Arquivo da tag: anos 90

(Micro) Trend alert- A reconquista da plataforma.

plmj2

Passeando pelo meu feed do instagram, me deparo com a foto acima postada por @carineroitfeld (musa oficial deste site e desta pessoa que vos escreve). O clique é das botas da coleção Resort 2017 de Marc Jacobs.

Aqui elas no desfile:

plmjacobs

Desde seu Verão passado, Marc tem apostado nas botas estilo glam rock ou Spice Girls, a referência muda dependendo da sua idade. No Inverno ele repetiu a dose e agora as abraça definitivamente para a pré-primavera.

Olha o modelo invernal de Marc:

plmarcjacobs

Quem resgatou esta moda foi o coletivo francês Vetements, o mais incensado e polêmico do momento. O início foi em versão rock´n´roll com labaredas e outra de estrelas. A princípio um lançamento bem nicho e uma possível homenagem à David Bowie em sua fase Ziggy Stardust:

plvet

O que ninguém previu foi a onda avassaladora que a marca causou na moda, derrubando fronteiras e ganhando selo de aprovação e desejo de praticamente todos da indústria.

Com esta força e no embalo, versões nada discretas seguiram, passando por metalizados e a favorita, amarela:

plvett

M.I.A garantiu a sua:

plmia

Mais uma para não deixar dúvidas da versatilidade:

plvetements

Deveria ter suspeitado do potencial, quando Anna Wintour decidiu fazer um makeover de modernidade em Taylor Swift para Vogue America. A popstar ganhou ares cool com cabelo platinado e muito Saint Laurent e Vetements. Nos pés? A própria, ela mesma!

pltay2

pltay

Em Março, o diretor criativo da Balenciaga, Demna Gvasalia (head designer da Vetements) carregou o modelo para sua coleção de estréia na maison:

bal

Os sapatos pesados em geral passam por um momento de destaque, como comprovam Givenchy, no Resort 2017 lançado hoje:

plgivenchy

E Gucci (vale prestar atenção nos cadarços e na bota com salto anabela ou flatform beeeeem altos). Negue agora seu passado Baby Spice ou Scary Spice e ouse dizer que não desejou alguma bem parecida nos anos 90:

plgucci

Pelo direito de usar o “estranho” e fugir do óbvio, se divertir e permitir ousar com proporções diferentes. Vale experimentar shapes e idéias que há não muito tempo jamais pensaríamos. A moda é auto-expressão. Divirta-se descobrindo ou resgatando sua personalidade. De repente do alto de uma plataforma. Why not?

Fotos: Reprodução.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Como usar?, Inspirações, Microtrend, Minimal vs. Maximal

Vontade do dia- Vestido camisola.


slip6

No post sobre a última NYFW, eu anunciei: “Apesar de com fôlego para os anos 70, a década de ouro do momento para os designers parece ser a de 90. Carolyn Bessette a musa não declarada. Pensem em cetim, camisolas, silhueta lânguida e minimal, muitas referências esportivas, assimetria, comprimentos midi em shapes ajustados, Calvin Klein, Helmut Lang.”

E a peça que mehor traduz o mood do próximo Verão no hemisfério Norte é o slip dress ou vestido camisola.

Com influência dos anos 20 e 30, femininos e delicados, eles ganharam carimbo de icônicos nos anos 90. Um dos vestidos de noiva mais lindo de todos os tempos, o Narciso Rodriguez usado por Carolyn Bessette em seu casamento com John Kennedy Jr , representa o modelo em sua versão mais elegante:

slip8

Cool e minimal foi muito desfilado por Kate Moss, Sofia Coppola e Gwyneth Paltrow na época:

slip9

Esse editorial da Vogue Australia de Janeiro de 2016 cria desejo imedito e moderniza a peça. Em cetim combinado com sapato mais ousado, resultado sexy e forte:

slip4

Fiquei hipnotizada pela versão metalizada e texturizada de Joseph Altuzarra:

slip5

Frescos são candidatos perfeitos para o Verão sem precisar de nenhum complemento.

Aposta nas passarelas, eles já ganharam as ruas há alguns meses.

Um dos favoritos é em veludo:

veludo

Em cetim para a noite:

sliplully

Cetim em tom queimado:

slip2

Pode ficar cool usado com botinha:

slipi

Despretensioso com chapéu e chinelo estilo Birkenstock:

slip9

Combinado com jaqueta jeans oversized e sapato masculino perde o ar romântico:

slip10

Clima rock´n´roll com jaqueta perfecto de couro:

slip11

Finalizando com simplicidade, tom de pedra preciosa e sandália anos 70 garantindo o sucesso:

slip13

 

Para usar já!

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Minimal vs. Maximal, Vontade do dia

#NYFW- Favoritos Verão 2016.

nydel

A semana de moda de NY ainda não chegou ao fim, mas eu tive a “ousadia” de já vir dividir meus looks favoritos da temporada americana de Verão 2016 (não rolou Marc Jacobs, Proenza Schouler, nem Calvin Klein ainda, então este post é um pouco precipitado).

Apesar de com fôlego para os anos 70, a década de ouro do momento para os designers parece ser a de 90. Carolyn Bessette a musa não declarada. Pensem em cetim, camisolas, silhueta languida e minimal, muitas referências esportivas, assimetria, comprimentos midi em shapes ajustados, Calvin Klein, Helmut Lang..,

Começando com meus favoritos: Delpozo, que já havia ganhado este posto ano passado continua seu reinado. Não consigo superar a precisão das peças e a qualidade e encanto dignos de alta-costura. Também gosto muito do ar lúdico, mas moderno que eles imprimiram. O look que abre o post foi o que mais gostei, mas este abaixo também foi especial. Reparem na construção e estrutura do vestido.

nydelpozo

No outro extremo, fiquei extasiada com a estréia da dupla da Public School na DKNY. 90´s na veia, com a alfaiataria exata, tipo aquela vontade incontrolável de transferir todos os looks para meu armário já:

nydkny

Vestido-blazer:

NYDKNY3

Cartela de neutros e nada mais é necessário:

NYDKNY2

Na marca própria, adorei a vibe sporty:

nypublicschool

Alexander Wang comemorou dez anos de sua marca, sem nenhuma grande novidade, mas ainda com o dedo no pulso do que os “jovens” querem. Que arrebatou meu coração, apenas esta jaqueta e as birkenstocks estilizadas:

nyawang

Toque street boho na Coach que tem me agradado bastante nas mãos de Stuart Vevers:

nycoach2

Na Rag & Bone, o corte de vestido da vez, tanto para o casual, quanto para a noite:

nyrag

Reparem na versão do mesmo por Victoria Beckham, adorei o vichy oversized e o sapato masculino (outra marca dos anos 90 que foi campeã nas coleções):

nyvictoriabeckham

E na Cushnie et Ochs, sofisticação bem recortada:

nycushnie

Feminilidade mais intelectual, mas não menos sexy por Rosetta Getty:

nyrosettagetty

Ainda no tema assimetria, as fendas são apostas certeiras. Minhas favoritas surgiram na Opening Ceremony:

nyopening

E no Altuzarra:

nyaltazurra

No comprimento maxi, adorei a versão de Michael Kors:

nymkors

Transparência e leveza foram as palavras chave de Prabal Gurung:

nyprabal3

Chegando definitivamente na hora noturna, Zac Posen arrasou na versão dark de cetim do vestido de casamento (por Narciso Rodriguez) de Carolyn Bessette:

nyzac

Carolina Herrera surgiu com separates lindos e bem versáteis para uma festa de gala. Adorei o volume da saia e a cartela de cores:

nycarolinaherrera

Fechando com o espetáculo da Givenchy, que transferiu seu desfile para Nova Iorque e emocionou com looks dignos da comoção que causaram. Um pout-pourri de tudo que já aprendemos a esperar (e amar) de Riccardo Tisci com requinte da saudosa couture da maison:

nygyvenchy

nygivenchy3

nygivenchy4

Fotos: Vogue.com.

Deixe um comentário

Arquivado em Fashion Week, Inspirações

De olho na tendência- Gargantilha.

gargantilha3

Olhando as fotos do desfile Resort da Chanel, que aconteceu na Segunda passada na Coréia do Sul, só consegui prestar atenção em uma coisa: No styling com colares bem junto ao pescoço. As famigeradas gargantilhas, típicas do século XVIII e resgatadas nos anos 90, voltam a ganhar as ruas. Desta vez, em versões democráticas.

gargantilhachanel

No Inverno apresentado em Fevereiro na NYFW, já tinha amado a versão cinto da Rodarte:

gargantilharodarte

Rosie Huntington -Whiteley completou o look Rodarte, na premiere do seu novo filme “Mad Max”,  com gargantilha dupla, super delicada, mas com efeito fundamental para sucesso da composição:

rosie

Olivier Rousteing já vem batendo nessa tecla há algum tempo em sua Balmain. As transparentes com dourado são minhas preferidas:

gargantilhabalmain

No Verão da Givenchy:

chokergivenchy

No Resort da Balmain:

gargantilhab

Nos editoriais:

gargantilha4

Nas ruas, a comprovação que elas combinam com todos estilos. Começando pelos anos 90, aliás as gargantilhas tipo tatuagem tem retorno improvável e com sucesso:

gargantilha5

Behati usa a sua com look 90´s dos pés à cabeça:

gargantilha90s

Com apelo mais étnico, é a aposta de Giovanna Battaglia:

gargantilha7

Minimal para emprestar charme ao look básico:

gargantilha8

Utilitarismo fica sexy com a gargantilha em metal:

gargantilha6

As de corrente tem uma pegada anos 80:

gargantilha9

Dourado denota riqueza e ajuda a sofisticar a camisa branca:

gargantilha2

Foco no pescoço…

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Acessórios, Como usar?, Minimal vs. Maximal, Street Watch, Trend alert

Na prática- Normcore.

L'officiel - Novembre 2014

Já comentamos sobre o normcore no post “Inspiração da semana- Style and substance”, e nesta semana a revista Dazed & Confused publicou uma matéria contando que “normcore” foi a tendência mais procurada no Google em 2014.

Pensando nisso, resolvi dividir com vocês as imagens de styling  mais legais que ilustram o conceito nas últimas publicações do ano.

A foto que abre o post é da L´Officel, o tênis Dior couture usado com pele e jeans destroyed. Uma Margot Tennembaum versão 00´s.

A Vogue Espanha colocou em sua capa o clássico suéter cinza com sneaker:

Edita V@Viva Paris

Já na Muse, Carolyn Murphy incorpora muito bem o espírito nonchalant em um normcore de alfaiataria:

normcoremuse

Camisa jeans e calça com modelagem oversized:

normcoremuse2

Fechando com a Vogue Paris e o jeans com lavagem clara, corte reto e muita atitude:

normcorevparis

Back to the 90´s.

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Como usar?

Beleza- A estética Balmain.

bonbalmain

A idéia para este post surgiu ao conferir o editorial estrelado por Jacquetta Wheeler na revista Bon. Vestida exclusivamente em looks Balmain, o cabelo e make (ou falta de) contrastavam perfeitamente com o maximalismo das peças, com brilhos, bordados e referências dos anos 80.

O editorial segue a linha da própria marca, que foge do efeito cafona ao agregar uma essência cool ao seus looks rebuscados optando por uma aparência bem natural de beauté. Nesta época de festas, achei que seria uma referência bem legal ao pensar no que vestir para ocasiões noturnas. Que tal fugir do óbvio- Olhos bem maquiados, batom etc- por um minimalismo deixando as peças festivas dominarem?

Tenho o hábito de acompanhar vários sites, mas a maioria para me manter atualizada. São poucos que me prendem a ponto de ficar horas relendo arquivos e descobrindo coisas novas, o meu favorito certamente é o Into the gloss (senão conhece, favor acessar neste link). Neste post rola uma reflexão e de quebra, sugestão, para deixar o look natural nas festas de fim de ano. Vale a leitura e conferir as imagens bem inspiradoras.

Saia tulipa e birkenstocks Céline:

bonbalmain2

O vestido com brilho fica harmonioso e escapa do visual perua ao combinar com a pele neutra e cabelo idem:

bonbalmain3

Na Vogue Thai, o corte de cabelo com franja de Isabeli Fontana é o toque especial. Na make, tons sóbrios e um contorno bem feito no rosto. O conjunto prata eleva a proposta:

bonbalmainvoguethai

A Numero também aprova a estética Balmain e combina o colete oversized da Maison com beleza discretíssima:

bonbalmainnumero

Na Elle o pretinho básico ganha apelo punk graças ao corte de cabelo pixie e maquiagem leve:

bonbalmainelle

A Vogue russa elegeu os maxi brincos como elemento surpresa do look com vestido “space age”. Reparem que qualquer menção de boca colorida ou olhos muitos pintados caíriam no brega:

BONBALMAINVRUSSIA

Em suas campanhas, a marca segue o padrão , como mostra a de Verão 2013:

balmain

Nos desfiles, o cuidado é evidente. A vibe de excessos sempre presente nas roupas fica harmoniosa com a nonchalance da beleza sem exageros. O melhor jeito de aderir é cuidar dos detalhes: Pele impecável, sobrancelhas bem feitas e luminosidade:

balmain2

Na beleza Balmain, menos é mais.

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Beleza, Inspirações, Minimal vs. Maximal

Hit- Helmut Lang e a saia com fenda.

slitmiranda2

Primeiro eu vi Miranda Kerr, no dia seguinte Rachel Zoe, então lembrei que havia visto Rosie Huntington Whiteley na semana anterior. Todas usando saias longas com fenda, bem dentro da tendência assimétrica, mas fugindo do efeito origami curtinho (o mais popular agora). Identifiquei a saia de Miranda como sendo de Helmut Lang, o modelo é hit há várias temporadas e parece estar ganhando força novamente.

Miranda optou por styling mais rocker e casual, a botinha Susanna da Chloé nos pés garante o efeito e a camiseta estampada deixa o look com cara de Verão e mega confortável.

Rosie escolheu a versão vestido e combinou com spadrille de salto.

slitrosie

A stylist Rachel Zoe foi de preto em aposta bem minimalista:

Rachel Zoe steps out after denying pregnancy rumors - Part 2

O modelo de Lang permite combinações mais sofisticadas, mas sem perder a proposta relax para dias de calor. Adorei a sugestão da loja alemã “My Theresa” para a peça:

slitmytheresa

No street style dá para encontrar mais inspirações para a saia:

slitstreet

Referências esportivas com apelo 90´s:

slitstreet2

Poppy Delevingne vai de saltão e cria efeito mais pesado:

slitpoppy

No resort 2014, o time por trás da marca (Helmut saiu do controle criativo em 2005), inclui a fenda em looks mais curtos:

helmut

Formas severas e desconstruídas, minimalismo, referêcias esportivas, androginia e uso de tecidos tecnológicos marcaram suas coleções celebradas desde o final dos anos 80. Apesar de austríaco, é em Nova Iorque que sua influência pode ser mais observada, Alexander Wang é um dos designers que mais demonstra traços da escola de Helmut.

Apesar de ser a cara do downtown cool de Nova Iorque, Lang influencia alguns estilistas do outro lado do mundo, que adoram beber da sua estética. Os australianos apostaram e muito na vibe Helmut Lang em seus Resorts. Josh Goot já ganhou post aqui “Nome para guardar- Josh Goot” . Super modernista, suas peças tem corte severo e brincam com efeito de dobraduras e fendas, o destaque e seu principal diferencial, é o uso magistral de estampas. No Resort, a escolha é pelo animal print e blocos de cores:

josh

Já Dion Lee também vai na assimetria clean. Destaque para a fenda com zíper do vestido azul klein:

dion

Fechando com a marca especializada em swimwear, Zimmerman, que criou versão similar à saia de Helmut feita em renda:

zimmerman

Assimetria aprovada?

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Como usar?, Microtrend, Perfil