Arquivo da tag: Hermès

Minimalismo clássico nas bolsas e marcas para conhecer.

garance

Imagem Reprodução: GaranceDore.fr

Bolsas são os itens de moda que mais exercem fascínio no universo feminino, juntamente com sapatos. Muitas mulheres optam por investir em modelos mais caros e quando o investimento é alto, a preocupação de ser mega aproveitado só aumenta.

A boa notícia é que linhas clássicas e estilos atemporais prometem dominar os próximos meses. As extravagâncias não foram abandonadas, foram apenas transferidas para os modelos noturnos ou clutches. Animal print, florais, pedras aplicadas serão bem populares para estes estilos.

Já ouviram falar na marca Everlane? O modelo Petra  é uma tote bem básica, mas que ganhou espaço entre as celebridades e gerou curiosidade geral. Com preços mais acessíveis que outras bolsas hit (entre 325 e 460 dólares). A marca ganhou fama devido à Angelina Jolie, que foi fotografada em Londres com carregando uma. Iniciada em 2011, foi no ano passado que a label resolveu entrar nos básicos de luxo. A fila de espera para a Petra é de 7000 nomes!

everlane

Olivia Mumm, Kate Mara, Angelina, Jessica Alba…

everlane

A Mansur Gavriel se tornou hit em NY com modelos saco, sold out no Net-a-porter. Desde que a Louis Vuitton relançou sua Noé, os modelos bucket fizeram retorno triunfal. Esse toque anos 90 é o trunfo da Mansur. Bem minimal,  design elegante é o foco da neo marca:

mansur

Nas ruas, o apelo é inegável. É favorita de blogueiras cool como Leandra Medine e Garance Doré:

mansur2

Clare Vivier, todos os modelo são fabricados em Los Angeles e a proposta é moderna e clean. Cores vivas são alternativas para fugir do básico em uma bolsa com design clássico:

clarevivier

 

Valextra: De nova a marca italiana não tem nada, mas é verdade que caiu no ostracismo há algum tempo e agora ganha um merecido revival.  Opção perfeita para quem ama a herança tradicional e qualidade indiscutível da Hermês, mas dispensa o clichê que a marca carrega:

valextra

Estilos mais estruturados, ótimos para looks mais profissionais são marca registrada:

valestra2

Anya hindmarch- Favorita das inglesas, as bolsas de Anya aparecem repaginadas para a temporada. A ordem é minimal e atemporal. O modelo bucket com tassel é meu eleito:

anya

Loewe- Reinvenção e resgate são palavras chave da atual fase da Loewe, o designer Stuart Vevers é expert em acessórios e fez um update em modelos incríveis e icônicos da marca como Amazona e Flamenco, antes de abandonar a maison espanhola e migrar para a Coach este ano:

AMAZONAStella McCartney ea bolsa Beckett. Seu modelo mais conhecido, Falabella,  é enfeitado por detalhe de corrente e ganhou diversas texturas, já o último lançamento aposta na máxima do menos é mais:

beckett

Na Louis Vuitton, a primeira linha lançada com Nicholas Ghesquiére no comando vai pelo mesmo caminho e dá adeus aos logos exagerados:

MICHELLE

Em tempo, a Gucci acaba de lançar a coleção de acessórios em couro “Bright Diamante”. Linhas limpas e pouquíssima informação, o charme fica na cartela de cores, bem vibrante! Reparem que o modelo saco surge novamente, belo investimento para as próximas estações:

Compre agora, use sempre.

Fotos: Reprodução.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Acessórios, Inspirações, Minimal vs. Maximal, Trend alert

Trend watch bolsas- Tons cítricos.

bright4

Quando andava apaixonada pelo modelo “2Jour” da Fendi, tinha decidido que ia investir no tom amarelo. Sem nenhuma razão especial, só achei que precisava de uma bolsa no tom. No final, acabei optando por outro modelo e em outro tom, mas segui com a tal da bolsa amarela na cabeça. Observando o (re) lançamento do clássico modelo Noé da Louis Vuitton, agora em tamanho BB, notei que a marca optou pelo monograma clássico, variações do P&B, azul cobalto e amarela. Não por acaso, a minha favorita. O shape “saco” da bolsa deve ser familiar, já que era a maior febre dos anos 90 juntamente com as mochilinhas. O revival da década segue firme e o formato da bolsa acompanha.

A outra aposta da Vuitton para 2013, também aparece no tom. Desta vez, mirando em uma mulher mais clássica.

bright2

Observando os principais lançamentos da temporada, constatei que os tons cítricos prometem dominar 2013.

Amarela ou alaranjada parece ser escolha infalível. O editorial da Vogue Holandesa com Erin Wasson traz duas opções:

yellvnetherlands

Ou laranja mais queimado na Constance da Hermès. Aliás, vale observar como o laranja complementa perfeitamente o verde militar, para apostar já.

yellvnetherlands2

A Proenza Schouler PS11 vai de verde python (estampa de cobra é a eleita do próximo Verão) ao laranja, novamente com aspecto queimado:

proenza

O novo modelo da Céline, chamado Blade foi apresentado em tom alaranjado. A bolsa super funcional, traz opções de alças diferentes em couro ou corrente, além de poder ser usada como clutch:

celineblade

No Resort 2013, a Dior uniu os tons em um resultado que é a cara da estação quente no degradê cítrico:

dior

Looks ficam mais interessantes quando os acessórios com cor entram no mix:

dior2

Neon  não fica de fora, a Céline lança sua ‘Trio” na opção amarelo vibrante:

celine1

Quem definitivamente não quer apostar nos cítricos, fique tranquilo, a preferência passa pelo pink e azul  também. O laranja é marca registrada da Hermès, e a outra opção para o modelo Kelly Lakis é a bicolor em azul e rosa:

hermeskellylakis

No Resort da AKRIS, o azul cobalto é combinado com a bolsa pink. Vale apostar no combo azul + pink quando as temperaturas voltarem a subir:

akris

Novas cores da Constance da Hermès com variações de azul:

hermes

Chanel também aposta no azul com acabamento luxuoso para seu Resort apresentado no início do mês:

CHANEL

E mais uma variação da Céline Trio, desta vez com pink e marrom:

celine2

Em tempo, para o Resort 2013 o pink invade. Raf Simons na Dior:

dior8

Assim como Oscar de la Renta comprovam:

oscar2

Looks mais coloridos para 2013.

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Acessórios, Inspirações, Minimal vs. Maximal, Trend alert

Trend watch- Inspiração cavalaria.

Desde criança sempre amei cavalos, tanto que usava um pequeno pingente com retrato esculpido de um todo santo dia (presente da minha dinda), assim bem tipo amuleto.  Uns anos depois, Stella McCartney, então estilista da Chloé, fez uma coleção toda inspirada no tema (Verão 2001), o tal vestido com o cavalo estampado era o meu desejo absoluto:

Na foto abaixo, o modelo levemente modificado em preto. As estampas reproduziam o trabalho do pintor Inglês George Stubbs (1724-1806), famoso por pintar cavalos.

O tempo passou, meu gostou mudou (Confesso que hoje não gosto do modelo da Stella para Chloé), e os cavalos foram esquecidos por anos, exceto pelas marcas como Gucci e  Hermès que trazem em sua origem o universo da equitação. Se vocês pararem para pensar, vão notar que usamos no dia-a-dia muitos elementos que remetem à este mundo: Bota de montaria, jodpuhr, capas…

Nesta temporada, os cavalos voltam a enfeitar coleções. Minha opção número 1 seria o suéter com a figura de equino de Joseph Altuzarra, usado de maneira pouco literal com a saia lápis de fendaé a minha maneira favorita:

A coleção da Givenchy (Riccardo Tisci, meu amor eterno) traz uma leitura gótica para este universo, sem a figura do cavalo, mas criando o uniforme para uma cavaleira moderna e misteriosa:

Nosso Pedro Lourenço também aderiu: Utilizando imagens de cavalos dos vídeos do artista Russo Kon Trubkovich, em trabalho magistral:

Os cintos estilo bondage, também remetem ao equipamento usado para montar cavalos, e serão estrelas da próxima temporada:

Pensando no meu pingente da infância, me apaixonei pelo conjunto de anel e pulseira da Chloé:

Em tempo: A recém-lançada campanha Inverno 2012-13 de Ermanno Scervino traz uma coleção inspirada no tema e o próprio estrelando a campanha com Dree Hemingway:

O verão 2012 da marca francesa Maje não traz a temática na sua coleção, mas conta com a participação especial de um cavalo branco para deixar sua campanha ainda mais incrível, notem que ele também ganha styling diferenciado:

Vocês também gostam deste universo?

Fotos: Elle.com, Vogue.com, ErmannoScervino, Maje.us.

2 Comentários

Arquivado em Microtrend

As marcas de bolsa mais desejadas no mundo.

O Digital Luxury Group (DGL SA), foi criado há 10 anos e é a primeira empresa internacional dedicada exclusivamente a desenvolver projetos de design e implementação de estratégias de comunicação digital para marcas de luxo. Descrição longa para contar que eles acabam de divulgar o resultado da sua última pesquisa: Quais são as marcas de luxo mais procuradas quando o assunto são bolsas.

Achei o assunto relevante para contar aqui, já que as tais “It” bags (alguém precisa inventar um termo novo para definir as bolsas hit!) povoam os sonhos de muita gente e sustentam muitas das marcas que admiramos. Vamos a lista:

A maioria das marca são esperadas, mas para mim, a grande surpresa foi a Coach em primeiro lugar. A marca Americana é super tradicional, e tem preços mais acessíveis que outras grifes citadas. Há algum tempo, a marca passa por uma renovação, investindo em uma nova estratégia de marketing, relançando modelos clássicos e investindo em uma imagem mais fashion.

Parceria com blogueiras formadoras de opinião, ajudou a marca a alcançar um público mais específico e emprestou uma imagem mais cool aos produtos: Kelly Framel do The Glamourai, Leandra Medina do Man Repeller e Emily Weiss do Into the gloss com o modelo “duffle” da Coach, a bolsa lançada em 1973 ganhou edição limitada ano passado:

Emily Weiss do site de beleza Into The Gloss, também  é stylist da Vogue, e parceira fixa da marca, aqui com outro modelo de bolsa:

Hanneli Mustaparta do Hanneli.com também é fã:

Nenhuma surpresa: A bolsa ícone mais procurada no mundo é a “Birkin” da Hermès, nos EUA, Reino Unido e França o material mais procurado é o de crocodilo, justamente a versão mais cara! Já as cores mais populares são:Laranja nos E.U.A, preta na Itália e nude/bege na Inglaterra.

Informação interessante sobre as consumidoras Brasileiras: Aqui, nos interessamos pelas bolsas que o DGL chama de “niche bags”, marcas não tão desejadas mundialmente são objeto de consumo disputadíssimo pelas mulheres aqui. Querem ver?

Céline #3 no Brasil, #13 no ranking mundial.

Balenciaga #7 no Brasil, #17 no ranking global.

Goyard #11 no Brasil e #29 no raking global.

Fotos: StockholmStreetStyle, Intothegloss, TheFashionSpot, DGL.

2 Comentários

Arquivado em Acessórios, Inspirações, Perfil

Trend alert- Country girl.

Dos cowboys típicos do Sul e meio-oeste dos E.U.A, até os gaúchos e prendas do Sul do Brasil, o “countryside” e suas vestimentas típicas inspiraram os estilistas na nova temporada. Na Primavera/Verão 2012, botas de cowboy adaptadas surgiram nas passarelas da Balmain e da Miu Miu.

Na Balmain, as botas ganharam salto e toque barroco:

A coleção da Miu Miu trouxe referências meio kitsch aproveitando o shape da bota, reparem que o salto também veio alto.

No Outono/Inverno, o assunto virou tema de coleções completas e inspirou algumas das marcas mais legais do hemisfério Norte. Joseph Altuzarra criou calças que lembram as nossas bombachas, Isabel Marant mergulhou fundo no universo cowboy, Barbara Bui e Boy Band of Outsiders criaram prendas estilizadas com resultados incríveis e nada óbvios.

Versões para botas de cowboy voltaram a figurar em passarelas disputadas, desta vez, Isabel Marant incluiu botinhas com bordados que remetem aos que enfeitam as botas originais.

Não é a primeira vez que a estilista se aventura na temática: Suas Dicker boots, mega cobiçadas, tem estética que remete ao estilo.

Os pampas gaúchos foram super populares e Chritophe Lemaire na Hermès criou um Inverno sofisticado inspirado nas nossos trajes típicos, sem esquecer de nenhum detalhe: Silhueta, sapatos e acessórios todos fiéis às nossas raízes.

E o Brasileiro Carlos Miele, levou o universo da vestimenta típica dos gaúchos (as) para sua passarela da NYFW. Uma gaúcha que não esquece das suas raízes, mas mistura suas referências com peças sofisticadas de apelo cosmopolita. Uma bela homenagem!

Nesta semana inicia o Donna Fashion Iguatemi, maior evento de moda do Sul do país, e uma das coisas mais legais, é que esta coleção, ainda inédita no Brasil, vai ser apresentada por lá! O desfile do Carlos Miele acontecerá no dia 28/03 às 22hrs. Quem quiser mais informações, pode visitar o site ou twitter do Donna Fashion Iguatemi. O evento é fechado para convidados, mas estão rolando promos diárias no @iguatemipoa e no @DonnaZH valendo convites, vale a pena seguir e tentar a sorte.

Fotos: Style.com, RobertaWeber.

8 Comentários

Arquivado em Acessórios, Trend alert

#PFW Inverno 2012- Retorno do marrom.

Marcando presença em algumas das passarelas mais interessante de Paris, o marrom ganha novo destaque no Inverno 2012. A cor sempre foi uma das minhas implicâncias fashion, usando-a somente em acessórios pontuais, mas depois de conferir as coleções já estou revendo os meus conceitos (como é bom poder mudar de idéia!).

Looks de alfaiataria ganharam novo frescor com opções em marrom: Saia midi de couro na Hermés, cintura marcada e volumes estratégicos para Haider Ackermann (incrível a combinação com laranja queimado) e com verde militar e peplum na coleção da Kenzo.

Os looks também podem ganhar uma dose de glamour, adjetivo que eu não costumo associar com a cor, através de brilhos e texturas diferenciadas como comprovaram Jean Paul Gaultier e Nicholas Ghesquiére na Balenciaga. Na moda, a expressão “nunca diga nunca” ganha importância ímpar, me pego desejando loucamente o “blusão” brilhoso da Balenciaga, e também me vejo adorando o combo marrom + branco.

Na Givenchy, onde a cor reinou junto com vermelho e preto, minha surpresa foi maior ao constatar que meu estilista favorito, Riccardo Tisci,  tinha se rendido aos encantos (?) do marrom. Novamente, me vi olhando para a cor com novos olhos, e os looks monocromáticos, com muito couro e toques eqüestres me conquistaram.

Phoebe Philo, incluíu em sua coleção detalhes importantíssimos na cor. Além de combinar com preto e navy, ela ousou juntando o tom com rosa. Também gostei muito do resultado:

Aliás, Philo conseguiu mais uma vez: O Inverno da Céline é impecável e tem tudo para ser mais um sucesso absoluto da marca. Separei meus looks favoritos da coleção:

Colorblocking, shape oversized anos 80 e scarpin branco de bico fino:

Aqui a proposta é mais clássica com calça de alfaiataria, colete de couro preto e clutch de pelúcia.

O clássico nunca é óbvio na Céline, toques de sportwear com o zíper, sapato bicolor e a blusa maravilhosa de couro elevam o look.

Calça cropped bem larga com zíper faz par com jaqueta estruturada, maxi clutch e o toque especial: sapato de bico fino dourado.

E vocês, quais são suas implicâncias na moda?

Fotos: Vogue.com, Style.com.

5 Comentários

Arquivado em Fashion Week, Inspirações, Trend alert

Trendwatch: Queimados.

O Verão 2012 não vai se limitar a cores de algodão-doce e tons pastel. Com as temperaturas elevadas do mês de Janeiro, fica fácil imaginar tons que remetam a paisagens desérticas como amarelo e laranja queimado. O laranja já é favorito e uma versão dele chamada “Tangerine Tango”, é a cor de 2012 segundo o Pantone.

Nas passarelas da última temporada prêt-à-porter, Akris, Donna Karan, Michael Kors e Christopher Lemaire na Hermès apostaram na cartela de queimados, quebrando o romance das cores clarinhas e delicadas que a maioria das marcas apostou.

Capa da Flare de Fevereiro, Coco Rocha aparece com saia laranja queimado em versão luxuosa.

Nos editoriais de moda fresquinhos com novidades de Verão as cores também elevam as temperaturas:  vestido amarelo queimado de um ombro só na Vogue Australiana. Reparem que texturas funcionam super bem com essas cores.

Na Elle UK o amarelo queimado aparece na saia feita da onipresente renda, o editorial de capa com a atriz Dakota Fanning tem toque anos 50 e um clima ultra feminino.

Na Vogue Italiana, a inusitada versão de plástico com crochê da Dolce & Gabbana também segue a tendência:

Com inspiração literal, os estilistas buscaram uma cartela de cores bem outonal para as coleções pré-outono. Nesta versão para as temperaturas baixas, os queimados ganham um fundo mais frio remetendo as folhas amareladas típicas da estação do ano: Esportivo para Alexander Wang, anos 70 para Alice + Olivia, mod para 3.1 Phillip Lim e shape 60´s para Diane Von Furstenberg.

Até navy e referências lúdicas se adequam a cartela de cores nada óbvia, como mostra a Opening ceremony e a Moschino Cheap & Chic.

Nas ruas, muita versatilidade na hora de montar os looks. Neutros, criando um look minimalista e interessante.

Nas calças laranja queimado, a blusa navy se afasta do óbvio. Composição para inspirar já:

E no longo de influência 70´s, aliás esta cartela de cores foi muito popular nos anos 60 e 70, o look é arrematado com bolsa de estampa de cobra:

Tendência sob medida para quem não aguenta mais ouvir falar em cores de sorbet…Nem só de doce se faz uma temporada.

Fotos: Style.com, Storemags, Flare.com, FashionGoneRogue, CraveByKate, StreetPepper.

4 Comentários

Arquivado em Como usar?, Inspirações, Trend alert