Arquivo da tag: degradê

Trend watch- Semana de alta-costura.

Ano passado, o retorno triunfal de Azzedine Alaia às passarelas durante a alta-costura ganhou post aqui no site. Desta vez, na falta de Alaia, optei por comentar algumas tendências fortes que surgiram e que diferentemente dos vestidos (que custam até 200 mil dólares) todo mundo pode aderir:

Começando pelo degradê, que já havia aparecido timidamente no Inverno prêt-à-porter e surge com força. Minha proposta favorita foi da Givenchy, com uma apresentação sempre maravilhosa e nada óbvia, bem ao espírito no que a alta-costura deve ser (No final do post tem uma explicação sobre o que é a couture, como funciona…).

Também apostando neste efeito, Armani privé em tons de cinza e proposta similar e delicada na estréia de Raf Simons da Dior e na Chanel. O degradê é conquistado através de ricos bordados, resultado deslumbrante!

Algumas peças que já estão nas ruas, ganham espaço nobre: É o caso do cinto de metal espelhado, em versão dourada para Dior e prata na Chanel, upgrade de looks mais casuais e cool direto para o topo da moda com muita sofisticação:

O veludo preto é o mais popular entre os tecidos, sempre luxuoso apareceu em calças na Givenchy e na Armani (Calças apareceram muito na semana!) e em vestidos para Alexis Mabille e Chanel:

O patchwork surgiu absoluto nos primeiros looks do desfile da Chanel, lembram deste post: Será o retorno do Patchwork?

Na falta de Alaia, fecho o post com a minha imagem favorita da semana de alta-costura: Riccardo Tisci e sua visão sempre incrível da Givenchy.

 Explicando a Alta-costura: A alta-costura é o topo da moda. O nome é protegido e só podem desfilar nesta semana os membros da”Chambre de commerce et d´industrie de Paris”. Os desfiles que são verdadeiros shows, movimentam milhões para as marcas de luxo, não vendendo as peças apresentadas (apenas 2.000.00 mulheres no mundo tem acesso à alta-costura, e somente 200 são clientes regulares), mas pela publicidade gerada em razão das celebridades nas primeiras filas e, principalmente pelas roupas impecáveis. A alta-costura vende o conceito da marca, os melhores tecidos possíveis, bordados inimagináveis, tudo feito em perfeição e maestria. As peças são todas feitas sob-medida para a cliente que geralmente precisa fazer 3 provas de roupa até recebê-la. Os perfumes, maquiagens, acessórios como bolsas e sapatos que sustentam financeiramente estas grandes marcas, mas a “Couture” sustenta o sonho.

Fotos: Vogue.com

1 comentário

Arquivado em Fashion Week, Inspirações, Microtrend, Update das tendências