Arquivo da tag: anos 70

Nome para guardar- Rosetta Getty.

rosettaa

Retomando uma das minhas tags favoritas aqui do site para falar da estilista Rosetta Getty, seu nome é discretamente conhecido e admirado, mas sem alardes ,assim como suas peças, lindamente cortadas e com caimento impecável.

Se ontem o tema foi excesso com o retorno das botas de plataforma, o mood de hoje é sereno e deliciosamente sofisticado.

Estampas aparecem de forma pontual, seja xadrez, paisley, tapeçaria ou listras, sempre incorporadas organicamente:

r6

No Inverno, seu trabalho com tricô é encantador. Reparem na manga sino do suéter:

r

Looks monocromáticos são comuns em suas criações:

r1

r13

Fã de trabalhos manuais como tricô e crochê, ela celebra as formas arquitetônicas e inusitadas em criações que sempre emprestam um ar cool à qualquer pessoa que usá-las:

r3

r8

Pernille Teisbaek com a versão preta da saia:

RPERNILLETEISBAEK

Seus vestidos são um caso à parte, lânguidos com um glamour resgatado dos anos 70 e sem muito esforço:

r4

Alicia Vikander usando um P&B assinado por Rosetta:

alicia

Outra opção, da temporada Pre-fall:

r5

Feminilidade é palavra chave e sua mulher é certamente uma que se preocupa em alimentar a alma, Louise Bourgeois e Agnes Martin já serviram como inspiração para coleções.

r7

Super jovem, o debut aconteceu na temporada Resort 2015, mesmo assim já possui forte identidade e algumas marcas registradas: Recortes estratégicos, formas mais amplas, assimetria e alfaiataria relax com detalhes desconstruídos:

rosetts

r12

r11

R9

Fechando com imagem linda de Ezra Petronio para Self service magazine, Edie Campbell usando top Rosetta Getty Verão 2016:

edie

Nome para inspirar e suspirar.

Fotos: Rosetta Getty/Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Inspirações, name to watch, Perfil

(Micro) Trend alert- A reconquista da plataforma.

plmj2

Passeando pelo meu feed do instagram, me deparo com a foto acima postada por @carineroitfeld (musa oficial deste site e desta pessoa que vos escreve). O clique é das botas da coleção Resort 2017 de Marc Jacobs.

Aqui elas no desfile:

plmjacobs

Desde seu Verão passado, Marc tem apostado nas botas estilo glam rock ou Spice Girls, a referência muda dependendo da sua idade. No Inverno ele repetiu a dose e agora as abraça definitivamente para a pré-primavera.

Olha o modelo invernal de Marc:

plmarcjacobs

Quem resgatou esta moda foi o coletivo francês Vetements, o mais incensado e polêmico do momento. O início foi em versão rock´n´roll com labaredas e outra de estrelas. A princípio um lançamento bem nicho e uma possível homenagem à David Bowie em sua fase Ziggy Stardust:

plvet

O que ninguém previu foi a onda avassaladora que a marca causou na moda, derrubando fronteiras e ganhando selo de aprovação e desejo de praticamente todos da indústria.

Com esta força e no embalo, versões nada discretas seguiram, passando por metalizados e a favorita, amarela:

plvett

M.I.A garantiu a sua:

plmia

Mais uma para não deixar dúvidas da versatilidade:

plvetements

Deveria ter suspeitado do potencial, quando Anna Wintour decidiu fazer um makeover de modernidade em Taylor Swift para Vogue America. A popstar ganhou ares cool com cabelo platinado e muito Saint Laurent e Vetements. Nos pés? A própria, ela mesma!

pltay2

pltay

Em Março, o diretor criativo da Balenciaga, Demna Gvasalia (head designer da Vetements) carregou o modelo para sua coleção de estréia na maison:

bal

Os sapatos pesados em geral passam por um momento de destaque, como comprovam Givenchy, no Resort 2017 lançado hoje:

plgivenchy

E Gucci (vale prestar atenção nos cadarços e na bota com salto anabela ou flatform beeeeem altos). Negue agora seu passado Baby Spice ou Scary Spice e ouse dizer que não desejou alguma bem parecida nos anos 90:

plgucci

Pelo direito de usar o “estranho” e fugir do óbvio, se divertir e permitir ousar com proporções diferentes. Vale experimentar shapes e idéias que há não muito tempo jamais pensaríamos. A moda é auto-expressão. Divirta-se descobrindo ou resgatando sua personalidade. De repente do alto de uma plataforma. Why not?

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Como usar?, Inspirações, Microtrend, Minimal vs. Maximal

Patchwork- O retorno.

patch6

Há exatos quatro anos, rolou aqui no site um post intitulado “Trend watch- Será a volta do patchwork?”. A introdução era esta:

Mais uma tendência que volta graças ao revival (incontrolável) da década de 70, o patchwork remete à festas juninas aqui no Brasil, mas se depender de marcas como Céline e Isabel Marant em breve vai ganhar status fashion e versão mais sofisticada.

Basta substituir Céline e Marant por Chloé, Calvin Klein, Valentino e Burberry Prorsum e temos exatamente a mesma situação. A característica cíclica da moda garante que este movimento sempre traga de volta peças e estilos que usamos há um certo tempo, o legal é que ele sempre retorna repaginado e atualizado tornando-o relevante no momento atual. Qual a versão 2015 da tendência?.

Tons outonais, com destaque para grafite, verde militar e azul petróleo, além de eleger como absoluto favorito o couro e a camurça como canvas das colagens:

patch

Os looks são destaque, mas os acessórios não ficam atrás. A bota Valentino, parte da linha rockstud promete ser hit:

valentinopatch

O editorial da WWD concorda e aposta nas peças com ar barroco e maximal. Para o próximo Inverno, o normcore senta  no banco de carona e um ar luxuoso e mais pensado recupera espaço:

Patchwork Trend

O patch já invadiu as ruas e contempla todos estilos. As mais básicas podem apelar para versão jeans:

patch3

Ou peças neutras, reservando o efeito para um detalhe mais discreto como a camisa do look abaixo:

patch11

Tons sóbrios e sem contraste também ajudam a deixar o mix mais fácil de ser usado:

patch9

patch8

Uma saia com peças básicas empresta charme à composição:

patch4

Casacos quentinhos com patchwork dão um um no jeans nosso de cada dia:

patch5

Pixelformula Street Fashion Womenswear Winter 2015 - 2016 New York

Fechando com o vestido, usado com chapéu  e franjas, o efeito é bem boho e ultra cool:

patch10

No clima mix & match…

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Acessórios, Como usar?, Microtrend, Minimal vs. Maximal

Acessórios update- Jóias combinando.

BRINCOSVPARIS2

Era moda, aí perdeu espaço, e como o movimento é cíclico, o estilo “conjuntinho” para acessórios retorna. A Vogue Paris valoriza a idéia em seu editorial de jóias da edição atual. Esmeraldas, rubis…

BRINCOSVPARIS

A edição francesa oferece o estilo tradicional e o bem exagerado, com jóias oversized:

BRINCOSVPARIS4

Lorde, que é capa da última edição da Vogue Australia, também aparece com o styling desta forma na publicação:

BRINCOSVAUSTRALIA

Na Elle espanhola, Alice Dellal e versão delicada da tendência:

brincoellespain

 

Estilo praiano na Vogue Espanha, colar e brincos combinando:

brincosvspain

A idéia pode soar careta, mas o resultado não precisa ser nem um pouco chato: Na edição China da Vogue Itália, a comprovação com peças Givenchy:

BRINCOSVITALIA2Dá para ousar e compor brincos similares na mesma orelha:

BRINCOSVITALIA

 

Além dos brincos, vale adicionar os anéis ao combo , como na Marie Claire:

brincosmarieclaireuk

 

Emila Clarke na Marie Claire inglesa, várias argolas apenas de um lado:

brincosmcuk

Agora, se você não sente vontade de usar o estilo maximal, o acessório que nao tem erro na temporada é o brinco. Para vários estilos diferentes.

De um lado só, como já contei no post “Trend alert- Brinco solitário” Clica no link para relembrar.

BRINCOSTSRYLE2

A T magazine do NY Times fez um editorial incrível com vários versões em foco:BRINCOSTSTYLEFranjas metálicas:

BRINCOSTSTYLE4

Na Industrie com styling de Geraldine Saglio, remetendo ao estilo 80´s:

BRINCOSINDUSTRIE

 

Na Wall Street Journal, argolas grossas em clima anos 70:

tk

Finalizando com Jourdan Dunn na W

brincosw

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Acessórios, Como usar?, Inspirações