Arquivo da tag: Inverno 2015

(Micro) trend alert- Vendo estrelas.

SW2

Vira e mexe as estrelas ganham destaque na moda. Populares nos anos 60 e na cultura hippie, elas também emprestaram glamour para o estilo disco dos anos 70. Nesta temporada, elas retornam na carona da influência western.

Anthony Vaccarello se inspirou na tatuagem de estrela da modelo Freja Beha Erichsen para sua coleção de Inverno:

stars

Looks variados foram agraciados com o símbolo:

stars2

No Verão da Saint Laurent, surgiram em mix de estampas inusitados:

sl

A última coleção de Peter Dundas na Pucci, entrou no clima astrológico com lua e estrelas dividindo a cena:

pucci

 

A dupla por trás da Valentino adora buscar inspiração no céu. Olhem que lindo os vestidos do Inverno da maison:

valentino4

 

E na temporada pre-fall:

prefallvalentino valentino2

O modelo Charlotte da coleção de Kate Bosworth para Matisse:

charlotte

Nas jóias, a marca Venyx da designer Eugenie Niarchos, também elegeu as estrelas como protagonistas:

venyx

Kate Moss é fã da estampa e inclusive a incluiu na sua primeira coleção para Topshop, em 2005. Aqui Kate usa uma camisa da Equipment com o tema:

starkate

Semana passada, Cara Develevingne usou uma para divulgar seu filme “Cidades de papel”:

LONDON, ENGLAND - JUNE 18:  Cara Delevingne attends the "Paper Towns" Photocall at Claridges Hotel on June 18, 2015 in London, England.  (Photo by Karwai Tang/WireImage)

LONDON, ENGLAND – JUNE 18: Cara Delevingne attends the “Paper Towns” Photocall at Claridges Hotel on June 18, 2015 in London, England. (Photo by Karwai Tang/WireImage)

 

Fechando com o Verão da Diesel com saia estrelada e irreverente:

stardieselDica para brilhar em 2015.

Fotos: Reprodução.

 

Deixe um comentário

Arquivado em Acessórios, Inspirações, Microtrend, Trend alert

De olho na tendência- Gargantilha.

gargantilha3

Olhando as fotos do desfile Resort da Chanel, que aconteceu na Segunda passada na Coréia do Sul, só consegui prestar atenção em uma coisa: No styling com colares bem junto ao pescoço. As famigeradas gargantilhas, típicas do século XVIII e resgatadas nos anos 90, voltam a ganhar as ruas. Desta vez, em versões democráticas.

gargantilhachanel

No Inverno apresentado em Fevereiro na NYFW, já tinha amado a versão cinto da Rodarte:

gargantilharodarte

Rosie Huntington -Whiteley completou o look Rodarte, na premiere do seu novo filme “Mad Max”,  com gargantilha dupla, super delicada, mas com efeito fundamental para sucesso da composição:

rosie

Olivier Rousteing já vem batendo nessa tecla há algum tempo em sua Balmain. As transparentes com dourado são minhas preferidas:

gargantilhabalmain

No Verão da Givenchy:

chokergivenchy

No Resort da Balmain:

gargantilhab

Nos editoriais:

gargantilha4

Nas ruas, a comprovação que elas combinam com todos estilos. Começando pelos anos 90, aliás as gargantilhas tipo tatuagem tem retorno improvável e com sucesso:

gargantilha5

Behati usa a sua com look 90´s dos pés à cabeça:

gargantilha90s

Com apelo mais étnico, é a aposta de Giovanna Battaglia:

gargantilha7

Minimal para emprestar charme ao look básico:

gargantilha8

Utilitarismo fica sexy com a gargantilha em metal:

gargantilha6

As de corrente tem uma pegada anos 80:

gargantilha9

Dourado denota riqueza e ajuda a sofisticar a camisa branca:

gargantilha2

Foco no pescoço…

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Acessórios, Como usar?, Minimal vs. Maximal, Street Watch, Trend alert

#LFW e #MFW- Favoritos Inverno 2015/16.

lfw2

O mês da moda chegou ao fim hoje em Paris, e já que demorei para trazer o resumo de Londres e Milão, optei por juntar as duas cidades e mostrar para vocês os meus favoritos de uma vez só.

Em Londres, azul petróleo e referências folk ganharam força, veludo molhado também aparece como protagonista , assim como na NYFW. Xadrez em variadas versões, geométricos e florais soturnos complementam o mood boêmio chic.

Anos 70 voltaram para ficar um tempo, pelo menos Christopher Bailey na Burberry Prorsum acredita nisso.  Os icônicos trench coats vieram em versão camurça e com detalhes franjados, capas e ponchos completam o figurino que parece ter saído direto de alguma banda folk . Botas estampadas surgiram no pre-fall da Valentino e da Pucci e agora ganham ainda mais destaque devido à Burberry. Para ficar de olho!

lburberry

Antonio Berardi  teve um desfile irregular, boas tentativas de hi-lo misturando barroco com esportivo. Toques orientais e referências origami complementaram. Legal se inspirar na mistura de peças de alta festa combinadas com outras sporty:

antonio

Lucas Nascimento representou muito bem o Brasil. Definitivamente indo além da sua marca registrada, o tricô, ele apresentou uma coleção confiante e com ótimo styling. Adorei as peças em couro marrom:

lllucasnascimento

Mary Katrantzou me remeteu à Prada nos melhores momentos do desfile, certo glamour intelectual e old school, cartela de cores discretas e muitas texturas interessantes

lmary

Mulberry cada vez mais tem me feito pensar na garota da “Chloé” com sua nonchalance nostálgica e minimalista, mas com forte apelo britânico. Deu para observar a volta do sapato combinado com bolsa, presente em Milão e em Londres:

lmulberry

Simone Rocha com um folclórico sombrio, cartela de cores reduzida à preto, off white e vermelho e uso de matérias brocados e veludo molhado. Atmosférico e cool:

lsimone

Thomas Tait Ganhou lugar aqui exclusivamente pelas jaquetas oversized, com referência anos 80, achei a coleção inteira incrível. Nome para guardar:

LTHOMAS

Topshop Unique optou pelo simples, mas me ganhou nos looks anos 70, um pouco disco e um pouco folk. O blazer bordado da primeiro foto certamente será best-seller:

ltopshop

Roxo e tons de pedras preciosas chamaram atenção em Milão, alfaiataria e um guarda-roupa pensado para mulher contemporânea, com ótimos separates e looks com calça foram destaque. Uma moda prática, utilitária e adulta.

Karl Lagerfeld realizou meu desfile favorito da semana milanesa na Fendi. Tons terrosos, muito couro e comprimentos mais curtos com influência 60´s:

lfendi

A cartela de cores da Bally e as ótimas referências de styling para ambiente profissional:

lbally

Em sua derradeira coleção para Pucci, Peter Dundas urbanizou ainda mais a mulher sexy da marca. A década de 70 continua sendo ponto de partida, mas o esporte avança nas peças em influência discreta.

lpucci

Etro e o multiculturalismo com requinte, a cartela de tons neutros complementada por bronze e dourado foi minha favorita:

letro

Salvatore Ferragamo impossivelmente chique: Comprimentos midi, ombros bem estruturados e cintura marcada:

lsal

Já já eu volto para comentar Paris.

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria

#NYFW- Favoritos Inverno 2015.

ck

Oficialmente aberta a temporada de Inverno 2015 e com o fim da primeira etapa, a NYFW, eu vim trazer meus favoritos da semana nova iorquina. Pequeno resumo do que já podemos antecipar: Comprimento midi em shape mais ajustado, xadrez em todas suas versões do vichy ao tartan, militarismo, o mood é uma mulher forte e provocante, elementos masculinos contrapostos a todo instante com símbolos de feminilidade. Nos modelos noturnos, os tecidos com brilho imperam. A cartela de cores traz muito preto, marrom, terrosos, verde militar e toques de vermelho e burgundy. Nos calçados, botas bem pesadas tem vez, assim como a continuidade das botas cuissarde (acima do joelho), sapatos masculinos completam o time. Para bolsas, os modelos com franjas não perdem o posto e surgem nas clutches até modelos bem oversized.

3.1 Phillip Lim sempre veste as moças mais cool, dessa vez a fonte escolhida é o militar e o grunge tudo adaptado com muita sofisticação. Adorei o styling de sobreposições do look que abriu o desfile:

ny31

Alexander Wang foi para o cyber punk, estética bem construída e uma sensualidade hardcore:

nywang

 

alexwang

Altuzarra ganha quando aposta no sexy com alfaitaria que o tornou famoso e perde, quando lembra Ralph Lauren apelando para peças mais românticas com mood anos 70. Destaque para a cartela de cores de azul claro, caramelo, bordô. Os vestidos de festa usados com blusas de renda estilo vitoriano foram uma bela idéia:

nyaltuzarra

Delpozo e seu ode à arquitetura e à antiga alta costura, impossível não se encantar com o acabamento primoroso:

nydelpozo

Jason Wu seduziu com seu militar chic e bem clean:

nyjason

Michael Kors elegeu uma cartela de cores digna dos dias outonais mais lindos e investiu em uma mulher intelectual, ecos de anos 40 e 60 e uma leve homenagem de styling à Margot Tenembaum garantindo minha atenção:

nykors

J. Crew sempre válida para inspirar looks mais “reais”. Ótima sacada casar o vestido de paetês com parka:

nyjcrew

Narciso Rodriguez reproduziu o guarda-roupa dos sonhos de uma mulher 90´s, daquelas fãs de Carolyn Bessette:

nynar

Pedro Del Hierro, a marca espanhola apresentou uma coleção com o pé na era disco, mas acertou em cheio ao modernizar as peças com toques inteligentes (e funcionais) de styling. O casaco doudoune deu acabamento perfeito à calça cropped:

nypedro

A mulher austera e luxuosa da The Row, aparência sempre impecável sem demonstrar nenhum esforço:

nyrow

Victoria Beckham já fez minha coleção favorita da NYFW e não decepcionou nesta temporada, a silhueta extremamente bem pensada e fiel à mulher criada pela marca ficou ainda mais interessante. Esse look foi meu favorito pela inteligente mistura de texturas e delicado movimento da saia midi:

nybeckhamRodarte, fez um mix da era disco com traços de montaria e punk. O ponto alto foram as calças de cintura alta, shape que ganhou apelido de “cocktail pants” na Vogue americana de Dezembro por serem tão justas e só permitirem que se beba líquidos enquanto são usadas. Sexy e pouco óbvias quando usadas com peças oversized e de apelo masculino:

nyrodarte

Salvando o melhor para o final: Francisco Costa para Calvin Klein não costuma figurar entre meus favoritos, mas desta vez fez a melhor coleção da semana, na minha opinião. Segurei o post até o último dia em função de Marc Jacobs (que fez ótimo desfile, mas não me apaixonei). A grande surpresa foi Calvin, junção perfeita entre anos 70 e a estética minimalista tão inseparável da marca. Desejo de usar todas as peças:

nyck

Fotos: Vogue.com.

Deixe um comentário

Arquivado em Fashion Week, NY

Atualizando a tendência- Jeans.

jeansbazaaraus

O jeans nunca sai de moda, mas é inegável que nos últimos tempos os holofotes andam apontando para ele com mais frequência. Como na moda, renovação é uma palavra mágica, vem descobrir as maneiras mais atuais de usar o material clássico.

Abrindo com o jeans decorado, mania do movimento punk, que volta com tudo.  Na Bazaar Americana, Diane Kruger usa a jaqueta personalizada.

Na novíssima edição da Vogue Australia, Gisele abusa do hi-lo combinando o vestido de festa com a onipresente jaqueta jeans:

jeans

A Allure sugere a saia em modelo lápis:

jeansallure3

O modelo midi tem ótimo caimento e uma vibe anos 70:

jeansallure2

A saia reina absoluta em versão mini também,  inclusive rolou post aqui falando no assunto, lembram?

Storemags - Free Magazines Download in PDF for iPad/PC

O jeans com matelassê fica com a cara dos anos 80:

jeansvoguespain

Calça no estilo flare usada em conjunto com jaqueta utilitária. Reparem que até a bolsa acompanha:

jeansallure

Ou efeito maximizado na Marie Claire inglesa, pantalona bem aberta no estilo das usadas nos anos 70 e nos 00´s:

jeansmarieclaireQue tal cropped com lavagem ácida como na Elle americana?

Elle USA - November 2014

Elle USA - November 2014

Na Vogue Paris, usado de forma setentista com acessórios em tons terrosos:

jeansvparis

Finalizando com Vogue Australia e o vestido em patchwork:

Storemags - Free Magazines Download in PDF for iPad/PC

1001 (novas) maneiras de usar o bom e velho jeans.
Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Como usar?, Inspirações, Minimal vs. Maximal, Update das tendências

De olho na tendência- Utilitário chic.

militarchicaporter O estilo militar serve de inspiração para moda desde os anos 70. Afinal, uniformes sempre exerceram poder de sedução. No auge da primeira década dos anos 2000, calças cargo eram super desejadas graças às coleção de Nicholas Ghesquiere na Balenciaga. Nos últimos tempos, o militarismo andava brilhando na tendência grunge, surgindo nos parkas e nos coturnos.

A versão para 2015 traz um mix mais sofisticado e sexy, perfeito para uma mulher moderna e prática. A influência passa por todas forças armadas e traz também um ar safári e náutico. O truque para atualizar as peças? Compôr com animal print (se for onça a la Balmain, melhor), apostar em silhuetas bem femininas com saias e cinturas marcadas, lembrar da cartela de cores de khaki, verde oliva, navy,  misturar com tons queimados, abusar dos botões e detalhes em dourado, optar por peças em tecidos mais nobres…

Começando com a versão da Portêr, bem sexy.

Mantendo o sex appeal, a Vogue México combina com laranja e acessórios mais artesanais:

utilitariovguemexico

Na Vogue Japão, a vibe é anos 80 com maxi cinto: militarchicvoguejapan   O navy oversized é criação de Marc Jacobs na Dazed: militarchicdazedA versão sofisticada da Céline na Marie Claire italiana, com colete alongado:militarmarieclaireitNo jeans também funciona, como comprova a pantalona Gucci na ID: militarchicdazed2 Botões dourados remetem, sem cair na obviedade: Como a saia com fenda na Vogue Ucrânia. militarchicvogueukraineFinalizando com o editorial irreverente  da Vogue Paris, utilitário 70´s em look Barbie:
militarchicvparis Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Trend alert

Trend alert- Festa Folk.

elle6 Moda festa parece ser sempre mais limitada e já faz tempo que a dupla bordado pesado estilo mineiro ou renda são os favoritos. No próximo Inverno, finalmente uma atualizada para inspirar os looks de festas mais nobres, seja casamento, formatura… Duas das maiores tendências para este departamento em 2015 serão: Ilusionismo e Princesa folk. O folk entra na forma mais literal, buscando inspiração no folclore dos países do leste europeu e sua cultura, apelo de contos de fada com estampas lúdicas, de animais como borboletas e vestidos elaborados, além de estampas mais pesadas de florais invernais. Os materiais são ricos como pele, brocados e bordados combinados com peças fluídas e detalhes de transparência. A cartela de cores é de tons fortes com vermelho, roxo, azul petróleo e verde floresta.  A silhueta é bem feminina com saias mais rodadas e cintura marcada. Para arrematar, sapatos delicados com pedrarias ou com acabamento em glitter ganham destaque. O ilusionismo traz moderninade com toques anos 70. Vestidos estilo coluna, manga longa e corte enviesado são onipresentes, os vestidos ganham bordados elaborados, que aderem ao corpo, executados em tecidos mais leves como tule, renda e chiffon. Brilhos, paetês e metalizados garantem o efeito glam em potência máxima.   elle1 A Elle russa soube ilustrar perfeitamente as duas histórias em apenas um editorial. Por isso resolvi adiantar o assunto aqui no site. O Pucci que abre o post é exemplo perfeito do ilusionismo, já o vestido acima, em roxo, reúne as melhores características das duas propostas. Tecidos mais incorpados e pesados, com brocados e adamascados: elle5 Florais, transparências em cores mais intensas: elle3 Tons fortes e movimento: elle4 Por cima de tudo? Uma capa com espírito vintage, que remeta à contos de fada e empresta um ar de romance misterioso: elle2Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Como usar?, Inspirações, Trend alert