Arquivo da tag: Outono/Inverno 2013

O Inverno de Alexander McQueen e dicas para inspirar:

Durante a temporada prêt-à-porter, a marca Alexander McQueen apresentou uma coleção demi-couture bem reduzida. Somente esta semana, Sarah Burton lançou o Outono/Inverno 2013-14.

Como sempre, as peças são lindas e cheias de referências históricas, nem sempre fáceis de adaptar aos looks diários. Foi justamente isso que me inspirou a escrever o post. Idéias simples que podemos aproveitar (e muito) dos looks complexos apresentados.

Siga as tendências, mas não seja tão literal, adapte ao seu estilo: O militarismo está super em alta, mas não existe a necessidade de sair por aí fantasiada. Muitas vezes, é mais legal adaptar um detalhe. É o caso da saia com botões dourados, mas combinada com camisa de babados mais romântica. Um detalhe faz toda a diferença e mostra a informação de moda, sem exageros.

mcq

Marque a cintura, mesmo quando o vestido for todo justo- Cintos são usados normalmente para segurar o cós de alguma roupa ou para marcar bem a cintura em um look sem muito shape. Quem está feliz com a silhueta, pode e deve apostar nos cintos só como enfeite em looks ajustados. Dá para misturar textura, deixar o resultado final com cara de festa ou simplesmente adicionar um toque de cor.

mcqueen

Vai em uma balada/festa/jantar? Dá para mostrar menos pele e ficar igualmente linda. Calça skinny, salto alto, bolsa de alça longa, peças usuais para uma saída noturna, mas ao invés de apostar no decote, é legal usar uma blusa toda fechada e mais justa. A sensualidade velada pode ser muito sexy (e sofisticada!).

mcqueen2

Look branco total também funciona no Inverno- Inverno combina com tons neutros e escuros, certo? Certo, mas é um mito que cores claras devem ficar reservadas para dias quentes. Um look branco total, além de super atual, ajuda a iluminar os dias mais cinzas.

branco

A combinação P&B é a mais clássica de todas, use sempre: P&B não tem erro. Aqui a idéia da camisa branca com saia lápis ganha frescor pelo corte da camisa vitoriana e da saia de couro. Bem charmoso e fácil de aderir.

peb

Para o Inverno, aposte no veludo: O veludo é um dos tecidos favoritos da estação. Toque macio e aparência luxuosa, funciona super bem com a opulência do barroco, mas não fica limitado a isso. Um vestido mais minimalista com a textura fica super interessante e o caimento é incrível.

velvet

Qual das dicas vocês vão testar?

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Como usar?, Inspirações

A onça do Verão 2013.

As coleções Resort adiantaram: A onça não vai a lugar nenhum. E para quem anda louca para atualizar a padronagem, a ordem é apostar nas versões coloridas. O pink se destaca como favorito.

Na temporada de Verão internacional 2013 que terminou há poucos dias, a dupla da Opening Ceremony mostrou a onça mais interessante na Kenzo: Estampa larga, tons cítricos e vibrantes e muita irreverência. Minha favorita é a amarela e azul:

Animal print também no detalhe da pulseira, a coleção nova da Kenzo promete repetir o sucesso comercial da última, que virou febre graças aos suéters estampados com o logo da marca.

A marca cool francesa A.P.C foi de branco com azul em estilo mais discreto:

Assim como a londrina Felder Felder em versão delicada em tecidos fluídos:

Em suas coleções de Inverno atuais, Christopher Kane e Sandro apostaram na onça em vermelho.

Leitura sofisticada por Kane:

Sandro na skinny que já virou hit no hemisfério Norte:

No Resort da Valentino, o animal print aparece em looks austeros, com transparência, mas muita elegância em pink:

Em tempo, a estampa de onça é um clássico absoluto e  padronagem original é presença confirmada em qualquer estação. A Vogue Paris dedicou três páginas de sua última edição para o tema em acessórios:

Gostaram da onça 2013?

Fotos: VogueParis, Vogue.com, Sandro.Fr, ElleUS, Nordstrom, Sartorialist.

Deixe um comentário

Arquivado em Acessórios, Adaptando a tendência, Fashion Week, Inspirações, Minimal vs. Maximal

A calça da temporada- Brocada.

Sempre existe uma lista de itens mais desejados a cada temporada. O barroco é uma das maiores tendências do momento como comentei neste post “Qual é o seu barroco?”, oriunda do maximalismo e do decorativismo, não é uma moda prática e acessível para o diário, devido a quantidade de informações em cada look, sem contar em sua cartela de cores bem chamativa. É aí que entra a peça que vou falar hoje: A calça brocada! Maneira fácil e estilosa de apostar na idéia.

Em Londres notei que todas as lojas, fast fashion ou marcas consagradas, tinham alguma versão para oferecer. A minha favorita (e a mais inovadora) são as calças jeans com efeito flocado em veludo, com desenhos de arabescos, são a maneira perfeita para manter o conforto do denim, mas renovar o look para a estação.

Estas da J. Brand que vi na Selfridges e fotografei para o instagram (O meu é @robertaweber) foram amor à primeira vista:

A Zara, que nunca fica para trás nas novidades, já tratou de lançar uma em versão preta:

A forma clássica também vai estar super em alta e é perfeita para sofisticar qualquer composição, normalmente em jacquard ou em outro tecido mais incorpado surge em conjuntinhos (tão populares como mostrei no post “Estampa combinada nos mínimos detalhes”). Nas coleções de Inverno em versão cropped, mais larguinha na Marni, Gucci, Osman e na apresentação da J.Crew.

A 7 for all mankind também aderiu, em edição glam rock:

O apelo rock´n´roll ganha contraste grunge com a camiseta de malha fininha e a atitude nonchalance:

Nas vitrines a Topshop e a H&M não perderam tempo:

Querem ver como o hit funciona na prática? As imagens de street style ensinam:

Proporções interessantes e uma boa dose de opulência:

Finaizando com a blogueira Jane Aldridge, do Sea Of Shoes, que combinou a camisa de alfaiataria usada displicentemente com a calça e o sapato Chanel em P&B:

Quem vai querer uma?

Fotos: VogueUK, MyWardrobe, Jbrand, StreetPepper, Zara.com, RobertaWeber, Zinio.

Deixe um comentário

Arquivado em Como usar?, Inspirações, Londres

(Micro) Trend alert- Dandy repaginado.

Cortes impecáveis, materiais nobres e muito estilo e refinamento sempre foram marcas do estilo dandy, que surgiu por volta de 1700 na Inglaterra, Beau Brummell foi o original, mas o escritor Oscar Wilde foi possivelmente o representante mais famoso. A importância dada ao vestir era imensa, nenhum esforço era poupado para se apresentar da melhor maneira possível, extravagância e luxo eram palavras chave dos homens do grupo. Neste temporada, os estilistas buscam o melhor do movimento e injetam cores e energia inesperada aos trajes masculinos, bela dose de criatividade o resultado é cheio de surpresas.

Desde o estilo gangster, mais anos 30, até os grooving 60´s e o psicodelismo dos anos 70 nenhuma opção fica de fora. Miuccia Prada criou versões com veia anos 60 na Prada (foto que abre o post) e na Miu Miu, em foto da campanha Inverno 2012-13 com Chloe Sevigny. Tons cítricos são ótima pedida para quem curtiu o estilo proposto pela estilista:

Na Vogue Paris, a inspiração é literal, até a cartola entra em jogo no styling com peças da Ralph Lauren collection, dá para imaginar o casaco usado com styling mais feminino também, não?

Coloridos nas ruas, o popular blazer floral ganha outro aspecto combinado com gravata, o brinco de dente deixa tudo ainda mais (insano) e diferente:

Meio gangster, o estilo ultra masculino também entra, reparem no shape mais ajustado idêntico ao do masculino que também aparece na foto:

Além da Prada e Miu Miu, outras marcas apostaram no estilo com resultados diferentes: Chique e 70´s na Etro, floral total na DKNY e decorativismo ecêntrico na Louis Vuitton:

Elementos clássicos do guarda-roupa dandy misturados com peças mais rock´n´roll também são uma alternativa, como este exemplo de calça de couro com colete “príncipe de gales” e o icônico trench coat:

Totalmente inesperado, parte de cima formal que ganha irreverência com o clash de estampas. O short jeans destroyed e o escarpim metalizado completam com originalidade:

De vez em quando é bom ousar…Vocês vão buscar inspiração no estilo dandy?

Fotos: Vogue.com, VogueUK, Altamira, Jak&Jil, StockholmStreetStyle, zinio.

4 Comentários

Arquivado em Microtrend

Imagens do mês- Confirmando tendências.

Mais um mês começando e as edições de Setembro das publicações internacionais começam a chegar nas lojas. O principal mês do ano para as revistas de moda, que trazem o melhor das coleções de Outono/Inverno. Muito do que está sendo mostrado nessas imagens inspiradoras já foi mencionado por aqui, quem quiser lembrar e ver mais sobre o assunto, é só clicar no link em cima de cada foto que te leva para o post correspondente.

Como comentei no “Anos 80- A década da vez”, os 80´s continuam dominando e a matéria de capa da Vogue Itália traz o melhor dos suéters oversized, na segunda foto até as luvas estilo “Thriller” ganham espaço:

Na Flare, o colorblocking e o penteado no melhor estilo molhado apontam para a década:

A escolha de efeitos e materiais é forte na temporada, com destaque para brocados metalizados que foram comentados aqui “#LFW- Estampas metalizadas”:

E tapeçaria, que ganhou este post “#NYFW- O tipo de estampa da vez” é uma das maiores histórias do próximo Inverno. Aqui surge na Elle UK:

E na Vogue Inglesa, surge em estilo ingênuo no vestido Dolce & Gabbana usado por Lara Stone:

O crocodilo, que comentei neste post “Semana de alta costura Verão 2012- O material da vez”, ganha versão downtown cool, na Numero Tokyo:

Na Vogue Paris, alto luxo preto de Tom Ford:

O matelassê, que ganhou este post “(Micro) Trend alert- Clássico metalizado”, pode ganhar ar esportivo com o clima que permeia a temporada, esta foi a aposta da Vogue UK:

Na Vogue Paris é luxuoso, em veludo e na cor roxa by Burberry Prorsum:

Falando em roxo, comentei sobre a popularidade da cor para os próximos meses no post “Roxo e todas nuances para as próximas temporadas”, na Bazaar UK ele é ladylike e combinado com rosa:

Verde militar tem tudo a ver com o post “Inverno 2012- Uniformizadas”, a Bazaar UK criou um editorial incrível focando na cor:

Fechando com as pérolas barrocas da Balmain na Vogue Paris, elas ganham nova leitura como eu contei no post “Clássico revisitado- O novo apelo das pérolas”:

Qual tendência ou imagem vocês mais gostam?

Fotos: VogueParis, Zinio, Vogue.com, VogueUK, Elle.com

Deixe um comentário

Arquivado em Inspirações, Update das tendências

Trend watch- Semana de alta-costura.

Ano passado, o retorno triunfal de Azzedine Alaia às passarelas durante a alta-costura ganhou post aqui no site. Desta vez, na falta de Alaia, optei por comentar algumas tendências fortes que surgiram e que diferentemente dos vestidos (que custam até 200 mil dólares) todo mundo pode aderir:

Começando pelo degradê, que já havia aparecido timidamente no Inverno prêt-à-porter e surge com força. Minha proposta favorita foi da Givenchy, com uma apresentação sempre maravilhosa e nada óbvia, bem ao espírito no que a alta-costura deve ser (No final do post tem uma explicação sobre o que é a couture, como funciona…).

Também apostando neste efeito, Armani privé em tons de cinza e proposta similar e delicada na estréia de Raf Simons da Dior e na Chanel. O degradê é conquistado através de ricos bordados, resultado deslumbrante!

Algumas peças que já estão nas ruas, ganham espaço nobre: É o caso do cinto de metal espelhado, em versão dourada para Dior e prata na Chanel, upgrade de looks mais casuais e cool direto para o topo da moda com muita sofisticação:

O veludo preto é o mais popular entre os tecidos, sempre luxuoso apareceu em calças na Givenchy e na Armani (Calças apareceram muito na semana!) e em vestidos para Alexis Mabille e Chanel:

O patchwork surgiu absoluto nos primeiros looks do desfile da Chanel, lembram deste post: Será o retorno do Patchwork?

Na falta de Alaia, fecho o post com a minha imagem favorita da semana de alta-costura: Riccardo Tisci e sua visão sempre incrível da Givenchy.

 Explicando a Alta-costura: A alta-costura é o topo da moda. O nome é protegido e só podem desfilar nesta semana os membros da”Chambre de commerce et d´industrie de Paris”. Os desfiles que são verdadeiros shows, movimentam milhões para as marcas de luxo, não vendendo as peças apresentadas (apenas 2.000.00 mulheres no mundo tem acesso à alta-costura, e somente 200 são clientes regulares), mas pela publicidade gerada em razão das celebridades nas primeiras filas e, principalmente pelas roupas impecáveis. A alta-costura vende o conceito da marca, os melhores tecidos possíveis, bordados inimagináveis, tudo feito em perfeição e maestria. As peças são todas feitas sob-medida para a cliente que geralmente precisa fazer 3 provas de roupa até recebê-la. Os perfumes, maquiagens, acessórios como bolsas e sapatos que sustentam financeiramente estas grandes marcas, mas a “Couture” sustenta o sonho.

Fotos: Vogue.com

1 comentário

Arquivado em Fashion Week, Inspirações, Microtrend, Update das tendências