Arquivo da tag: elie saab

Para inspirar: Couture Inverno 2015.

couture5

Mostrei neste post “Truques de styling- Couture Outono/Inverno 2014”, algumas dicas e inspirações direto da última semana de alta-costura. Vendo a Vogue Italia do mês, tive que compartilhar as imagens das peças mais de perto, fotografadas em versão editorial, onde conseguimos apreciar a riqueza de cada peça e, quem sabe, encontrar inspirações para nossa vida (ou sonhos).

Abrindo com Chanel na Vogue Italia, reparem na delicadeza dos bordados e em todos os looks usados com sandálias sem salto:

couture7

A beleza comove:

couuture

Com detalhes clássicos como a headpiece:

couture9

Armani em versão mais dark:

couturevit2

Giambattista Valli e suas formas arquitetônicas:

couturevit3

As ninfas de Valentino, leveza é a melhor palavra para definir a coleção da maison:

couturevit

Mais sóbrio, porém não menos encantador:

couyurevit4

Fechando com a renda em clima de conto de fadas folk:

couturew

Extra: a W de Outubro traz mais couture com styling de Edward Enningful. O vestido com capa de Giambattista:

couturew

Os brancos contrapostos com pop-art e referências anos 60:

couturew2

Finalizando com vestido de renda para uma noiva deslumbrante:

couturew3

Explicando a Alta-costura: A alta-costura é o topo da moda. O nome é protegido e só podem desfilar nesta semana os membros da”Chambre de commerce et d´industrie de Paris”. Os desfiles, que são verdadeiros shows, movimentam milhões para as marcas de luxo, não vendendo as peças apresentadas (apenas 2.000.00 mulheres no mundo tem acesso à alta-costura, e somente 200 são clientes regulares), mas pela publicidade gerada em razão das celebridades nas primeiras filas e, principalmente pelas roupas impecáveis. A alta-costura vende o conceito da marca, os melhores tecidos possíveis, bordados inimagináveis, tudo feito em perfeição e maestria. As peças são todas feitas sob-medida para a cliente que geralmente precisa fazer 3 provas de roupa até recebê-la. Os perfumes, maquiagens, acessórios como bolsas e sapatos sustentam financeiramente estas grandes marcas, mas a “Couture” sustenta o sonho.

Fotos: Reprodução.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Inspirações

Truques de styling- Couture Outono/2014.

ALTA3A semana de alta-costura acabou de acontecer em Paris. E ao invés de vir aqui e só mostrar para vocês os vestidos lindos, resolvi separar algumas idéias de styling interessantes que todo mundo pode aproveitar para a próxima festa.

Abrindo com Giambattista Vall. Nem todo vestido de gala precisa ter bordados, renda ou uma cor muito chamativa. Muitas vezes é legal optar por um tom bem neutro e apostar no corte diferenciado. Reparem no resultado incrível dos vestidos P&B acima. Outra idéia boa é acrescentar um cinto, versátil e ótimo para emprestar uma nova cara ao pretinho básico.

Mais exemplos de Giamba, no caso, optar por estampas florais, perfeitos para um casamento no fim da tarde ou na praia:

ALTA2Na Chanel, mais duas idéias: Já pensaram que mandar fazer uma saia e uma blusa bem lindas pode ser mais inteligente do que um vestido? Duplica-se as possibilidade de uso!

Um vestido tomara que caia pode ser usado no Inverno sim, basta acrescentar um casaco por cima. Mais legal do que a pashmina ou estola de sempre. Para modernizar, um blazer de paetê é aposta certeira:

ALTA4Se você se sente confortável com o comprimento midi, um vestido no estilo fica super lady-like e pode ser um belo aliado nas festas. Não sabe como usar este tipo de peça? Dá uma olhada no post “Adaptando a tendência- Comprimento midi”. Este corte, ajustado na cintura com saia volumosa também é boa pedida.

ALTA1Armani foi surpreendente. O estilista, que estava de aniversário ontem, apresentou uma coleção bem usável e primorosa. Da cartela de cores, uma boa lembrança: Preto, vermelho e branco são imbatíveis para garantir um look chique. Lembram desse post? “Adaptando a tendência- Vermelho e preto”. 

ALTA5

Ao optar por tons mais neutros na roupa, um acessório com animal print pode ser uma alternativa para enriquecer a combinação. Outra idéia, é investir em um casaco bordado ou com textura interessante:

ALTA6Longos vermelhos normalmente tem conotação sexy, mas não precisam. Dá para fugir do óbvio ao optar por um shape bem feminino e romântico ou por um modelo mais coberto:

ALTA7

Cinza claro não é um tom muito popular, mas Valentino e Zuhair Murad provam que poderia ser. O truque é apostar nos bordados discretos, no brilhos e um jogo de transparências. Não fica super elegante?alta9

Fechando com Elie Saab. Para os dias frios, inspiração maravilhosa: Vestidos com manga longa e saia mais armada, para acertar mesmo, bolsos são elegante e práticos. Só cuidado, pois eles podem acrescentar volume ao quadril.

alta8

Inpirações mil…

Explicando a Alta-costura: A alta-costura é o topo da moda. O nome é protegido e só podem desfilar nesta semana os membros da”Chambre de commerce et d´industrie de Paris”. Os desfiles, que são verdadeiros shows, movimentam milhões para as marcas de luxo, não vendendo as peças apresentadas (apenas 2.000.00 mulheres no mundo tem acesso à alta-costura, e somente 200 são clientes regulares), mas pela publicidade gerada em razão das celebridades nas primeiras filas e, principalmente pelas roupas impecáveis. A alta-costura vende o conceito da marca, os melhores tecidos possíveis, bordados inimagináveis, tudo feito em perfeição e maestria. As peças são todas feitas sob-medida para a cliente que geralmente precisa fazer 3 provas de roupa até recebê-la. Os perfumes, maquiagens, acessórios como bolsas e sapatos sustentam financeiramente estas grandes marcas, mas a “Couture” sustenta o sonho.

Fotos: Reprodução.

1 comentário

Arquivado em Fashion Week, Truques de styling

Trend watch- Semana de alta-costura Inverno 2013/14.

elie

Chegou ao fim a temporada de alta-costura Inverno 2013-14. Separei as tendências que mais apareceram nas coleções e os vestidos mais lindos. Uma das tradições da couture é a noiva que encerra o desfile, quem abre o post é a minha favorita: A impecável versão de Elie Saab.

Ausência sentida na temporada foi a da Givenchy, que mais uma vez optou por não apresentar coleção nova de alta-costura.

Abrindo com Chanel, que na falta dos vestidos elaborados cheios de tecido e cauda, apostou no tweed luxuoso, no mix de brilhos e no cuidado extremo com cada detalhe. Moderno e irresistível! Vale observar os cintos bem largos, presentes em praticamente em todos os looks (eu já tinha adiantado essa moda aqui no post “De olho na tendência- cinto largo”) e nas botas cuissarde extra longas.

O tweed foi material hit, surgiu também na Valentino e na Ulyana Sergeenko.

hautechanel

A Armani Privé investiu em vestidos leves, transparências e tons claros. Clima bem etéreo e influência das décadas de 20 e 30:

hautearmaniprive

Tons claros também foram a aposta de Giambattista Valli. O comprimento mullet, odiado por muitos, deve continuar. Surgiu na Valentino, Dior e em algumas coleções Resort como da Saint Laurent:

hautegiamba

Raf Simons dividiu a apresentação  da Dior em quatro inspirações: Ásia, África, América e Europa. Em comum, a cintura marcada por cinto mais fino:

hautedior

A Valentino surpreendeu com coleção levemente folclórica com tecidos mais pesados e contrapontos interessantes. O tweed e a tapeçaria, dividiram espaço com renda e materiais leves. Bordados ricos completaram.

Vestidos com bolsos foram absolutos na temporada e já tinham surgido nas últimas coleções. Detalhe elegante e prático. Só é preciso cuidar para não adicionar muito volume na saia, aumentando visualmente a silhueta.

hautevalentino

Tons mais fechados fizeram sucesso. Assim como clássicos da couture: Brilhos e bordados não devem faltar nos vestidos mais elaborados. Elie Saab é o rei do glamour na alta-costura e não desapontou. Tecidos mais encorpados dividiram espaço com a renda e caimento incrível com saia mais volumosa:

hauteelie

 O verde esmeralda é ótima opção para vestidos de festa e costuma ficar bem em todo mundo:

hauteelie2

Para fechar, o look com capa da Vionnet. Alternativa muito boa para quem quer disfarçar os braços. A capa também apareceu na Valentino, Elie Saab e Giambattista Valli. Entre as cores mais populares, o bordô e o azul noite merecem atenção especial:

hautevionnet

Explicando a Alta-costura: A alta-costura é o topo da moda. O nome é protegido e só podem desfilar nesta semana os membros da”Chambre de commerce et d´industrie de Paris”. Os desfiles que são verdadeiros shows, movimentam milhões para as marcas de luxo, não vendendo as peças apresentadas (apenas 2.000.00 mulheres no mundo tem acesso à alta-costura, e somente 200 são clientes regulares), mas pela publicidade gerada em razão das celebridades nas primeiras filas e, principalmente pelas roupas impecáveis. A alta-costura vende o conceito da marca, os melhores tecidos possíveis, bordados inimagináveis, tudo feito em perfeição e maestria. As peças são todas feitas sob-medida para a cliente que geralmente precisa fazer 3 provas de roupa até recebê-la. Os perfumes, maquiagens, acessórios como bolsas e sapatos que sustentam financeiramente estas grandes marcas, mas a “Couture” sustenta o sonho.

Fotos: Vogue.com

2 Comentários

Arquivado em Fashion Week, Inspirações

O azul do momento.

As cores vivas continuam em alta. No momento, o amarelo e o laranja são os queridinhos. Os tons de verde surgem como opção forte, além do roxo que garante o posto da cor do próximo Outono. Entre tantas opções, um azul também é favorito, mas não é o turquesa, nem bic, nem celeste, e sim o… Azul petróleo! Pouco óbvio, lindo e fácil de combinar promete aparecer muito nos próximos meses.

Apesar de ter azul no nome, é um tom entre azul e verde, perfeito para colorblocking invernal e fica muito bem com tons como roxo, mostarda, grená, assim como misturado com outros tons de azul. Outra dica é apostar nas cores vibrantes do Verão como o laranja, pink, verde água,  turquesa e usar o azul para amenizar as combinações. Com caramelo ou camelo cria look de sofisticação máxima, além de cair super bem em estampas como paisley e tartan.

A cor aparece em looks clássicos das coleções Resort 2012 Elie Saab e Mario Schwab.

Em mais duas versões lady -like na Vogue América de Novembro:

Nos acessórios, emprestam um toque especial aos looks, como neste  maximalista da Vogue Nippon:

Mais acessórios no tom nas vitrines da Gucci e da Chanel:

Um dos sapatos mais incríveis criados para o Verão 2012, por Alexander Wang, chega em versão azul petróleo:

A cobiçada bolsa Marcie, da Chloé, aparece disponível na cor para o Inverno atual do hemisfério Norte:

O chapéu azul petróleo da Gucci, em editorial da Vogue Espanha de Novembro, completa perfeitamente o look de inspirações anos 70. Destaque para a combinação de cores e mistura de texturas:

Combinado com estampas, também típicas da década de 70, na vitrine da loja Diane Von Furstenberg no Meatpacking:

O desfile da Verão 2012 da Burberry Prorsum foi um dos mais elogiados da temporada e contava com uma cartela de cores fantástica, este look é ótima inspiração para combinar a cor, que também orna muito bem com vinho e azul navy.

Outra maneira legal de usar a cor é misturada com brilhos ou metálicos, parece inusitado, mas funciona. Só olhar para os exemplos abaixo: no anel “artsy” da YSL e no lenço de motivos eqüestres da Wash.

Guardei o melhor para o final: A cor aparece no blazer de efeito brilhoso nas páginas da revista Elle combinado com prata. Polêmico, mas eu amei o resultado.

E no vestido de paetês da Dolce & Gabbana nas páginas da Vogue Alemã:

Fotos: Style.com, Elle.com, RobertaWeber, FashionGoneRogue, Net-a-porter,

1 comentário

Arquivado em Acessórios, Como usar?, Fashion Week, Inspirações, NY, Trend alert

LLD- “Little lace dress”: O novo pretinho básico.

Não tenho a menor pretensão de insinuar que alguém deva desistir de seu, mais que útil, LBD. Termo carinhoso usado em inglês para o “pretinho básico”. Item sempre citado quando se fazem aquelas listas de indispensáveis no guarda-roupa.

Como a moda varia muito, e a cada 6 meses (ou três) revisita ou renova idéias, o assunto super comentado por aqui nas revistas especializadas tem sido o “LLC- Little lace dress”. Pegue o tecido favorito dos estilistas nas últimas temporadas e some uma das peças mais amadas do nosso vestuário e você tem o vestidinho de renda. Cabe dizer que o vestido nem precisa ser “inho”, vai do gosto da freguesa: Pode ser longo, midi, mini… Nem precisa ser novo, o meu vestido de renda favorito foi herdado da minha mãe, é preto (junção perfeita do LBD e do LLD) e deve ter seus bons 20 anos já.

Se você quer investir em um vestido novo para o Inverno atual ou para o Verão que se aproxima (E eu calculo que todas que estão lendo já tem seu pretinho básico), minha dica seria apostar na renda.

Para quem curte novidades, a última proposta é a renda cortada a laser, que surgiu nas coleções de muitas marcas como Chanel, Erdem, Louis Vuitton, Pucci…

Branco total– Branco foi uma das cores favoritas no Resort 2012, mas considerando a conotação “Reveillon” de roupas brancas no Brasil pode ser mais desafiador. Eu adoro!

McQueen                             Lanvin                                Marc by Marc Jacobs       Chanel

Coloridos– Um colorido garante o clima Verão e quebra o neutro do Inverno também (Não se assuste, se isto não lhe agrada, tente o “Color blocking Invernal”).


Christopher Kane                        Rebecca Minkoff                                  Emilio Pucci

Preto e/ou nude: Nestas cores ganham ar sofisticado facilmente. Toques como cintos marcando a cintura, detalhes nos ombros, transparências estratégicas renovam o look.


    Peter Som                           Burberry Prorsum    Emilio Pucci            Valentino

Nos desfiles de alta-costura a renda surgiu absoluta, e usei este post como desculpa para incluir algumas fotos de vestidos dignos de encantamento instantâneo, e também quem sabe para inspirar um futuro vestido de casamento, formatura ou só para sonhar…

A renda pode ser mais “brejeira” se combinada com rasteiras, cabelo displicente e acessórios artesanais, mais rock´n´roll com um vestidinho combinado com jaqueta de couro e ankle boots, mais sofisticada com leve transparências e cortes mais clássicos, mais moderna se em tons coloridos ou em neon. Justamente esta versatilidade que a torna um clássico para qualquer época, mas mais celebrado do que nunca no momento.


 Sucesso garantido nas ruas também. Independente do estilo pessoal…

Vocês já tem ou querem um LLD?

Fotos: Vogue.it, streetpepper.

2 Comentários

Arquivado em Trend alert