Arquivo da tag: Olivier Theyskens

#NYFW- Favoritos Inverno 2014/15.

Proenza Schouler, Ready to Wear, Fall Winter, 2014, New York

A temporada de Inverno do hemisfério Norte já está em sua segunda parada, a #LFW começou na Sexta. Resolvi aguardar o fim da #NYFW para dividir com vocês meus favoritos, tendências relevantes e outras coisas que me chamaram atenção. Não é exatamente um resumo, pois já existem muitos sites incríveis fazendo essa cobertura, é só a minha curadoria do que eu mais curti para o Inverno 2014/15 proposto na Big apple.

A cartela de cores traz o azul em todas suas variações (e eu já havia anunciado isto no post “Imagens do mês- Azul é a cor mais quente”), além de tons quentes como tijolo, bordô e o fuchsia, este último uma grata surpresa. Preto, branco e cinzas texturizados, com destaque para o uso de materiais com brilho como cetim. As versões fuchsia de Alexander Wang, Phillip Lim, Altuzarra e Rodarte:

fuchsia

Jason Wu fez uma coleção com ecos de Armani, mas possivelmente influenciada pela alfaiataria e look anos 90 da Hugo Boss- onde acaba de assumir como diretor criativo. As duas primeiras fotos são Hugo Boss e as outras duas de sua coleção própria. Sofisticação é denominador comum, assim como comprimentos alongados:

jason

A marca Delpozo continua encantando com sua maestria nas criações e delicadeza:

delpozo

As sobreposições da Theory prenderam minha atenção. A triste notícia do fim da Theysken´s Theory foi rapidamente superada: Agora Olivier Theyskens assume oficialmente a direção criativa da marca:

theory

As mules retornam com tudo, mas as botas acima do joelho (que eu amo) continuam para o próximo Inverno. Dois dos meus sapatos preferidos. A bota que remete ao clássico modelo montaria da Hermès ganha releitura por Alexander Wang, encanto também pela sandália com detalhes de corrente de Prabal Gurung:

shoe

Ralph Lauren e seu Inverno suave:

raplh

Além do styling esperto do debut da marca Polo  Ralph Lauren na passarela. Mix impecável de duas características importantíssimas da marca: O preppy americano com as referências de Americana como turquesa, xadrez e franjas:

polo

Tory Burch apostou no boho com influências étnicas e folk, mas sem esquecer do DNA preppy:

tory

Os melhores casacos surgiram pelas mãos de Joseph Altuzarra. Vale ressaltar que um dos modelos mais populares na passarela foi o casaco amarrado estilo robe, clássico da Max Mara, que esteve presente em diversas coleções.

altuzarra

Entre os meus favoritos, Prabal Gurung e seu contraponto de volumes. Adoro a silhueta oversized em cima complementada por saia leve e esvoaçante:

prabal

Proenza Schouler pela sua consistência, o estilo forte permeia todas coleções. Destaque para o shape boxy das jaquetas e as misturas de estampas:

proenza

E Victoria Beckham pela simplicidade que não exige nada mais. Looks mais femininos com sapatos masculinos foram outra sugestão certeira das coleções nova iorquinas:

victoria

Qual desfile vocês mais gostaram?

Fotos: Vogue.com.

Deixe um comentário

Arquivado em Fashion Week, NY, Trend alert

Nome para guardar- Laurence Dacade.

O nome pode não soar familiar, mas certamente você já viu ( e gostou) de muitas das criações de Laurence Dacade. A designer de sapatos já desenhou modelos icônicos para marcas como Chanel, Givenchy e Balmain e para sua  marca própria, fundada em 2003, tornado-se mais conhecida e admirada a cada nova temporada.

Eu soube de sua existência depois de ver esta foto no site Caroline´s Mode, a bota biker  da estilizada com salta e  placa de metal  da Chanel me deixou obcecada e não parei até descobrir o responsável.

Além das famosas botas acima, um dos modelos mais copiados da Givenchy também é obra dela. Certamente vocês já se depararam com versões da mesma pelas marcas de sapato aqui do Brasil:

Laurence também é conhecida por suas criações conceituais, era dela a assinatura dos sapatos da polêmica última coleção de Olivier Theyskens na Nina Ricci em 2009:

Seu trabalho pode ser considerado autoral com algumas marcas registradas, como toques rock´n´roll, uso constante de fivelas e um apego ao estilo hi-lo combinando modelos diferentes com doses de glamour. Sua preocupação com conforto também é frequente, muitos dos seus modelos ganham salto mais largo e estável, meia pata também é uma característica comum.

Seu maior hit até agora em sua marca própria é o modelo Merli, com tachas e similar à algumas de suas criações para Balmain:

A bota já virou favorita nos flagras de street style e funciona para estilo casual, mas também para quebrar looks mais românticos e femininos, como este aqui:

 Para o Inverno 2012, ela visitou todas as principais tendências, mas sem deixar de imprimir seu estilo pessoal: Uma evolução da botinha de metal da Chanel surge, aplicações de tachas, veludo molhado e a mega atual influência western marcam presença em sapatos dignos de desejo imediato.

Nem só de botas é feita sua coleção, os modelos de sandália com pegada sexy e utilitária também já ganharam fama:

Quem curtiu a marca pode e deve visitar o site oficial http://www.laurence-dacade.com/ .

Gostaram das criações da francesa?

Fotos: BrownsFashion, Caroline´s Mode, Vogue.com, StreetPepper, FinantialTimes.

2 Comentários

Arquivado em Inspirações, name to watch, Perfil

O verde do Verão: “Menta”.

Complementando o post da última semana onde eu falo da “vez do verde”, nas passarelas do Verão passado da Burberry Prorsum, Miu Miu, Chanel, Fendi, Christopher Kane, o verde menta foi uma das estrelas. Tendência de cor notada (e anotada) pegou forte no Verão do hemisfério Norte e tem forte potencial para pegar aqui também.

Hannah McGibbon é uma das maiores entusiastas e usou a cor nas suas últimas coleções da Chloé  ( Desde Maio, quem atende pela marca é Claire Waight Keller). No Outono/Inverno (aquela com muito phyton), em look bem anos 70 e com bolsa tricolor, adoro tom sobre tom e a mistura de verdes é das maneiras mais legais de usar a cor atualmente. Para o Resort, McGibbon optou pela cor em look mais romântico e plissado com comprimento midi e sapatos com tiras dando toque moderno.

O Resort da marca Italiana Missoni aparece em palheta de tons pastéis (esse tipo de cor mais apagada como blush, menta, azul clarinho são ótimos antídotos para o color blocking) , e o verde menta surge nos acessórios e no vestido com corte anos 20.

Já a Marchesa, marca famosa pelos seus vestidos deslumbrantes perfeitos para o “red carpet”, usa o menta em vestidos longos misturados com dourado e bordados delicados. Destaque para a ousadia do vestido longo de black-tie combinado com clutch de onça, ficou lindo!

Fica a dica para casamentos e afins: Combinar os vestidos bem arrumados e formais com acessórios inusitados como cuffs e clutches estampadas ou com texturas (de tachas, por exemplo) quebrando a seriedade do vestido. E na cor menta para esse tipo de evento, é neutra o suficiente para ser usável, mas menos óbvia que outras do mesmo estilo.

Giambattista Valli com look Resort para noite, une o menta com tons de verde e azul em vestido longo estampado, bem sofisticado. Já Matthew Williamson misturou beges e pastéis e utilizou o menta na estampa da jaqueta meio étnica.

No Resort da Thierry Mugler, o couro, tecido super em alta há algumas temporadas, ganha versão verde menta com resultado sensacional. Na calça skinny com trabalhos nas laterais e no vestido de comprimento elegante com jaqueta preta mais sóbria. (Peças de couro nesse tom serão ótimos investimentos para o Verão 2012).

Duas versões bem diferentes: Cool e urbano na combinação da camisa verde menta com a calça verde militar (adorei) da Theysken´s Theory e bem formal no blazer estruturado da The Row, com saia midi cuidadosamente bordada.

Nas ruas a maneira favorita de usar é com neutros como preto e cinza (mas além de ficar incrível com outras tonalidades de verde, também fica lindo com metálicos, roxo, laranja, turquesa, vermelho…).

O verde para usar quando as temperaturas (finalmente) subirem…

Fotos: Style.com, StreetPepper, JustJared, StockholmStreetStyle, StyleByKling.


5 Comentários

Arquivado em Como usar?, Inspirações, Trend alert

Nome para guardar: Anthony Vaccarello.

Lendo a Elle Americana de Junho me deparei com uma matéria sobre este estilista belga que é considerado o “Alexander Wang da Bélgica”. Wang é um dos estilistas da nova safra americana que mais admiro, possivelmente o meu favorito no momento, portanto, a comparação já foi o suficiente para prender a minha atenção.

Vaccarello tem estilo mais clean que Wang, é um minimalismo urbano com pegada sexy, sem o ar (tão adorado) street do seu colega Nova-Iorquino. O fato de ele ser Belga também interessou, já que o país nos presenteou com nomes como Martin Margiela, Raf Simons, Ann Demeulemeester, Dries Van Noten,  Olivier Theyskens…

Em Julho Vaccarello recebeu o prêmio Francês Andam, uma espécie de conselho de moda Francês,  alguns dos nomes que já ganharam previamente incluem Gareth Pugh, Hakaan, Viktor & Rolf e Margiela. Neste ano os jurados incluíam Emmanuelle Alt da Vogue Paris e Pierre Bergé.

Com o prêmio de 200.000.00 euros, ele planeja investir no próximo desfile de Verão que ocorre em Outubro na Paris Fashion Week, e abrir um atelier em Paris. Sua estratégia lembra um pouco o estilo Alaia. Vende no máximo 13 peças por loja, e apenas um ponto de venda por cidade: Em Nova Iorque na cult Kirna Zabete no Soho, em Londres na sempre avançada Browns Focus.

Dá para dizer que Vaccarello tem ótimas referências já que trabalhou por dois anos para Karl Lagerfeld na Fendi, cuidando mais especificamente da parte de peles da marca Italiana. Nada mal, para um ex-futuro advogado.

Além de ganhar o Andam, Vaccarello já veste personalidades como Lou Doillon e a modelo Abbey Lee Kershaw.

Look da coleção de Verão 2011:

A coleção de Inverno 2011-12 foi toda em preto com variações e misturas de textura, cortes geométricos estratégicos e muito sex-appeal. Silhueta ajustada, fendas e pouco decote garantem o ar de sofisticação.

Para saber mais dele é só entrar no seu blog (ele ainda não tem site) http://anthonyvaccarello.blogspot.com.

Fotos: DazedDigital, Style.com.

3 Comentários

Arquivado em name to watch, Perfil