Arquivo da tag: Karl Lagerfeld

(Micro) trend watch- Reiventando o western.

chanel

Franjas, couro, botas de montaria, referências cowboy…Praticamente toda estação vemos influência da estética western na moda. Na temporada  Verão 2014 do hemisfério Norte, vimos o retorno triunfal das bolsas de franja (clica no post “Vontade do dia- Os acessórios da MFW” para relembrar). Mas como na moda tudo se tranforma, nas coleções de pré-outono a proposta é emprestar novos ares ao estilo.

Alexander Wang apostou no inusitado casamento entre esporte e o universo da cavalaria. Reparem nas botas over-the-knee com estilo cowboy e nas tassels do vestido que remetem ao shape do cavalo:

wang

A estética cool de Derek Lam em sua N10 Crosby Street junta o minimalismo com formas simples à saia franjada:

pre10crosby

A Versace não abandona seu estilo sexy, mas elegeu o modelo acima do joelho com franjas para dar o toque final aos seus vestidos nada básicos:

versace

Karl Lagerfeld sempre inova. Fugindo do toque artsy do SS14 da Chanel, ele transferiu o pre-fall da maison para Dallas e apresentou um Outono direto do faroeste com looks que acompanham.

chanel2

O glamour passa pelo jeans com lavagem especial, e une características desta moda como camurça, turquesa, estampas navajo à clássicos da Chanel como tweed, P&B e pérolas. As misturas nada óbvias elevam as criações do Kaiser a outro patamar.

chanel3

A bolsa com ferradura foi meu acessório favorito:

country

Nos cabelos as penas enfeitavam e reforçavam a imagem desejada, bem ao estilo “Americana”. Lembram desta tendência? Eu explico no post “A moda festival na versão das marcas de luxo- Americana”.

chanel-hair

Escapando do óbvio.

Fotos: Vogue.com, Allure.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria

Vontade do dia- Os acessórios da #MFW.

MFWGUCCI

Já começou a Milan Fashion Week e aqui no site nem comentei nada de Londres. No finde volto para falar um pouquinho dos meus favoritos de lá. Tive que pular a LFW para dividir com vocês os acessórios que amei da MFW.

Quem me conhece, ou quem acompanha o site, já deve ter percebido que amo franjas. A coleção da Gucci não fez meu coração bater mais forte, mas as bolsas franjadas fizeram. O toque bamboo, marca registrada da Gucci que anda cada vez mais resgatado, empresta identidade e o resultado é irresistível:

mfwgucci2

Outro ponto para observar é o retorno da maxi carteira, que andava desprestigiada e havia sido substituida pelas  clutches estilo box (que super funcionam para eventos como casamentos). A da Gucci ganha detalhe em tassel que torna tudo mais charmoso:

mfw3Na coleção modernista e tecnológica da Fendi, me apaixonei pelos óculos escuros, espelhados e de gatinho. Ele surgiu em vários looks, meu favorito foi com lentes em azul:

MFWFENDI

Plástico e sofisticação não costumam andar juntos, mas Silvia Fendi e Karl Lagerfeld conseguiram o feito. Me encantei com a sandália fumê. A bolsa de corrente carregada como maxi clutch (ela surgindo de novo) também me agradou:

mfwfendi2

No embalo do último post e das propostas duvidosas, Miuccia Prada criou uma coleção feminista e com influência esportiva. Gostei do estilo meio barroco e do dourado na bolsa azul klein de croco. A sandália com pedrarias também tem proposta interessante (e as cores do nosso Brasil:

prada

Em tempo: O post anterior comunicava o domínio dos birkenstocks, e parece que sapatos com shape anatômico não se despedem ainda nessa temporada. Olha o que Miuccia aprontou. Aprovado?

prada

Vontade do mês vai para bolsa de franjas da Gucci e óculos da Fendi…

Fotos: Vogue.com.

Deixe um comentário

Arquivado em Acessórios, Fashion Week

Trend watch- Semana de alta-costura.

Ano passado, o retorno triunfal de Azzedine Alaia às passarelas durante a alta-costura ganhou post aqui no site. Desta vez, na falta de Alaia, optei por comentar algumas tendências fortes que surgiram e que diferentemente dos vestidos (que custam até 200 mil dólares) todo mundo pode aderir:

Começando pelo degradê, que já havia aparecido timidamente no Inverno prêt-à-porter e surge com força. Minha proposta favorita foi da Givenchy, com uma apresentação sempre maravilhosa e nada óbvia, bem ao espírito no que a alta-costura deve ser (No final do post tem uma explicação sobre o que é a couture, como funciona…).

Também apostando neste efeito, Armani privé em tons de cinza e proposta similar e delicada na estréia de Raf Simons da Dior e na Chanel. O degradê é conquistado através de ricos bordados, resultado deslumbrante!

Algumas peças que já estão nas ruas, ganham espaço nobre: É o caso do cinto de metal espelhado, em versão dourada para Dior e prata na Chanel, upgrade de looks mais casuais e cool direto para o topo da moda com muita sofisticação:

O veludo preto é o mais popular entre os tecidos, sempre luxuoso apareceu em calças na Givenchy e na Armani (Calças apareceram muito na semana!) e em vestidos para Alexis Mabille e Chanel:

O patchwork surgiu absoluto nos primeiros looks do desfile da Chanel, lembram deste post: Será o retorno do Patchwork?

Na falta de Alaia, fecho o post com a minha imagem favorita da semana de alta-costura: Riccardo Tisci e sua visão sempre incrível da Givenchy.

 Explicando a Alta-costura: A alta-costura é o topo da moda. O nome é protegido e só podem desfilar nesta semana os membros da”Chambre de commerce et d´industrie de Paris”. Os desfiles que são verdadeiros shows, movimentam milhões para as marcas de luxo, não vendendo as peças apresentadas (apenas 2.000.00 mulheres no mundo tem acesso à alta-costura, e somente 200 são clientes regulares), mas pela publicidade gerada em razão das celebridades nas primeiras filas e, principalmente pelas roupas impecáveis. A alta-costura vende o conceito da marca, os melhores tecidos possíveis, bordados inimagináveis, tudo feito em perfeição e maestria. As peças são todas feitas sob-medida para a cliente que geralmente precisa fazer 3 provas de roupa até recebê-la. Os perfumes, maquiagens, acessórios como bolsas e sapatos que sustentam financeiramente estas grandes marcas, mas a “Couture” sustenta o sonho.

Fotos: Vogue.com

1 comentário

Arquivado em Fashion Week, Inspirações, Microtrend, Update das tendências

Clássico revisitado- O novo apelo das pérolas.

Pérolas sempre foram e serão clássicas, independente do que a moda anda ditando em uma temporada, usá-las empresta um ar atemporal a qualquer composição mais simples. Símbolos de tradição, muitas vezes denotam uma imagem mais conservadora. Desta vez, o seu allure fica mais forte em looks ousados e inusitados: Os grampos da Chanel, usados no desfile de Verão 2012 (foto acima), lembravam os mistérios do mar e seus tesouros. Colocadas em pontos estratégicos ficaram modernas.

Karl Lagerfeld também conseguiu transformá-las em apelo punk, acho incrível o efeito que elas causaram na campanha da bolsa “Boy” estrelada por Alice Dellal: Elemento clássico da Chanel (correntes, camélias, pérolas são marcas registradas da maison) misturado com uma estética rock´n´roll.

A Balmain com seu Inverno barroco, encantou com os ricos bordados. No caso, a pérola virou parceira perfeita do cristal. Reparem também como a peça em veludo ficou deslumbrante graças as aplicações:

Um dos looks da coleção na Vogue Alemanha do mês: Ombros quadrados e estilos anos 80. As pérolas fazem todas a diferença no resultado final.

Na Self Service, cristais e pérolas (claramente a combinação da temporada nos bordados) transformando a camisa de couro em peça nobre e nada casual:

O desfile da Dolce & Gabbana com seu barroco (olha aí de novo, lembram deste post aqui?) Siciliano , usou e abusou das pérolas nos acessórios. Correntes e pérolas na bolsa remetem aos anos 80, assim como as ankle boots com botões de pérola de influência vitoriana:

No resort da Chanel, inspirado em Maria Antoniêta e nas Harakaju girls, o colar de pérolas ganha leitura romântica e maximalista, conservadorismo passou longe:

A Elle America do mês traz o editorial “About a pearl”, aqui os looks tem estilo retrô, bem anos 30. Reparem nos sapatos de “peregrino” com salto alto, hit polêmico do Inverno 2012 de Marc Jacobs. Os colares de pérola são praticamente peças de roupa, envolvendo toda parte de cima do corpo:

Look Burberry e pérolas que nos transportam para a “era do Jazz”:

Vocês usam pérolas?

Fotos: Elle.com, Chanel.com, vogue.com, TheFashionSpot.

3 Comentários

Arquivado em Microtrend, Update das tendências

#PFW: Muita riqueza nos detalhes…

Bordados, brilhos,paetês, plumas, pedrarias, tachas, já vem aparecendo na moda há algum tempo, outra novidade enriquecendo mais ainda os looks são os tecidos com textura e estampas em relevo, tornando as peças ainda mais interessantes. Acompanhando a última semana de moda da temporada-e mais linda- notei que em Paris os estilistas apostaram ainda mais pesado nesta tendência. Ao invés de postar fotos de looks completos dos meus desfiles favoritos, optei por mostrar os detalhes mais lindos e inspiradores:

Givenchy é a minha marca favorita, e mais uma vez Riccardo Tisci não decepcionou, com uma coleção inspirada em surf e sereias, a marca inovou com os paêtes coloridos, e blazers com paetês foscos formando discretas estampas como na segunda foto. A moda “combinadinha” também segue forte, looks monocromáticos que incluem até a bolsa.

Chanel também usou o mar como inspiração, conchas e pérolas foram frequentes e criaram looks delicados em palheta de cores claras. Destaque para o anel da segunda foto. Tecidos em 3D com textura são das principais tendências de Paris, e a Chanel usou e abusou.

A Balmain trocou de designer, como contei aqui, mas manteve seu DNA rock´n´roll com muita opulência e influência barroca. As flores bordadas em relevo confirmam a tendência de vários outros desfiles. O dourado é a cor favorita, misturado com neutros como branco ou preto.

Mais estampas em relevo na Balmain.

Valentino e McQueen também investiram em textura, o look prata da Valentino tinha apelo mais romântico e a clutch de acrílico com pedras deu o toque final (e perfeito). Já Sarah Burton investiu em um look aristocráta com a gola imponente e tecido com leve brilho.

Lanvin fez um desfile um pouco 80´s com uma silhueta que promete voltar com força- Nesta semana ainda vai rolar post. Conhecida pelas suas bijus statement e bordados e pedrarias, Alber Elbaz não decepcionou e encantou com o incrível trabalho manual das peças.

YSL fez uma coleção elogiadíssima ignorando os rumores da saída de Stefano Pilati, cartela de cores impecável e muita riqueza nos detalhes. Destaque para o cinto (cintos voltaram com tudo e apareceram de todos os tamanhos e marcando a silhueta na maioria das coleções da #PFW),

Isabel Marant e seu tricô prateado e Azzaro, com look deslumbrante combinado com o adereço de cabeça. Referência dos anos 30 e 20 que deve ressurgir, pelo menos nos editoriais.

Sienna Miller aparece com um adereço lindíssimo  no filme “Two Jacks” (ainda sem previsão de lançamento). Será uma microtrend surgindo?

Em tempo: A nova colaboração da H&M com a Versace será lançada em Novembro, e as roupas vem todas trabalhadas em bordados referenciando as criações icônicas de Gianni Versace no fim dos anos 80, início dos anos 90:

Fotos: Style.com, FashionToast, IMDB.

1 comentário

Arquivado em Fashion Week, Inspirações, Trend alert