Arquivo da tag: Raf Simons

Alta-costura e um documentário imperdível.

lanuitvogueit3

A semana de alta-costura rolou em Julho, mas eu amo esperar e ver os vestidos deslumbrantes retratados em editoriais. Algumas versões das criações lindas da dupla por trás da Valentino, na Vogue Itália.

Vale ressaltar que o veludo volta cada vez mais forte na moda festa:

lanuitvogueit5

Acessórios complementando perfeitamente. Styling impecável:

lanuitvogueit2

Com mood dark e recortes:

lanuitvogueit

O lado negro perde o apelo romântico gótico dos looks acima e se volta para alfaiataria nas lentes de Nathaniel Goldberg para Numero.

Glamour na risca de giz da Givenchy:

lanuitnumero

Decotes profundos equilibram e emprestam sex-appeal:

lanuit3

Androginia na medida:

lanuit2

Esta temporada marcou o retorno da Saint Laurent à alta-costura, sem desfiles. Hedi Slimane optou por ressuscitar a etiqueta “Yves Saint Laurent” apenas sob encomenda para clientes selecionados:

sl2

As fotos foram realizadas na icônica sede da YSL na Rue de l´université, recentemente resgatada por Hedi. Com sucesso comercial inegável, Slimane mostra sua maestria e pensamento estratégico ao orquestrar cuidadosamente cada passo para a Saint Laurent sob seu comando. Quem ainda não leu, esta entrevista do diretor criativo é uma verdadeira aula de branding, clica para conferir, 

slcout

Raf Simons continua a encantar com sua direção na Dior. Fugindo do soturno, optou por looks com inspirações florais pouco óbvias e o toque artsy que é sua marca registrada desde os tempos de Jil Sander.

Entregando vestidos luminosos e lindamente femininos:

dior3

Meus favoritos foram os com as laterais abertas:

dior2

Programa obrigatório para qualquer apaixonado pelo mundo da moda ou com interesse em mercado de luxo, o doc “Dior & I” registra a entrada de Simons na Dior e o emocionante processo de criação da primeira coleção de couture assinada por ele na maison. Documentário imperdível, dirigido por Frédéric Tcheng (diretor do magnífico “Diana Vreelamd- The eye has to travel”, já dei a dica aqui, assistam please):

Explicando a Alta-costura: A alta-costura é o topo da moda. O nome é protegido e só podem desfilar nesta semana os membros da”Chambre de commerce et d´industrie de Paris”. Os desfiles que são verdadeiros shows, movimentam milhões para as marcas de luxo, não vendendo as peças apresentadas (apenas 2.000.00 mulheres no mundo tem acesso à alta-costura, e somente 200 são clientes regulares), mas pela publicidade gerada em razão das celebridades nas primeiras filas e, principalmente pelas roupas impecáveis. A alta-costura vende o conceito da marca, os melhores tecidos possíveis, bordados inimagináveis, tudo feito em perfeição e maestria. As peças são todas feitas sob-medida para a cliente que geralmente precisa fazer 3 provas de roupa até recebê-la. Os perfumes, maquiagens, acessórios como bolsas e sapatos que sustentam financeiramente estas grandes marcas, mas a “Couture” sustenta o sonho.

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Inspirações

Color watch- Roxo.

 

roxovmexico

O roxo já foi tema de post no site mais de uma vez. A verdade é que a cor combina com dias mais frios e é sempre uma boa opção para fugir dos escuros. O tom, mega outonal, retorna triunfante para a próxima temporada. Seus maiores entusiastas são Miuccia Prada e Raf Simons.

A Vogue México explorou bem o tom em seu editorial de capa. Em tecido acetinado ganha sex appeal e sofisticação, misturar texturas é sempre boa idéia:

roxovmexico

Notem que a cartela de cores segue a cartilha Inverno da Prada. O roxo é combinado principalmente com vermelho e amarelo:

roxovmexico2

O vestido Dior foi o escolhido para capa da Vogue Japão. Um lady-like moderno, mas garantindo a doçura através da combinação com rosa:

roxovtokyo

 

Também ganha espaço na Vogue Espanha, aqui em styling bem mais clean:

roxovspain

As revistas indie se identificaram. Olhem a cor na Violet (em casaco Prada). Em tempo, a modelo do editorial é a linda Dani Witt, gaúcha que já apareceu aqui no site em editorial com styling assinado por mim. Muito feliz de acompanhar o sucesso dela! A pantalona jeans e a blusa arco-íris emprestam um ar anos 70 à composição:

roxoviolet

 

Na System, recortes em vestido conceitual:

roxosystem

 

E Document com casaco de gamulã da Prada:

roxodocumentPara finalizar, o batom roxo pode ser alternativa. Aqui a edição americana da Allure sugere:

Storemags - Free Magazines Download in PDF for iPad/PC

Purple rain…

Fotos: Zinio, TFS.

 

Deixe um comentário

Arquivado em Color watch

Vontade do dia- Amarrações.

AMARRAÇÃO6

De Saint Laurent e a  Saharienne (aceitem, eu sempre vou achar uma desculpa para postar a icônica foto da Veruschska) às coleções de Tom Ford na era Gucci e YSL, eu sempre me encantei com peças com detalhes de amarrações. Esse ar, meio boêmio, tem tudo a ver com um lado de glamour despretensioso que tanto me atrai nas escolhas sartoriais.

No fim da década de 90, Tom Ford imperava com sua estética sexy poderosa com toques selvagens. Ainda pretendo adquirir alguma peça vintage das suas icônicas coleções na YSL:

AMARRAÇÃO5

E na era gótica da Gucci:

lacetomford

Peter Dundas cita Marianne Faithful e Anita Pallenberg como suas maiores musas, essa predileção pelo estilo 60´s groupie aparece muito bem em todas suas coleções na Pucci, No Verão 2011 e no Inverno 2012 alguns exemplos:

pucci

E claramente a inspiração continua, o vestido eleito de Poppy Delevingne para seu segundo casamento foi este delicado modelo, com estampa floral suave e discreta amarração no decote profundo:

amarraçãopucci

Chegando ao estilo lace-up da Isabel Marant, possivelmente a maior entusiasta para modelos de calças e shorts. Reparem que todos estes designers gostam de misturar referências étnicas com sensualidade, Marant opta pelo lado mais cool do detalhe:

AMARRAÇÃOMARANTHANDM

A calça virou hit imediato:

AMARRAÇÃO2

Em branco:

lace2

Raf Simons resgatou o lado esporte chic que as amarrações podem agregar, no Verão 2015 da Dior. Aqui em editorial da ID deste mês:

lacediorid

Mesmíssimo vestido usado por Charlize Theron na Vogue América de Junho/2014:

lacecharlize

A vontade do dia já está virando um “trend alert”. Na Vogue Paris de Junho, a amarração enfeita o body em tom blush:

vparis

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Inspirações, Update das tendências, Vontade do dia

De olho na tendência- Surrealismo.

sustelladamienhirst

O surrealismo foi um movimento artístico iniciado nos anos 20 que visava derrubar barreiras entre sonho e realidade. Objetos fora de contexto, cenas extraordinárias em cenários mundanos, tudo que a imaginação permitisse, por mais absurdo, sempre com o objetivo de dar voz ao inconsciente. Artistas visuais como Man Ray e sua fotografia, Salvador Dalí e sua arte, e Elsa Schiaparelli na moda foram alguns dos seus principais expoentes.

Há mais de um ano, Albez Elbaz introduziu um clima surreal à sua coleção de Inverno da Lanvin. Desde que Raf Simons assumiu na Dior, ele também tem investido em toques surrealistas para enriquecer suas criações. A última coleção trazia desde o cenário até acessórios e peças com ilustrações de Andy Warhol com o mood:

sudior

Close-up Lady Dior em versão surrealista:

sudior2

Stella McCartney se uniu à Damien Hirst para criar ilustrações para seus vestidos Resort 2014. O resultado abre o post e também pode ser conferido abaixo. A boca, uma das marcas registradas de Dali, surge como destaque na peça:

sustella

Phoebe Philo sempre tenta inovar na Céline e no Verão 2014, o sapato tem formato e ilustração de pés, inclusive com unhas pintadas:

suceline

Na Balenciaga, galhos de árvore substituem as fivelas da sandália:

subal

A dupla Humberto e Carol da Kenzo criaram padronagem de olhos para substituir a mega bem-sucedida estampa de tigre da última temporada.

sukenzo2

Casacos, mantas, bolsas, tudo ganhou versão “eye”:

sukenzosu3

Até a campanha da marca mergulhou fundo na proposta:

sukenzo

Já comentei aqui que moletom vai ser a peça fetiche do próximo Inverno, e a Italiana MGSM investiu na colaboração com Toilet Paper. Adorei a estampa do primeiro:

ms2

ms3

A designer de jóias Delfina Delettrez sempre flertou com o surrealismo em suas jóias e ficou conhecida por usar shapes de insetos, nesta temporada ela investiu definitivamente na influência:

delfina

O short film feito especialmente para seu Inverno 2014 não deixa dúvidas da referência:

Momento surreal…

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Acessórios, Inspirações, Minimal vs. Maximal, Trend alert

Trend watch- Semana de alta-costura Inverno 2013/14.

elie

Chegou ao fim a temporada de alta-costura Inverno 2013-14. Separei as tendências que mais apareceram nas coleções e os vestidos mais lindos. Uma das tradições da couture é a noiva que encerra o desfile, quem abre o post é a minha favorita: A impecável versão de Elie Saab.

Ausência sentida na temporada foi a da Givenchy, que mais uma vez optou por não apresentar coleção nova de alta-costura.

Abrindo com Chanel, que na falta dos vestidos elaborados cheios de tecido e cauda, apostou no tweed luxuoso, no mix de brilhos e no cuidado extremo com cada detalhe. Moderno e irresistível! Vale observar os cintos bem largos, presentes em praticamente em todos os looks (eu já tinha adiantado essa moda aqui no post “De olho na tendência- cinto largo”) e nas botas cuissarde extra longas.

O tweed foi material hit, surgiu também na Valentino e na Ulyana Sergeenko.

hautechanel

A Armani Privé investiu em vestidos leves, transparências e tons claros. Clima bem etéreo e influência das décadas de 20 e 30:

hautearmaniprive

Tons claros também foram a aposta de Giambattista Valli. O comprimento mullet, odiado por muitos, deve continuar. Surgiu na Valentino, Dior e em algumas coleções Resort como da Saint Laurent:

hautegiamba

Raf Simons dividiu a apresentação  da Dior em quatro inspirações: Ásia, África, América e Europa. Em comum, a cintura marcada por cinto mais fino:

hautedior

A Valentino surpreendeu com coleção levemente folclórica com tecidos mais pesados e contrapontos interessantes. O tweed e a tapeçaria, dividiram espaço com renda e materiais leves. Bordados ricos completaram.

Vestidos com bolsos foram absolutos na temporada e já tinham surgido nas últimas coleções. Detalhe elegante e prático. Só é preciso cuidar para não adicionar muito volume na saia, aumentando visualmente a silhueta.

hautevalentino

Tons mais fechados fizeram sucesso. Assim como clássicos da couture: Brilhos e bordados não devem faltar nos vestidos mais elaborados. Elie Saab é o rei do glamour na alta-costura e não desapontou. Tecidos mais encorpados dividiram espaço com a renda e caimento incrível com saia mais volumosa:

hauteelie

 O verde esmeralda é ótima opção para vestidos de festa e costuma ficar bem em todo mundo:

hauteelie2

Para fechar, o look com capa da Vionnet. Alternativa muito boa para quem quer disfarçar os braços. A capa também apareceu na Valentino, Elie Saab e Giambattista Valli. Entre as cores mais populares, o bordô e o azul noite merecem atenção especial:

hautevionnet

Explicando a Alta-costura: A alta-costura é o topo da moda. O nome é protegido e só podem desfilar nesta semana os membros da”Chambre de commerce et d´industrie de Paris”. Os desfiles que são verdadeiros shows, movimentam milhões para as marcas de luxo, não vendendo as peças apresentadas (apenas 2.000.00 mulheres no mundo tem acesso à alta-costura, e somente 200 são clientes regulares), mas pela publicidade gerada em razão das celebridades nas primeiras filas e, principalmente pelas roupas impecáveis. A alta-costura vende o conceito da marca, os melhores tecidos possíveis, bordados inimagináveis, tudo feito em perfeição e maestria. As peças são todas feitas sob-medida para a cliente que geralmente precisa fazer 3 provas de roupa até recebê-la. Os perfumes, maquiagens, acessórios como bolsas e sapatos que sustentam financeiramente estas grandes marcas, mas a “Couture” sustenta o sonho.

Fotos: Vogue.com

2 Comentários

Arquivado em Fashion Week, Inspirações

Trend watch bolsas- Tons cítricos.

bright4

Quando andava apaixonada pelo modelo “2Jour” da Fendi, tinha decidido que ia investir no tom amarelo. Sem nenhuma razão especial, só achei que precisava de uma bolsa no tom. No final, acabei optando por outro modelo e em outro tom, mas segui com a tal da bolsa amarela na cabeça. Observando o (re) lançamento do clássico modelo Noé da Louis Vuitton, agora em tamanho BB, notei que a marca optou pelo monograma clássico, variações do P&B, azul cobalto e amarela. Não por acaso, a minha favorita. O shape “saco” da bolsa deve ser familiar, já que era a maior febre dos anos 90 juntamente com as mochilinhas. O revival da década segue firme e o formato da bolsa acompanha.

A outra aposta da Vuitton para 2013, também aparece no tom. Desta vez, mirando em uma mulher mais clássica.

bright2

Observando os principais lançamentos da temporada, constatei que os tons cítricos prometem dominar 2013.

Amarela ou alaranjada parece ser escolha infalível. O editorial da Vogue Holandesa com Erin Wasson traz duas opções:

yellvnetherlands

Ou laranja mais queimado na Constance da Hermès. Aliás, vale observar como o laranja complementa perfeitamente o verde militar, para apostar já.

yellvnetherlands2

A Proenza Schouler PS11 vai de verde python (estampa de cobra é a eleita do próximo Verão) ao laranja, novamente com aspecto queimado:

proenza

O novo modelo da Céline, chamado Blade foi apresentado em tom alaranjado. A bolsa super funcional, traz opções de alças diferentes em couro ou corrente, além de poder ser usada como clutch:

celineblade

No Resort 2013, a Dior uniu os tons em um resultado que é a cara da estação quente no degradê cítrico:

dior

Looks ficam mais interessantes quando os acessórios com cor entram no mix:

dior2

Neon  não fica de fora, a Céline lança sua ‘Trio” na opção amarelo vibrante:

celine1

Quem definitivamente não quer apostar nos cítricos, fique tranquilo, a preferência passa pelo pink e azul  também. O laranja é marca registrada da Hermès, e a outra opção para o modelo Kelly Lakis é a bicolor em azul e rosa:

hermeskellylakis

No Resort da AKRIS, o azul cobalto é combinado com a bolsa pink. Vale apostar no combo azul + pink quando as temperaturas voltarem a subir:

akris

Novas cores da Constance da Hermès com variações de azul:

hermes

Chanel também aposta no azul com acabamento luxuoso para seu Resort apresentado no início do mês:

CHANEL

E mais uma variação da Céline Trio, desta vez com pink e marrom:

celine2

Em tempo, para o Resort 2013 o pink invade. Raf Simons na Dior:

dior8

Assim como Oscar de la Renta comprovam:

oscar2

Looks mais coloridos para 2013.

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Acessórios, Inspirações, Minimal vs. Maximal, Trend alert

Trend watch- Na cabeça.

sl

Ando prestando muita atenção na cabeça. Explico, tenho gostado demais de enfeites de cabeça. Aqui no site já rolou um adaptando a tendência com chapéus, lembram?

O responsável: Aqui o objeto do meu fascínio. O modelo apresentado por Hedi Slimane no Verão 2013/14 da Saint Laurent (aliás, tenho bastante para falar sobre a nova fase da marca!):

SAINT LAURENT PARIS

 

A estética super anos 70, inspirada na vida de Slimane em Los Angeles com tempero rock´n´roll é exatamente o que me agrada e desde que vi o desfile, penso muito em chapéus. Neste especialmente. Aqui Miranda Kerr, musa, na nova edição da revista Purple encarnando perfeitamente a nova mulher da maison:

miranda

Stella McCartney surgiu linda de peplum e headpiece para receber seu OBE. Provando que a ênfase na cabeça pode ser adaptada a todos os gostos. Esse estilo, mais anos 40, é perfeito para uma mulher clássica. Os fascinators se propularizaram muito pelo mundo graças a Kate Middleton. Na minha opinião, Stella utilizou o acessório de maneira impecável:

head3

Raf Simons apostou no mesmo estilo para sua coleção couture na dior e Jennifer Lawrence aparece com look na campanha atual da marca:

head1

Assim como a Maison Michel, que aposta na renda como cobertura perfeita para deixar o rosto misterioso e delicado:

head2

Como já comentei aqui, quando viajo para pesquisar tendências, além das lojas e ruas, priorizo exposições e museus para entender quais as grandes histórias da temporada. Desta vez, fui surpreendida pela exposição sobre Miliners na minha antiga faculdade, a London College of Fashion. Peças direto da London, New York e Paris fashion week acompanhadas do look completo. Provando que o acessório é uma bela arma no styling para comunicar sua mensagem (e enfeitar).

Hanna Marshal para House of Flora, o modelo incrível imita uma peruca. Tudo a ver com a moda irreverente e influenciada por histórias em quadrinhos que será forte no Verão:

hat4

Leve influência oriental para Yiqing Yin em sua alta-costura de Inverno 2012:

hat6

Essa, de Stephen Jones para Giles Deacon SS09, é uma das minhas favoritas:

hat1

O talento de Phillip Meech para a Primavera/Verão de Lara Jensen, todinha de rosas,  e o sempre genial Philip Treacy em versão futurista para Gareth Pugh:

hat9

Assim como a promessa Katsuya Kamo com sua silver head para Junya Watanabe SS13:

hat10

Muita inspiração para pensar “fora da caixa” e ousar um pouquinho…

Fotos: Roberta Weber e reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Acessórios, Como usar?, Inspirações, Londres