Arquivo da tag: giambattista valli

(Micro) Trend watch- Bomber bordada.

bomberchloe

Durante a temporada Resort que acabou de acontecer, um modelo de jaqueta se destacou acima dos outros: O bomber. Com referências esportivas, ele se encaixa perfeitamente no look cool  proposto por várias marcas. O que chamou atenção, foi que os exemplos mais lindos eram bordados. O modelo que abre o post, aliás com ótimo styling de camisa animal print e jaqueta adornada com leopardos, é da coleção da Chloé.

Quando penso em bomber bordada na hora lembro do icônico figurino de Ryan Gosling no filme Drive:

bomberdriveNessa onda, Mary Katrantzou deixou sua contribuição para a tendência em sua nova colaboração com a Adidas:

bomberadidasmary

Stella McCartney também criou a sua. Reparem que flores são a padrongem favorita para complementar o look:

bomberstella

 

Na Valentino, a bomber é alongada:

valentino

Giambattista Valli investiu no modelo em couro com motivos florais (again) no mix com estampas geométricas:

bombergiamba

Em tempo: Na Alexander McQueen, sai a bomber e entra a perfecto. Mas claro, as flores continuam e o styling é com vestido longo de festa:

bombervalentinoPara minha surpresa, nos desfiles de alta-costura ocorrendo esta semana, tivemos exemplos de jaquetas bordadas adornando os vestidos longos. Na Schiaparelli, com coração discreto enfeitando:

schiaparellibomber

e Giambattista Valli que caprichou nas flores 3d da composição:

giambabomber

 

Vão aderir à essa micro trend? Uma bela sugestão é aproveitar aquela jaqueta com corte ótimo que anda esquecida no armário e atualizá-la com um bordado. Que tal?

Fotos: Reprodução.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Fashion Week, Inspirações, Microtrend

(Micro) Trend alerts- Couture.

micro

A semana de alta-costura começou, e como já expliquei aqui no site, a couture serve para inspirar e impulsionar o valor agregado das grandes maisons, já que o número de pessoas que tem acesso às peças é quase inexistente.

Sempre faço um pequeno resumo mostrando as tendências e melhores idéias para referências. Desta vez, decidi começar por dois mini alertas de tendência.

Preparem-se para ver por aí chapéus e acessórios de cabeça com véu. Giambattista Valli apresentou uma opção bem feminina ontem:

giamba

Hoje a Chanel foi para o lado mais street garantindo o hit da temporada, no styling com gorro. No desfile a cartela de cores do look era reproduzida no chapéu:

chanel2

chanel

Notem a mistura de preto com rosa claro em duas das fotos selecionadas, um lado rocker constrastando com delicadeza e leveza. Esta é a segunda micro tendência que acho valer a pena prestar atenção. Raf Simons fez a combinação juntando o floral com botas de latex:

dior

E Alexis Mabille, plumas e renda fecham a composição:

alexismabille

Mais uma de Giamba, além do rosa claro, saias mais armadas são outra promessa para a temporada de moda festa:

giamba3

Finalizando com mais uma do rosa pálido com black, desta vez na Chanel:

Chanel3

Em tempo, Galliano em sua estréia na Margiela optou por jóias como maquiagem criando uma máscara:

galliano

 

Cobrir uma parte do rosto parece obrigatório na temporada Verão 2015 da couture.

 Explicando a Alta-costura: A alta-costura é o topo da moda. O nome é protegido e só podem desfilar nesta semana os membros da”Chambre de commerce et d´industrie de Paris”. Os desfiles que são verdadeiros shows, movimentam milhões para as marcas de luxo, não vendendo as peças apresentadas (apenas 2.000.00 mulheres no mundo tem acesso à alta-costura, e somente 200 são clientes regulares), mas pela publicidade gerada em razão das celebridades nas primeiras filas e, principalmente pelas roupas impecáveis. A alta-costura vende o conceito da marca, os melhores tecidos possíveis, bordados inimagináveis, tudo feito em perfeição e maestria. As peças são todas feitas sob-medida para a cliente que geralmente precisa fazer 3 provas de roupa até recebê-la. Os perfumes, maquiagens, acessórios como bolsas e sapatos que sustentam financeiramente estas grandes marcas, mas a “Couture” sustenta o sonho.

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Fashion Week, Microtrend

Para inspirar: Couture Inverno 2015.

couture5

Mostrei neste post “Truques de styling- Couture Outono/Inverno 2014”, algumas dicas e inspirações direto da última semana de alta-costura. Vendo a Vogue Italia do mês, tive que compartilhar as imagens das peças mais de perto, fotografadas em versão editorial, onde conseguimos apreciar a riqueza de cada peça e, quem sabe, encontrar inspirações para nossa vida (ou sonhos).

Abrindo com Chanel na Vogue Italia, reparem na delicadeza dos bordados e em todos os looks usados com sandálias sem salto:

couture7

A beleza comove:

couuture

Com detalhes clássicos como a headpiece:

couture9

Armani em versão mais dark:

couturevit2

Giambattista Valli e suas formas arquitetônicas:

couturevit3

As ninfas de Valentino, leveza é a melhor palavra para definir a coleção da maison:

couturevit

Mais sóbrio, porém não menos encantador:

couyurevit4

Fechando com a renda em clima de conto de fadas folk:

couturew

Extra: a W de Outubro traz mais couture com styling de Edward Enningful. O vestido com capa de Giambattista:

couturew

Os brancos contrapostos com pop-art e referências anos 60:

couturew2

Finalizando com vestido de renda para uma noiva deslumbrante:

couturew3

Explicando a Alta-costura: A alta-costura é o topo da moda. O nome é protegido e só podem desfilar nesta semana os membros da”Chambre de commerce et d´industrie de Paris”. Os desfiles, que são verdadeiros shows, movimentam milhões para as marcas de luxo, não vendendo as peças apresentadas (apenas 2.000.00 mulheres no mundo tem acesso à alta-costura, e somente 200 são clientes regulares), mas pela publicidade gerada em razão das celebridades nas primeiras filas e, principalmente pelas roupas impecáveis. A alta-costura vende o conceito da marca, os melhores tecidos possíveis, bordados inimagináveis, tudo feito em perfeição e maestria. As peças são todas feitas sob-medida para a cliente que geralmente precisa fazer 3 provas de roupa até recebê-la. Os perfumes, maquiagens, acessórios como bolsas e sapatos sustentam financeiramente estas grandes marcas, mas a “Couture” sustenta o sonho.

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Inspirações

Truques de styling- Couture Outono/2014.

ALTA3A semana de alta-costura acabou de acontecer em Paris. E ao invés de vir aqui e só mostrar para vocês os vestidos lindos, resolvi separar algumas idéias de styling interessantes que todo mundo pode aproveitar para a próxima festa.

Abrindo com Giambattista Vall. Nem todo vestido de gala precisa ter bordados, renda ou uma cor muito chamativa. Muitas vezes é legal optar por um tom bem neutro e apostar no corte diferenciado. Reparem no resultado incrível dos vestidos P&B acima. Outra idéia boa é acrescentar um cinto, versátil e ótimo para emprestar uma nova cara ao pretinho básico.

Mais exemplos de Giamba, no caso, optar por estampas florais, perfeitos para um casamento no fim da tarde ou na praia:

ALTA2Na Chanel, mais duas idéias: Já pensaram que mandar fazer uma saia e uma blusa bem lindas pode ser mais inteligente do que um vestido? Duplica-se as possibilidade de uso!

Um vestido tomara que caia pode ser usado no Inverno sim, basta acrescentar um casaco por cima. Mais legal do que a pashmina ou estola de sempre. Para modernizar, um blazer de paetê é aposta certeira:

ALTA4Se você se sente confortável com o comprimento midi, um vestido no estilo fica super lady-like e pode ser um belo aliado nas festas. Não sabe como usar este tipo de peça? Dá uma olhada no post “Adaptando a tendência- Comprimento midi”. Este corte, ajustado na cintura com saia volumosa também é boa pedida.

ALTA1Armani foi surpreendente. O estilista, que estava de aniversário ontem, apresentou uma coleção bem usável e primorosa. Da cartela de cores, uma boa lembrança: Preto, vermelho e branco são imbatíveis para garantir um look chique. Lembram desse post? “Adaptando a tendência- Vermelho e preto”. 

ALTA5

Ao optar por tons mais neutros na roupa, um acessório com animal print pode ser uma alternativa para enriquecer a combinação. Outra idéia, é investir em um casaco bordado ou com textura interessante:

ALTA6Longos vermelhos normalmente tem conotação sexy, mas não precisam. Dá para fugir do óbvio ao optar por um shape bem feminino e romântico ou por um modelo mais coberto:

ALTA7

Cinza claro não é um tom muito popular, mas Valentino e Zuhair Murad provam que poderia ser. O truque é apostar nos bordados discretos, no brilhos e um jogo de transparências. Não fica super elegante?alta9

Fechando com Elie Saab. Para os dias frios, inspiração maravilhosa: Vestidos com manga longa e saia mais armada, para acertar mesmo, bolsos são elegante e práticos. Só cuidado, pois eles podem acrescentar volume ao quadril.

alta8

Inpirações mil…

Explicando a Alta-costura: A alta-costura é o topo da moda. O nome é protegido e só podem desfilar nesta semana os membros da”Chambre de commerce et d´industrie de Paris”. Os desfiles, que são verdadeiros shows, movimentam milhões para as marcas de luxo, não vendendo as peças apresentadas (apenas 2.000.00 mulheres no mundo tem acesso à alta-costura, e somente 200 são clientes regulares), mas pela publicidade gerada em razão das celebridades nas primeiras filas e, principalmente pelas roupas impecáveis. A alta-costura vende o conceito da marca, os melhores tecidos possíveis, bordados inimagináveis, tudo feito em perfeição e maestria. As peças são todas feitas sob-medida para a cliente que geralmente precisa fazer 3 provas de roupa até recebê-la. Os perfumes, maquiagens, acessórios como bolsas e sapatos sustentam financeiramente estas grandes marcas, mas a “Couture” sustenta o sonho.

Fotos: Reprodução.

1 comentário

Arquivado em Fashion Week, Truques de styling

#PFW- Favoritos Inverno 2014/15.

SL

Já estou com várias pautas legais para colocar aqui no site, mas não poderia deixar de falar sobre os meus favoritos da minha fashion week favorita: Paris.

Na Saint Laurent, assim como na maioria das coleções da temporada, os anos 60 predominaram. Um espírito rock´n´roll com mix de grunge, glam e punk. Adorei a atmosfera e os looks que remetiam à Marianne Faithful e Anita Pallenberg:

sl2

Isabel Marant mais uma vez produz uma coleção com tudo que eu gostaria de usar no Inverno: Styling esperto, peças básicas misturadas com brilho, tudo honrando seu estilo hi-lo, mas com silhuetas que pareceram novidade. Na cartela de cores, os tons de verde, marrom, cinza e navy foram os favoritos:

pim

Haider Ackermann também reproduziu um mood que me atrai. Reparem nas calças skinny com comprimento cropped, minhas favoritas da semana:

pha

O espírito cool com sex appeal de Anthony Vaccarello:

pav

Na Carven, me encantei com os mini comprimentos usados com bota cuissarde e casacos no ombro: Perfeita nonchalance francesa:

pcarven

Possivelmente a peça mais importante do Inverno, o casaco surgiu em diversas interpretações. Fugindo da influência 60´s, Riccardo Tisci buscou nos anos 40 e no estilo das francesas a inspiração para a (impecável) coleção da Givenchy:  Adulta, sofisticada e sexy:

pGivenchy

Styling que apareceu em algumas passarelas e que eu adorei foi o casaco usado como vestido, se marcado na cintura ainda melhor: Balenciaga, McQueen e Céline aprovam:

pcasaco

A silhueta bem feminina e as texturas de Giambattista Valli, a influência futurista da década de 60 surge no modelo metalizado com ombros arredondados:

giamba

Os minis de Valentino com cartela de cores fortes: Resultado incrível tanto nos tons vibrantes como nas apostas neutras. Vontade também das botas logo abaixo do joelho:

pval

Fechando com a maior expectativa da moda em muito tempo: A estréia de Nicholas Ghesquiere na Louis Vuitton. Anos 60 com tecnologia bem 2014, o designer conseguiu modernizar e transformar a Vuitton em algo jovem e altamente desejável e atual. Destaque para as calças de cintura alta, uma de suas marcas registradas da Balenciaga que se adaptaram muito bem na sua nova casa. E para as saia evasê que provocaram desejo imediato. No styling, o brinco usado em uma só orelha (artifício também adotado na Céline) promete ser o truque de styling favorito:

plv

E que venha o frio.

Fotos: Vogue.com.

Deixe um comentário

Arquivado em Fashion Week, Inspirações

Trend watch- Semana de alta-costura Inverno 2013/14.

elie

Chegou ao fim a temporada de alta-costura Inverno 2013-14. Separei as tendências que mais apareceram nas coleções e os vestidos mais lindos. Uma das tradições da couture é a noiva que encerra o desfile, quem abre o post é a minha favorita: A impecável versão de Elie Saab.

Ausência sentida na temporada foi a da Givenchy, que mais uma vez optou por não apresentar coleção nova de alta-costura.

Abrindo com Chanel, que na falta dos vestidos elaborados cheios de tecido e cauda, apostou no tweed luxuoso, no mix de brilhos e no cuidado extremo com cada detalhe. Moderno e irresistível! Vale observar os cintos bem largos, presentes em praticamente em todos os looks (eu já tinha adiantado essa moda aqui no post “De olho na tendência- cinto largo”) e nas botas cuissarde extra longas.

O tweed foi material hit, surgiu também na Valentino e na Ulyana Sergeenko.

hautechanel

A Armani Privé investiu em vestidos leves, transparências e tons claros. Clima bem etéreo e influência das décadas de 20 e 30:

hautearmaniprive

Tons claros também foram a aposta de Giambattista Valli. O comprimento mullet, odiado por muitos, deve continuar. Surgiu na Valentino, Dior e em algumas coleções Resort como da Saint Laurent:

hautegiamba

Raf Simons dividiu a apresentação  da Dior em quatro inspirações: Ásia, África, América e Europa. Em comum, a cintura marcada por cinto mais fino:

hautedior

A Valentino surpreendeu com coleção levemente folclórica com tecidos mais pesados e contrapontos interessantes. O tweed e a tapeçaria, dividiram espaço com renda e materiais leves. Bordados ricos completaram.

Vestidos com bolsos foram absolutos na temporada e já tinham surgido nas últimas coleções. Detalhe elegante e prático. Só é preciso cuidar para não adicionar muito volume na saia, aumentando visualmente a silhueta.

hautevalentino

Tons mais fechados fizeram sucesso. Assim como clássicos da couture: Brilhos e bordados não devem faltar nos vestidos mais elaborados. Elie Saab é o rei do glamour na alta-costura e não desapontou. Tecidos mais encorpados dividiram espaço com a renda e caimento incrível com saia mais volumosa:

hauteelie

 O verde esmeralda é ótima opção para vestidos de festa e costuma ficar bem em todo mundo:

hauteelie2

Para fechar, o look com capa da Vionnet. Alternativa muito boa para quem quer disfarçar os braços. A capa também apareceu na Valentino, Elie Saab e Giambattista Valli. Entre as cores mais populares, o bordô e o azul noite merecem atenção especial:

hautevionnet

Explicando a Alta-costura: A alta-costura é o topo da moda. O nome é protegido e só podem desfilar nesta semana os membros da”Chambre de commerce et d´industrie de Paris”. Os desfiles que são verdadeiros shows, movimentam milhões para as marcas de luxo, não vendendo as peças apresentadas (apenas 2.000.00 mulheres no mundo tem acesso à alta-costura, e somente 200 são clientes regulares), mas pela publicidade gerada em razão das celebridades nas primeiras filas e, principalmente pelas roupas impecáveis. A alta-costura vende o conceito da marca, os melhores tecidos possíveis, bordados inimagináveis, tudo feito em perfeição e maestria. As peças são todas feitas sob-medida para a cliente que geralmente precisa fazer 3 provas de roupa até recebê-la. Os perfumes, maquiagens, acessórios como bolsas e sapatos que sustentam financeiramente estas grandes marcas, mas a “Couture” sustenta o sonho.

Fotos: Vogue.com

2 Comentários

Arquivado em Fashion Week, Inspirações

O melhor da #PFW.

VACARE

Finalizando os posts sobre a temporada Outono-Inverno 2013/14 do hemisfério Norte com a melhor das semanas de moda: Paris. Na minha opinião, Paris reúne as melhores marcas e os desfiles mais esperados. Foi difícil editar os meus favoritos, depois me contem se vocês concordam!

Quem quiser ver os outros posts da NYFW, LFW e MFW é só clicar em cima de cada cidade.

Abrindo com Anthony Vaccarello, falei sobre ele aqui no site em 2011, desde então ele confirmou seu espaço e conquistou sucesso indiscutível com roupas cada vez mais lindas e de apelo sexy sem cair na obviedade. Amei o mix de peças com influência esportiva e detalhes de correntes!

O melhor evening wear pertence a gaucha Barbara Casasola. Sua especialidade são roupas feitas para serem usadas depois das 6 da tarde, e sua mulher elegante e intelectual melhora a cada novo desfile. Destaque para o comprimento midi e transparências estratégicas:

CASA

Phoebe Philo não costuma decepcionar e seu Inverno para Céline é minimalista e mais feminino que de costume. Adorei o modelo de saia flute com comprimento mais alongado. Vale também destacar a estampa xadrez de feira que ficou luxuosa na leitura de Philo.

As botas cuissarde em cinza são objetos de desejo!

CELINEO punk da Chanel: Karl Lagerfeld sempre arranja maneiras de reinventar os códigos da maison criando coleções atuais, mas que respeitam o estilo da marca. Homenageando o punk que é o tema da exposição anual de moda do MET em 2013. Me apaixonei pelas peças em tweed, pelas saias skater, e pelo styling impecável. Especialmente o truque da meia de couro dando impressão de cuissarde e o colar usado por cima dos cabelos. Uma verdadeira aula de inovação:

CHANEL

O grunge cigano da Givenchy: Já cansei de comentar aqui que Riccardo Tisci é meu estilista favorito. Neste Inverno, ele propos misturar sua mulher sempre um pouco étnica através da cultura cigana, com referências ao movimento grunge. Xadrez, florais, imagens de Bambi e detalhes como brilhos e jaquetas biker garantem um resultado original e que desperta desejo:

GIVENCHY

O couture street de Giambattista Valli. O estilista é mais conhecido por seus vestidos de alta-costura deslumbrantes. Agora também diretor criativo de uma linha especial da Moncler, ele uniu sua marca registrada à tênis de estilo slipper, que emprestaram uma cara mais contemporânea às suas peças. Saia envelope, detalhes em pele e comprimento no joelho é a formula infalível de Valli para o Inverno.

GIAMBA

A mulher européia da Hermès. Parte francesa, parte inspirada nas heroínas de Hitchcock, Christopher Lemaire levou para passarela uma mulher incrivelmente chique vestida em tons terrosos e no clássico P&B. Possivelmente a minha coleção favorita pela sua simplicidade e roupas belíssimas:

HERMES

A estréia de Alexander Wang na Balenciaga. Apesar de amar Wang, não fiquei muito entusiasmada quando seu nome foi anunciado para substituir Nicholas Ghesquiére na maison. Foi uma grata surpresa. Releituras de momentos chave da marca, junto com o olhar moderno de Wang resultaram em uma coleção impecável. Minhas peças favoritas foram as com efeito craquelê:

BAL

Os vestidos da Valentino. Mais do mesmo, mas cada vez melhor, muito vermelho, azul, renda e detalhes em couro dominaram o Inverno da Valentino, desta vez, estampas de tapeçaria também ganharam espaço. Me apaixonei pelos vestidos curto em azul klein e com detalhes transparentes:

VAL

O uso de cores de Dries Van Noten. Responsável pelo meu desfile favorito do Verão passado, nesta temporada o belga comprovou mais uma vez seu dom com cores, utilizando tons vivos, plumas e criando para uma mulher cheia de estilo que preza a qualidade com um pouco de ecêntricidade:

DRIES

Os acessórios da Lanvin. Alber Elbaz surpreendeu novamente com sua habilidade em criar peças femininas que enfeitam e destacam o melhor de cada mulher. Desta vez, a melhor parte foram os acessórios com palavras divertidas como cool, love, help, marcando cintos, colares e anéis nada discretos. Garantia de sucesso e de muitas cópias nas principais lojas fast fashion.

LAN

Qual a coleção favorita de vocês?

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria