar uma blusa mais curtinha sozinha.  Na capa da Elle UK, Kristen Stewart surgiu em look Miu Miu, mais a cara do Verão impossível: Tom pastel, saia lápis e só um espaço pequeno de fora, assim dá para aderir sem revelar muito:

Na revista Inglesa Lula (vocês conhecem? Tem um clima super lúdica e uma estética toda própria, vale conferir!),  a blusa é combinada com a saia lápis em shape flute.  O cós bem alto é o melhor amigo de quem quer usar o estilo cropped sem ter que se preocupar, a dica é deixar as duas peças com uns 2 ou 3 cm de distância apenas. Também vale ressaltar que as saias nesse comprimento ajudam a manter o look chique:

O crop top vai para festa, como na Interview Russa, o conjunto Versace cheio de tachas tem tudo a ver com a temporada! Aviso: As tachas continuam fortíssimas para o próximo Inverno.

Os tops curtinhos tem grande influência esportiva, na Vogue alemã a proposta é literal:

Mais sério e com inspiração utilitária, o look Carven Resort 2013 é o melhor truque: Crop top, cintura alta e uma casaco por cima, mostrando só uma faixa de pele. Também funcionaria com saia alta e um blazer:

Em festa mega formal também pode, é só seguir o conselho de Oscar de la Renta: O crop top de renda transparente fica luxuoso e adequado combinado com a saia de cintura alta de tafetá. Eu achei maravilhoso!

Nas ruas, inspirações não faltam..

Monocromático por Hanneli:

Mais street anos 90, com calça de estampa de cobra. Esse look realmente exige uma barriga zerada:

Os conjuntinhos estão cada vez mais fortes. A Dolce & Gabbana investiu nas estampas de “feira” e nas combinações 50´s:

Conjuntinho floral com cara de anos 60:

E sempre dá para apostar na sobreposição:

Usando de sobreposição é a maneira mais fácil de acertar e ficar apropriada:

Quem vai se arriscar a usar os crop tops?

Fotos: FashionGoneRogue, MTV, TeenVogue, StreetPepper, Jak&Jil, StockholmStreetStyle, Zinio.

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Adaptando a tendência, Como usar?, Inspirações

Verde- O novo neutro.

Vocês devem suspeitar que verde é a minha cor favorita, já falei dele aqui e aqui. Confesso que gosto muito, mas não tenho o costume de usar tanto, algo que pretendo mudar com tantas opções lindas para escolher! A melhor parte é que o caso de amor da moda com a cor e todas suas nuances, não dá nenhum sinal de desgaste, por isso o tom ganha “upgrade” e já pode ser considerado o novo neutro, presente em qualquer coleção e fácil de combinar.

Existe um verde para todos estilos: Para o Verão 2012 os tons mais populares são o menta e o verde bandeira, já no Inverno, o verde oliva ganha força graças ao Militarismo. Quem quer se manter atualizada e não é tão fã assim da cor, pode investir em um acessório verde, eles estarão por toda parte!

Na vitrine da COS, verde minimalista:

Nas estampas tropicais do Verão 2012 da Givenchy:

A Lanvin também misturou tons de verde nas estampas do seu Verão 2012 misterioso:

Jil Sander com coleção anos 40, alfaiataria impecável em verde:

O mesmíssimo tom de verde acima, é aposta da Calvin Klein Jeans para suas calças coloridas:

A Louis Vuitton encantou com sua coleção anos 50 e mega feminina toda em tons de macarons. O verde menta é um dos favoritos:

Seguindo na onda de tons pastel, carro-chefe da temporada, a Topshop também aposta no menta:

Mais verde na estampa da saia Proenza Schouler, uma das coleções mais elogiadas:

A bolsa de Diane Von Furstenberg faz toda diferença no look e por incrível que pareça, o verde é uma cor bem fácil de combinar:

A elogiadíssima coleção Art déco da Gucci, toda em preto, branco e metalizados, ganhou mais destaque ainda com acessórios verdes. Aliás, vale lembrar que a combinação verde + dourado é infalível:

Para as mais clássicas, a Tod´s traz modelo em shape tradicional:

Na vitrine da Harvey Nichols, duas opções da Chloé: Bolsa lady-like e outra com inspiração sporstwear deluxe, ambas verdes:

Oscar de la Renta fez um Verão digno de alta-costura, e quebrou o romantismo das peças com tons neon, o sapato verde com fivelas é um dos best-sellers da temporada:

Qual tom de verde vocês preferem?

Fotos: Oscardelarenta, DVF, Tod´s, Lanvin, ProenzaSchouler, Givenchy, Roberta Weber.

6 Comentários

Arquivado em Acessórios, Inspirações, Londres, Trend alert

Update das tendências- Revistas do mês.

Novamente aproveitando a falta de tempo (temporária) para elaborar posts e a quantidade de imagens de moda lindas para compartilhar, selecionei as últimas interpretações mais incríveis das tendências que já adiantei por aqui:

A Vogue Italia traz a estampa de alafaitaria para dois de seus editorias: um com mistura inusitada da formalidade da risca-de-giz com referências western.

E em look mais anos 90, com ecos de Armani. É interessante reparar como a mesmíssima padronagem fica completamente diferente dependendo do jeito que for combinada.

O azul céu é uma das grandes apostas da temporada, como comprova a capa da Vogue UK de Janeiro e a cartela de cores da nova coleção da Prada Verão 2012, repleta da cor combinada com tons como grená (Como eu avisei, olha o mule nos pés da modelo, será mesmo o sapato polêmico da próxima estação?).

Peças statement da próxima temporada como contei em Outubro, os brincos serão as estrelas das produções. A Vogue America dedicou um editorial inteirinho a eles:

Revival das estampas de lenço que detectei no último Inverno só ganha força para o Verão, em looks leves e sofisticados como este da Salvatore Ferragamo:

Editorial e capa da Vogue Alemã, os lenços são usados de forma criativa e irreverente.

O maximalismo se manifesta na beleza do editorial, já que o look é clean (produção que funciona somente nas fotos, claro).

Os tons de pedras preciosas na Bazaar autraliana, look com estilo nos 40.

Na Vogue Nippon,  alerta laranja e o verde do verão, o verde menta se estabelece como carro-chefe na cartela de tons pastel que vão dominar quando o Verão do hemisfério Norte chegar.

E na Vogue Americana, o verde menta ganha produção lady-like.

Deu zebra na revista W, obras da Bridget Riley e muitas estampas P&B em editorial de gosto duvidoso estrelado por Chloe Sevigny.

Fotos: StoreMags, FashionGoneRogue, Style.com.

Deixe um comentário

Arquivado em Trend alert, Update das tendências

Para começar bem a semana: Marc Jacobs na Louis Vuitton.

A marca Louis Vuitton é muito mais que suas bolsas e acessórios com a famosa logomarca (tão copiada), e certamente muito maior do que apenas uma fabricante de malas como era originalmente. Primeiro lugar na lista de marcas de luxo mais poderosas, é sucesso de crítica e de público. Toda essa relevância pode ser atribuído (em grande parte) a Marc Jacobs, grande responsável por modernizar a marca com muita ousadia, mas sem perder a tradição.

A resposta sobre quem será o substituto de Galliano na Dior ainda não foi dada, Marc Jacobs foi a aposta nos últimos meses e agora o rumor tem perdido força. Verdade ou especulação, a Vogue Americana de Janeiro/2012 fez uma matéria incrível revisitando a obra de Jacobs para LV, em função da exposição que a marca fez em homenagem ao estilista na última #MFW.

A coleção de Verão 2012 foi romântica, etérea, luxuosa e com toques de anos 50. Os tons de sorbet foram os preferidos, e os polêmicos mules de bico fino- os sapatos “du jour”. Tule, organza, renda com detalhes como golas trabalhadas, bordados em relevo, plumas, blusas transparentes cropped, saias com volume e o uso do plástico nos acessórios garantiram o resultado leve e autêntico. Confirmando mais uma vez a genialidade do estilista Americano:

Looks memoráveis das coleções de Jacobs para Vuitton: As enfermeiras de Richard Prince, os toques orientais e africanos, o fetichismo do último Inverno…Impossível não admirar o talento e a capacidade de reinvenção do estilista:

Há alguns meses, a edição Italiana da Vogue também usou o arquivo de Marc na LV para ilustrar um editorial em sua homenagem. Aqui o destaque vai para as estampas criadas com o trabalho do artista Stephen Sprouse (1953-2004), que são objetos de desejo até hoje. Qual styling vocês preferem? Da Vogue Itália ou da Americana?

Seria essa retrospectiva uma despedida?

Fotos: Vogue.com, BarneysNYtwitter.

Deixe um comentário

Arquivado em Inspirações, Perfil

Update das tendências- Revistas do mês.

Este post não era o próximo da lista, mas com uma viagem de trabalho de dois dias + editorial para produzir, ficou impossível elaborar as outras pautas com o cuidado que julgo necessário. Imagens inspiradoras nunca são demais, além disso o site já teve mais de oitenta posts e é divertido recordar o que de mais relevante já rolou aqui. Concordam? Fiz um apanhado dos editoriais mais incríveis das publicações de Dezembro e Janeiro repleto de idéias frescas para aderir as últimas tendências.

Os brincos foram os acessórios favoritos dos estilistas na temporada SS12- clica para ler o post- Na W aparecem em ar burguês anos 50/60, bem preppy e cheio de glamour com brinco de tassel. A maquiagem e o anel deslumbrantes complementam o look :

Já na Vogue Japão o clima é anos 80/disco  e o brinco dourado dá o toque final na produção:

No post “O retorno do Glamour old-school”, eu contei sobre a revalorização das divas do cinema como Marilyn e Elizabeth Taylor. A Vogue México celebra as estrelas dos anos 30 como Marlene Dietrich- Uma sensualidade forte, com ar de mistério e muita sofisticação.

As calças-troféu, tema de um dos posts mais recentes do site, prometem ganhar cada vez mais força nas próximas temporadas. Na Numero Japan elas ganham update- são cropped, mas não menos interessantes:

Calças coloridas, que qualificam como exemplos de calça-troféu, ganharam post “Adaptando a tendência”: Jeans ou seda eram as opções, para o próximo Inverno as calças legging de lã retornam e ainda coloridas! A revista Italiana Amica mostra como:

Mais um exemplo da influência da música na moda, o “Neo-grunge” ganhou post aqui, a ID mostra mais duas maneiras de aderir a tendência com muito tartan e sobreposições:

Entrando no assunto “cores”, e quem acompanha o site sabe que é assunto recorrente, a cor roxo ganhou post aqui e é uma das apostas para a próxima temporada e foi a que mais vi nas ruas e nas vitrines de NY. A revista Inglesa Lula optou por um vestido de renda (O LLD, lembram?) no tom para ilustrar a tendência:

O roxo é a cor do Inverno do hemisfério Norte, já o verde ganha sua vez simultaneamente no nosso Verão e no Inverno de lá. O vestido verde esmeralda escolhido na Vogue Nippon é amplo e entra na onda maximalista:

A combinação P&B é atemporal, tanto em versão lisa, quanto para estampas. Posts aqui e aqui sobre o tema. Na Tatler Russia o animal print de onça + dálmatas foi o escolhido:

No último post publicado comentei sobre detalhes em amarelo, fortíssimo nas próximas temporadas. Termino este post com mais dois exemplos que servem como super inspirações:

Nas unhas com maquiagem colorida na ID:

E na capa da revista Francesa Jalouse: dourado + amarelo mostarda nos pés: Genial!

Fotos: Vogue.com, FashionGoneRogue, Storemags.net.Id.com.

3 Comentários

Arquivado em Acessórios, Inspirações, Trend alert

Imagens da semana: O retorno do glamour “old-school”…

Esta semana duas das principais Vogues lançaram suas capas para Outubro, em comum vestidos de festa deslumbrantes com brilho, ajustados ao corpo acompanhados de beleza com  alto glamour com direito a sobrancelhas marcadas e batom vermelho.

O glamour da antiga Hollywod dos anos 20, 30, 40 e 50 ressurge com força na moda para as próximas temporadas.

Na Vogue Paris, a modelo Sasha P. parece  uma das divas dos anos 30 (passando por Versace anos 90)  com toque futurista da época em vestido Versace e olhar desafiador.

Na Vogue América, a atriz Michelle William encarna, em estilo anos 50 com muito glamour (de vestido Oscar de la Renta), a atriz Marilyn Monroe, ícone que ela interpreta no filme “My week with Marilyn”.

Este glamour um pouco decadente da icônica atriz dos anos 50 remete às obras de F. Scott Fitzgerald, autor de livros como “Belos e malditos” e “O Grande gatsby”. Fitzgerald é um dos grandes nomes da Paris de 1920 que aparece no filme de Woody Allen “Meia-noite em Paris”, e  Baz Luhrman prepara sua versão para “Gatsby” estrelado por Leonardo DiCaprio com previsão para o ano que vem.

E a década que ressurge no Verão 2012 do hemisfério Norte (influenciados talvez?)  é a de 20, com suas “flapper girls” vestidos de cintura caída, brilhos, franjas longas e uma sensualidade muito sofisticada. Requintes luxuosos como bordados, plumas e brilhos são característicos da época, assim como vestidos de cetim e seda de corte simples e alças fina, os “slips”, também aparecem com frequência em cores neutras e apelo minimalista.

Ao invés da make usual e batom forte, a maneira mais moderna de usar os looks inspirados nos anos 20 é com rosto bem iluminado com make suave.

Ralph lauren traz os anos 20 no DNA da marca juntamente com “Americana”, sutileza no vestido slip arrematado com estola e poucos acessórios, ou no maravilhoso vestido bordado com plumas na barra.

Brilhos e shape ultra feminino na L´Wren Scott  e franjas na Marchesa:

Philosophy di Aberta Ferreti com um vestido em shape clássico “slip”, mas com brilhos discretos tornando-o ainda mais especial. Já na passarela de Jenny Packham o tom pastel é valorizado com o bordado em dourado:

Silhueta anos 20 com renda: Nos vestidos black da Imitation of Christ com comprimento midi e brilhos e na passarela de Zac Posen, longo nude com transparência:

Fotos: Style.com, StoreMags.

8 Comentários

Arquivado em Inspirações, NY, Trend alert