Arquivo da tag: Opening ceremony

#NYFW- Favoritos Verão 2016.

nydel

A semana de moda de NY ainda não chegou ao fim, mas eu tive a “ousadia” de já vir dividir meus looks favoritos da temporada americana de Verão 2016 (não rolou Marc Jacobs, Proenza Schouler, nem Calvin Klein ainda, então este post é um pouco precipitado).

Apesar de com fôlego para os anos 70, a década de ouro do momento para os designers parece ser a de 90. Carolyn Bessette a musa não declarada. Pensem em cetim, camisolas, silhueta languida e minimal, muitas referências esportivas, assimetria, comprimentos midi em shapes ajustados, Calvin Klein, Helmut Lang..,

Começando com meus favoritos: Delpozo, que já havia ganhado este posto ano passado continua seu reinado. Não consigo superar a precisão das peças e a qualidade e encanto dignos de alta-costura. Também gosto muito do ar lúdico, mas moderno que eles imprimiram. O look que abre o post foi o que mais gostei, mas este abaixo também foi especial. Reparem na construção e estrutura do vestido.

nydelpozo

No outro extremo, fiquei extasiada com a estréia da dupla da Public School na DKNY. 90´s na veia, com a alfaiataria exata, tipo aquela vontade incontrolável de transferir todos os looks para meu armário já:

nydkny

Vestido-blazer:

NYDKNY3

Cartela de neutros e nada mais é necessário:

NYDKNY2

Na marca própria, adorei a vibe sporty:

nypublicschool

Alexander Wang comemorou dez anos de sua marca, sem nenhuma grande novidade, mas ainda com o dedo no pulso do que os “jovens” querem. Que arrebatou meu coração, apenas esta jaqueta e as birkenstocks estilizadas:

nyawang

Toque street boho na Coach que tem me agradado bastante nas mãos de Stuart Vevers:

nycoach2

Na Rag & Bone, o corte de vestido da vez, tanto para o casual, quanto para a noite:

nyrag

Reparem na versão do mesmo por Victoria Beckham, adorei o vichy oversized e o sapato masculino (outra marca dos anos 90 que foi campeã nas coleções):

nyvictoriabeckham

E na Cushnie et Ochs, sofisticação bem recortada:

nycushnie

Feminilidade mais intelectual, mas não menos sexy por Rosetta Getty:

nyrosettagetty

Ainda no tema assimetria, as fendas são apostas certeiras. Minhas favoritas surgiram na Opening Ceremony:

nyopening

E no Altuzarra:

nyaltazurra

No comprimento maxi, adorei a versão de Michael Kors:

nymkors

Transparência e leveza foram as palavras chave de Prabal Gurung:

nyprabal3

Chegando definitivamente na hora noturna, Zac Posen arrasou na versão dark de cetim do vestido de casamento (por Narciso Rodriguez) de Carolyn Bessette:

nyzac

Carolina Herrera surgiu com separates lindos e bem versáteis para uma festa de gala. Adorei o volume da saia e a cartela de cores:

nycarolinaherrera

Fechando com o espetáculo da Givenchy, que transferiu seu desfile para Nova Iorque e emocionou com looks dignos da comoção que causaram. Um pout-pourri de tudo que já aprendemos a esperar (e amar) de Riccardo Tisci com requinte da saudosa couture da maison:

nygyvenchy

nygivenchy3

nygivenchy4

Fotos: Vogue.com.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Fashion Week, Inspirações

De olho na tendência- Surrealismo.

sustelladamienhirst

O surrealismo foi um movimento artístico iniciado nos anos 20 que visava derrubar barreiras entre sonho e realidade. Objetos fora de contexto, cenas extraordinárias em cenários mundanos, tudo que a imaginação permitisse, por mais absurdo, sempre com o objetivo de dar voz ao inconsciente. Artistas visuais como Man Ray e sua fotografia, Salvador Dalí e sua arte, e Elsa Schiaparelli na moda foram alguns dos seus principais expoentes.

Há mais de um ano, Albez Elbaz introduziu um clima surreal à sua coleção de Inverno da Lanvin. Desde que Raf Simons assumiu na Dior, ele também tem investido em toques surrealistas para enriquecer suas criações. A última coleção trazia desde o cenário até acessórios e peças com ilustrações de Andy Warhol com o mood:

sudior

Close-up Lady Dior em versão surrealista:

sudior2

Stella McCartney se uniu à Damien Hirst para criar ilustrações para seus vestidos Resort 2014. O resultado abre o post e também pode ser conferido abaixo. A boca, uma das marcas registradas de Dali, surge como destaque na peça:

sustella

Phoebe Philo sempre tenta inovar na Céline e no Verão 2014, o sapato tem formato e ilustração de pés, inclusive com unhas pintadas:

suceline

Na Balenciaga, galhos de árvore substituem as fivelas da sandália:

subal

A dupla Humberto e Carol da Kenzo criaram padronagem de olhos para substituir a mega bem-sucedida estampa de tigre da última temporada.

sukenzo2

Casacos, mantas, bolsas, tudo ganhou versão “eye”:

sukenzosu3

Até a campanha da marca mergulhou fundo na proposta:

sukenzo

Já comentei aqui que moletom vai ser a peça fetiche do próximo Inverno, e a Italiana MGSM investiu na colaboração com Toilet Paper. Adorei a estampa do primeiro:

ms2

ms3

A designer de jóias Delfina Delettrez sempre flertou com o surrealismo em suas jóias e ficou conhecida por usar shapes de insetos, nesta temporada ela investiu definitivamente na influência:

delfina

O short film feito especialmente para seu Inverno 2014 não deixa dúvidas da referência:

Momento surreal…

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Acessórios, Inspirações, Minimal vs. Maximal, Trend alert

Update das tendências- Imagens do mês.

anna

As edições de Fevereiro das revistas de moda já começaram a chegar, e com elas as imagens incríveis confirmando as tendências para a temporada Primavera/Verão internacional. Como já é de praxe, selecionei algumas das “modices” mais legais que já ganharam posts aqui no site e suas interpretações por publicações do mundo inteiro. Acima de cada foto um link para o post que explica os detalhes de cada uma. Vamos ver?

Abrindo o post, o editorial da Vogue Itália clicado por Elle Von Unwerth. A coleção da Prada com influência oriental é destaque, eu conto melhor no “Trend watch- Japonismo”.

Moda que ressurgiu com força na temporada Resort pelas mãos de Nicholas Ghesquiere na Balenciaga, ganha as páginas da Francesa French Revue des modes. A proposta é aproveitar o bustier, popular no nosso verão graças à febre dos tops cropped, e colocar por cima de outras peças. Neste post tem mais “Resort 2013- Sobreposição com bustier”:

update2bustiefrenchrevue

Falando neles, esta postagem (uma das mais populares da história do site) “Adaptando a tendência- Crop tops” dá dicas de como usar o modelo polêmico. A Vogue UK mostra sua versão:

update2croptopvuk

A Vogue Italia também aderiu ao estilo gypset que anda super em alta, lembram do post “O conceito gypset na moda”?

update2gypsetvitalaEsta influência também surge na Elle Americana,  o post “Trend watch- Nômade contemporâneo” mostra como adaptar o étnico e a diversidade cultural ao nosso estilo pessoal:

update2gypsetelleus

Falando em padronagens, o animal print, para o desespero de alguns e felicidade da maioria, segue dominando. No Verão vale apostar nas versões coloridas, como sugerido pela dupla da Opening Ceremony na Kenzo. Dá para ver mais um pouco aqui “A onça do Verão 2013“. A Elle Russa aposta:

update2ellerussa

No Outono-Inverno as estampas em P&B retornam com tudo. Misturar prints de animais diferentes é a pedida como comentei no post “Analisando (um pouco) Pre-fall-O que vem por aí e não vai a lugar nenhum”. A Vogue Americana salta na frente e mostra como:

update2vogueamerica

Um dos assuntos mais comentados no site nestes últimos meses, a padronagem favorita da próxima temporada é a gráfica. Entre listras, poás e quadriculados, sem dúvida são os favoritos do momento. A Vogue Japão de Março ilustra bem, na capa e no recheio, ambos incríveis. Em “Update das tendências- Gráficos” dá para descobrir tudo sobre esta moda.

update2xequemate

A influência anos 60 é inegável e deixa a aparência super feminina. Vale misturar as estampas gráficas entre shapes e cores. Para equilibrar o look, é legal optar por brincos grandes, maquiagem com olhos marcados e bolsas ou sapatos estampados. Acessórios de cabeça também casam super bem:

update2voguejapao

 

A sandália gladiadora que já foi hit há alguns anos e é novamente eleita dos estilistas. Elas vão estar com tudo no próximo Verão como eu contei neste post “#NYFW- Antecipando o Verão 2013”:

update2voguejaoa

Para fechar, vamos adiantar os looks invernais. O jabô, detalhe na gola de blusas e camisas típico dos anos 70, retorna às passarelas graças a Hedi Slimane na Saint Laurent Paris. A capa da Jalouse com Miranda Kerr traz um styling dramático da tendência. Confere o post “Micro trend alert- jabô” para explorar mais o tema:

update2

Jabô em versão glam rock na Vogue Inglesa:

update2yslvuk

Qual destas tendências é a favorita de vocês?

Fotos: Zinio, Vogue.com, FashionGoneRogue, TFS.

Deixe um comentário

Arquivado em Trend alert, Update das tendências

A onça do Verão 2013.

As coleções Resort adiantaram: A onça não vai a lugar nenhum. E para quem anda louca para atualizar a padronagem, a ordem é apostar nas versões coloridas. O pink se destaca como favorito.

Na temporada de Verão internacional 2013 que terminou há poucos dias, a dupla da Opening Ceremony mostrou a onça mais interessante na Kenzo: Estampa larga, tons cítricos e vibrantes e muita irreverência. Minha favorita é a amarela e azul:

Animal print também no detalhe da pulseira, a coleção nova da Kenzo promete repetir o sucesso comercial da última, que virou febre graças aos suéters estampados com o logo da marca.

A marca cool francesa A.P.C foi de branco com azul em estilo mais discreto:

Assim como a londrina Felder Felder em versão delicada em tecidos fluídos:

Em suas coleções de Inverno atuais, Christopher Kane e Sandro apostaram na onça em vermelho.

Leitura sofisticada por Kane:

Sandro na skinny que já virou hit no hemisfério Norte:

No Resort da Valentino, o animal print aparece em looks austeros, com transparência, mas muita elegância em pink:

Em tempo, a estampa de onça é um clássico absoluto e  padronagem original é presença confirmada em qualquer estação. A Vogue Paris dedicou três páginas de sua última edição para o tema em acessórios:

Gostaram da onça 2013?

Fotos: VogueParis, Vogue.com, Sandro.Fr, ElleUS, Nordstrom, Sartorialist.

Deixe um comentário

Arquivado em Acessórios, Adaptando a tendência, Fashion Week, Inspirações, Minimal vs. Maximal

Trend alert- Safari urbano.

Quando eu penso em safári, a primeira imagem que aparece é a da supermodelo Veruschka com look Yves Saint Laurent da coleção “Africa” de 1968, uma daquelas produções visuais que grudam na cabeça e que provavelmente são responsáveis por várias referências e escolhas sartoriais que nós nem nos damos conta. A foto que me refiro é esta abaixo:

Foi nela que pensei quando vi a nova capa da Vogue Turquia (foto que abre o post), com um look safári bem light, mas muito sofisticado. A nova versão desta tendência vai do trabalho para a noite com a mesma desenvoltura, a ordem é urbanizar e dar uma nova cara ao estilo.

Já tinha observado a volta da moda safári, provavelmente trazida graças a popularidade do militarismo e do utilitário na última temporada. Nas coleções Resort, várias coleções apelaram para o tema, editando as peças-chave de maneiras mega interessantes

O estilo clássico, em tons de khaki, vários bolsos utilitários e shapes 70´s foram as apostas de 3.1 Phillip Lim, Rebecca Minkoff e Altuzarra, um casaco no estilo é certeiro:

Na Pucci, a sugestão é bem sofisticada, mas vale misturar os tons terrosos com outros inesperados, como o azul da segunda foto:

O branco total continua hit e ganha versão safári nas mãos de Michael Kors e Gucci:

Estampas de animais tem tudo a ver com o clima “Out of Africa” e pode ficar super divertido como comprovam Giambattista Valli, a dupla da Opening Ceremony para Kenzo e Just Cavalli:

Em tempo, quem pensa que só no próximo Verão vai poder usar a referência, deve dar uma olhada na nova revista da H&M, que traz uma leitura inusitada dessa moda, combinando com dourado e adicionando uma bela dose de glamour. Os acessórios dourados e a maquiagem em tons de bronze reforçam o mood, mas elevam seu nível de “riqueza”:

Como já falamos, o animal print é marca registradae se usado em conjuntinho fica ainda mais atual:

 

Prontas para uma moda mais selvagem?

Fotos: Vogue.com, VogueTurkey, YSL, Farfetch, H&M.

2 Comentários

Arquivado em Trend alert

Anos 80- A década da vez.

Muita gente só de pensar (e lembrar) da moda desta década já fica toda arrepiada- No mau sentido. Mas considero os anos 80 injustiçados, tá certo, muita coisa merece morrer no ostracismo (polainas coloridas!) , só que muitas das coisas que usamos hoje em dia são provenientes de lá…O uso desenfreado de couro, a predileção por veludo, as jaquetas perfecto, os brincos statement, tanta coisa que a moda anda reciclando é herança dos anos 80.

Evoluindo das peças amplas e boho dos anos 70, os anos 80 trouxeram o “power dressing”, quando a mulher definitivamente migrou para o mercado de trabalho , a cultura do videoclipe foi criada (Madonna e Michael Jackson eram os maiores ícones) e o culto ao corpo chegou com força, com eles peças ajustadas. Filmes e seriados de TV também eram muito influentes, os óculos espelhados, metalizados e os blazers com as mangas puxadas, como o look Haider Ackermann de Tilda Swinton na foto que abre o post, eram uniformes da série Miami Vice.

Uma das marcas mais influentes do mundo, a Balenciaga, apresentou coleção de Inverno 2012-13 toda inspirada nos anos 80. Pontos de cores vivas, suéters oversized, formas quadradas, tudo estava presente nas criações de Nicholas Ghesquiére.

Além de camisetas estampadas com filmes e bandas, como a do look Balenciaga acima, as divertidas com frases (oriundas da cultura street e do hip-hop), os crucifixos, que já ganharam post aqui, também devem seu sucesso aos 80´s. Aqui em editorial da última Vogue Paris:

Casacos com shape “boxy”, mais quadrados vieram com o “power dressing”, eram favoritos na época e serão uma das silhuetas mais importantes do próximo Inverno. O look book da H&M (Que aliás, chega no Brasil em 2013!), traz sua versão cropped:

Nas passarelas, os casacos quadrados foram os favoritos. Surgiram na Unique em look utilitário, acinturados na Lanvin e longos em turquesa na Céline, em contexto mais esportivo:

O formato também surge em editorial da revista Elle América, aqui quase arquitetônico e minimal:

Os vestidos de festa, sempre maximais, com detalhes como babados, transparências, são alvos das maiores críticas quando se fala em moda 80´s. Mas a dupla da Opening Ceremony na Kenzo e Alber Elbaz na Lanvin não se intimidaram e criaram os seus para o Inverno 2013:

Veludo, cintura marcada por cintos pesados com dourado, ombros volumosos, argolas, vários aspectos oitentistas surgiram neste editorial P&B da Vogue Paris:

Alguns detalhes podem referenciar à década, sem parecer festa temática.

Boinas eram muito usadas. Originalmente nos anos 40, ganharam releitura nos anos 80. Em versão 2012, a Louis Vuitton apostou na sua coleção Pre-fall (Luvas também remetem à década, Madonna era fã!):

Cintos grandes e meia-calça trabalhada. As meias com desenho são ótimas alternativas para deixar um look básico mais especial e eram artifícios muito utilizados na época. Bolsa de corrente com alça longa era outra peça obrigatória que continua clássica (Quem não tem uma?!):

Quem definitivamente não curte a silhueta e não pode nem ouvir falar em looks 80´s, pode aderir através da maquiagem. No caso, mais é mais! Sabe aquela dica básica das maquiadoras “Olho tudo, boca nada ou vice-versa?” Nos anos 80 a ordem era olho tudo, boca também. A última capa da Vogue Russa entrou totalmente no clima, lembrando as supermodelos da época como Stephanie Seymour em clipes do Guns & Roses.

Convencidas ou vão seguir com o preconceito com a década?

Fotos: Vogue.com, VogueFR, H&M, Elle.com

9 Comentários

Arquivado em Como usar?, Inspirações, Trend alert

#PFW Inverno 2012- Retorno do marrom.

Marcando presença em algumas das passarelas mais interessante de Paris, o marrom ganha novo destaque no Inverno 2012. A cor sempre foi uma das minhas implicâncias fashion, usando-a somente em acessórios pontuais, mas depois de conferir as coleções já estou revendo os meus conceitos (como é bom poder mudar de idéia!).

Looks de alfaiataria ganharam novo frescor com opções em marrom: Saia midi de couro na Hermés, cintura marcada e volumes estratégicos para Haider Ackermann (incrível a combinação com laranja queimado) e com verde militar e peplum na coleção da Kenzo.

Os looks também podem ganhar uma dose de glamour, adjetivo que eu não costumo associar com a cor, através de brilhos e texturas diferenciadas como comprovaram Jean Paul Gaultier e Nicholas Ghesquiére na Balenciaga. Na moda, a expressão “nunca diga nunca” ganha importância ímpar, me pego desejando loucamente o “blusão” brilhoso da Balenciaga, e também me vejo adorando o combo marrom + branco.

Na Givenchy, onde a cor reinou junto com vermelho e preto, minha surpresa foi maior ao constatar que meu estilista favorito, Riccardo Tisci,  tinha se rendido aos encantos (?) do marrom. Novamente, me vi olhando para a cor com novos olhos, e os looks monocromáticos, com muito couro e toques eqüestres me conquistaram.

Phoebe Philo, incluíu em sua coleção detalhes importantíssimos na cor. Além de combinar com preto e navy, ela ousou juntando o tom com rosa. Também gostei muito do resultado:

Aliás, Philo conseguiu mais uma vez: O Inverno da Céline é impecável e tem tudo para ser mais um sucesso absoluto da marca. Separei meus looks favoritos da coleção:

Colorblocking, shape oversized anos 80 e scarpin branco de bico fino:

Aqui a proposta é mais clássica com calça de alfaiataria, colete de couro preto e clutch de pelúcia.

O clássico nunca é óbvio na Céline, toques de sportwear com o zíper, sapato bicolor e a blusa maravilhosa de couro elevam o look.

Calça cropped bem larga com zíper faz par com jaqueta estruturada, maxi clutch e o toque especial: sapato de bico fino dourado.

E vocês, quais são suas implicâncias na moda?

Fotos: Vogue.com, Style.com.

5 Comentários

Arquivado em Fashion Week, Inspirações, Trend alert