Arquivo da tag: J.W. Anderson

Trend watch- Manga maxi.

manga4

Faz tempo que a moda oversized anda em alta, e os estilistas decidiram ir buscar nos anos 80 a inspiração para transformar mais um detalhe em XXL. Seja pelo volume ou pelo comprimento (ou por ambos).

Nas passarelas, Céline (Phoebe Philo, sempre ela) foi a mais celebrada ao trazer a opção da manga sino e longa:

mangaceline

J.W Anderson, Marques Almeida e Vetêments também apostaram na última temporada de Outono/Inverno. Pelos nomes que apoiam a “causa” dá para ver que a tendência é super cool.

mangat

Musa fashion número 2 (ela sempre ficará em desvantagem na comparação com Carine), Christine Centenera elegeu o vestido minimal para experimentar. Confesso que essa manga branca me dá agonia, imagina quão fácil de lidar? (SQN).

manga9

A manga tipo sino em outro branquinho básico:

manga12

Vocês podem argumentar, com razão, que esta tendência não é nada prática, mas dá para pensar que protege bem do frio. Otimismo sempre!

manga7

Na camisa branca:

manga14

Três versões:

manga16

Criar o efeito, sem o desastre em potencial? Que tal a manga alongada, mas com recorte?

manga2

A fenda permite movimentos sem atrapalhar e correr o risco de sujar.

fenda

Dá também para dobrar:

MANGA17

Ou com sobreposição:

manga1

Para finalizar, as coleções de Verão 2016 confirmam o lugar de destaque das mangas, notem que agora elas surgem em versões mais ajustadas: J.W Anderson, Gucci, Céline e Vetements:

ss

Com charme, mas sem muita pratiidade. Vocês curtem?

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Como usar?, Inspirações, Minimal vs. Maximal, Trend alert

Vontade do dia- Paisley.

Caí de amores pela nova bolsa da Givenchy, chamada “Lucrezia”. Não é novidade para quem acompanha o site o quanto eu amo Riccardo Tisci, ele nunca me decepciona com suas coleções para a marca, nem vou mencionar as de alta-costura que serão eternamente cultuadas por mim. Mas voltando ao assunto do post, quando me deparei com o modelo novo foi amor à primeira, esta com a estampa paisley foi a minha favorita.

No mesmo dia, passando de site em site do meu reader, vi este look da Rosie Huntington-Whiteley, outra predileta minha pelo seu estilo pessoal. O que o look tinha em comum com a bolsa acima? A estampa da calça! Também paisley:

Isabel Marant adora toques étnicos em suas peças, e é uma das maiores entusiastas da estampa que tem tudo a ver com o estilo, seu Verão 2013 não me deixa mentir:

A Citizens of Humanity criou um modelo jeans skinny com a estampa, gosto muito da febre das calças estampadas e esta me chamou atenção:

No Resort 2013 ele apareceu em várias coleções. As versões da Givenchy foram minhas favoritas combinadas com vermelho tomate e turquesa:

Chloé e Carven também investiram. Reparem que não tem pegada boho e sim bem sofisticada e urbana, a forma mais atual de usar:

Nas ruas, ele pode ser observado normalmente em misturas inusitadas. Adorei o efeito da pantalona estampada com o peplum de renda:

O chemisier de comprimento midi não seria uma peça que me agradaria normalmente, mas gostei muito:

A padronagem surgiu maximal na coleção de J.W Anderson para a Topshop, mix de estampas levada ao último extremo:

Adoro essa estampa do Verão 2012 da Jil Sander, ainda com Raf Simons como estilista. Paisley ganha versão em neon:

Álias, Taylor Tomasi-Hill escolheu um top da coleção para usar durante a última NYFW:

Vocês também gostam de paisley? Lembrando que a padronagem é originária da India e também é conhecida como kashmir, mas o nome Paisley é de uma cidade escocesa onde a estampa foi reproduzida tantas vezes que virou marca registrada.

Fotos: StockholmStreetStyle, Vogue.com, VogueFR, Streetpepper, TheFashionSpot, Denimology.

1 comentário

Arquivado em Acessórios, Inspirações, Vontade do dia

LN-CC e nomes para guardar:

O objetivo da minha última viagem para Londres foi trabalho: Fui pesquisar as tendências do Verão 2012-13 para o projeto Competence Lab: Fashion Trends, que conta com minha curadoria e já está na terceira edição ( E a razão de eu estar contando isso agora é justificar minha ausência no site, já que a edição da temporada aconteceu este mês). Além de trabalhar em algumas pautas para a Melissa e atender minhas clientes de personal styling, obviamente aproveitei para trazer mais novidades aqui para o site. Foi assim que visitei esta loja incrível, que junto com uma plataforma online, forma a LN-CC.

A loja, que existe há quase dois anos,  é um projeto coletivo de nomes que incluem o buyer John Skelton (verdadeiro gênio!), a RP Charlotte Hall e o diretor artístico Dan Mitchell, isto é o mais legal da LN-CC, mais que uma loja, é um lifestyle onde tudo é especial, exclusivo e pensado coletivamente, cada membro da equipe investe em sua expertise a acrescenta algo indispensável.

O espaço físico, localizado em um basement em Dalston (bairro que já foi mais sem graça, mas hoje em dia é lar de muitos criativos envolvidos com arte e moda), é uma experiência à parte: Cada detalhe  das seis salas foi pensado cuidadosamente, desde as luzes que mudam a cada ambiente e representam o mood, até os livros, revistas (mega difíceis de encontrar) selecionados para a biblioteca.

Parece uma instalação de arte:

A curadoria da LN-CC (Late Night Chamaleon cafe) é impecável, com mix de marcas mais estabelecidas como Givenchy, Jil Sander, Rick Owens, Haider Ackermann misturada com apostas bem desconhecidas, como tesouros do mercado Japonês (exclusivos da loja fora da Ásia), até estilistas promissores em busca de espaço. Selecionei os nomes mais incríveis que encontrei por lá:

O Irlandês J.W Anderson já é celebrado e relativamente conhecido. Sua coleção de Verão 2012 com inspiração esportiva old-school combina estampas geométricas com cortes impecáveis e toques irreverentes. Fiquei deslumbrada com a qualidade da alfaiataria e nas peças mega originais, mas acessíveis. Quero tudo, usaria tudo! (Especialmente o terceiro look).

O britânico James Long, formado pela RCA em menswear, desenha peças femininas também, e pegando pesado no decorativismo, conseguiu dar cara nova à peças clássicas como a jaqueta perfecto:

A seleção masculina é inexplicável, gostei praticamente de todas as peças que vi. Algumas  das que mais me encantaram eram da marca Japonesa SASQUATCHfabrix, bem despretensiosa com estética cool e shapes mais largos, incrível!

Destaque também para a masculina Unused, que oferece garantia eterna das suas peças, todas em estilo atemporal (E OK, para um estilo específico). E para a nova marca SACAI, criada pela protegida de Junya Watanabe, Chitose Abe : Essa trophy jacket merece toda minha atenção…

O site da LN-CC é completíssimo e visualmente lindo. Recentemente ganhou até versão em português (eles entregam tudo no Brasil)! Vale a visita, além disso tá rolando uma promoção por lá que também justifica o clique.

Fotos: LN-CC.

Deixe um comentário

Arquivado em Londres, name to watch, Perfil

Nas ruas de Londres- A cor da transição.

Enquanto no Brasil nos despedimos (aos poucos) do Verão,  no hemisfério Norte a expectativa é pelos dias mais quentes que a primavera vai trazer a partir da próxima semana. As lojas estão recheadas com as novidades para o Verão e a cartela de cores já está tomada por uma moda colorida em tons pastel e neon.

Mesmo assim, as temperaturas insistem em ficar abaixo dos 10 graus na maioria dos dias. Com isso o uniforme continua pesado e em tons mais neutros e escuros, mas até as lojas  e as pessoas que ainda não se renderam ao apelo dos próximos meses quentes, não conseguiram resistir a uma cor: O azul cobalto que é sem dúvida a cor da transição aqui em Londres- Perfeita para enfrentar o frio e para se jogar no calor.

A Missoni com seu Spring/Summer inspirado na Espanha reproduziu os looks da campanha na sua vitrine:

Na vitrine da Harvey Nichols, a aposta foi na saia com apelo esporte couture de J.W Anderson:

Entre os sapatos de Giuseppe Zanotti o azul também surge como opção:

Na Miu Miu o foco também é nos acessórios, a bolsa bicolor super lady-like é hit:

Usar tons mais discretos é uma ótima maneira de destacar ainda mais o azul, durante a temporada de moda do hemisfério Norte, a cor foi uma das mais usadas.

A blogueira Hanneli com sua jaqueta Acne no tom da temporada:

Charmosa no chapéu da Maison Michel:

Look preto e navy com sobreposição de camisa no tom, ótima inspiração para os dias de Inverno que nos aguardam. O toque de animal print na bolsa também ficou lindo!

Para as mais ousadas, o sapato com plataforma barroca surge combinado com meia azul. Não é para todas…

As fast fashion não ficam atrás: A H&M também curte a idéia do azul como toque de cor em tons mais apagados, olha a diferença que o blazer e scarpin fazem neste look.

Na Reiss, uma das lojas favoritas de Kate Middleton, o look tem apelo preppy e é bem meia-estação:

Reparem que a composição acima traz uma mistura de tons, esse artifício foi usado bastante também em looks de rua: Uma peça cobalto lisa com estampa ou textura na cor.

As calças nessa cor continuam fortes:

Já cansaram? As revistas de moda deste mês também aderiram: Look monocromático no editorial estrelado por Mila Kunis na Bazaar US.A campanha Verão 2012 da Massimo Dutti brinca com cores vivas. O pêssego fica lindo com cobalto.

Toda essa overdose não tem data para terminar, já que a cor vai seguir super popular para o próximo Inverno, o que significa que vale a pena investir em peças no tom ou tirá-las do armário. Balenciaga, Stella McCartney, Chanel e Paco Rabanne criaram suas versões:

Na coleção de Stella não bastou a cor dominar os looks, a maquiagem também destacava o cobalto através da máscara de cílios escolhida:

Tudo azul?

Fotos: Style.com, StreetPepper, FashionGoneRogue, Hanneli, Roberta Weber.

1 comentário

Arquivado em Inspirações, Londres, Trend alert

(Micro) trend alert: Estampas de alfaiataria.

O retorno ao clássico é uma forte tendência na moda nas últimas temporadas, naturalmente, era só uma questão de tempo até que as estampas de alfaiataria, mais sóbrias e elegantes voltassem à aparecer: Risca-de-giz, xadrez príncipe de Gales, listras verticais…

Em editorial da revista Tush preferência para elas, as cores suavizam e romantizam as padronagens, assim como as jóias deixam o look mais atual:

Na Zoo, aposta é no tartan, que ganha irreverência com a escolha do sapato e do top em look mais “vamp”:

Na vitrine da flagship de Tom Ford, o Inverno é da risca-de-giz e do  xadrez Príncipe de Gales, conceito de apelo mais formal e corte impecável:

Foi também um dos tipos de estampas dominantes da LFW, como mostraram Margaret Howell, Vivienne Westwood, J.W. Anderson e Daks:

Fotos: Style.com, Roberta Weber, FashionGoneRogue,

2 Comentários

Arquivado em Fashion Week, Inspirações, Microtrend