Arquivo da tag: Ralph Lauren

#NYFW- Drops Verão 2015.

ny1

A semana de moda de NY chegou ao fim, finalizando assim a primeira “perna” da temporada de Verão 2015 do hemisfério Norte. Influência sportswear, anos 90 (do minimalismo ao clubber), comprimentos midi, utilitarismo e uma cartela de cores não tão colorida, priorizando neutros, terrosos e tons fechados como azul petróleo e vinho foram marcantes. Uma sensualidade velada, com muitas transparências e os shapes bodycons também merecem menção.

A foto que abre o post traz o exército 60´s de Marc Jacobs. Adorei os vestidos longos com essa vibe.

Alexander Wang realizou meu desfile favorito da #NYFW, na primeira parte. A segunda, com estampas, me remeteu ao trabalho de Peter Pilotto e não amei. Mas a primeira parte, com referências atléticas, foi uma bela volta à forma do estilista:

ny10

A elegância austera da The Row me encanta, cartela em tons suaves, fendas e amarrações garantiram sofisticação em nível máximo:

ny11

As flores de Michael Kors: Com um desfile repleto de estampas florais, Kors encantou principalmente pelas saias midi com flores aplicadas. Adorei o combo de saia amarela transparente com cinto caramelo e camisa azul oxford mais alongada. Aliás, um truque de styling que promete é de usar saias transparentes com blazer e camisas mais longas.

ny12

A cartela de cores e a silhueta de Francisco Costa na Calvin Klein collection. O comprimento de calça mais fresh será este modelo cropped e mais largo (quem quiser aderir com mais facilidade deve apostar no salto):

ny2

O glamour utilitário de Ralph Lauren. Tons de khaki, bolsos e verde oliva misturados com laranja e amarelo criaram efeito pouco óbvio. Destaque para as pedrarias que emprestaram toques de luz aos looks:

ny3

Rachel Zoe apresentou um vestido longo de renda que seria um belíssimo vestido de casamento. Também adorei o macacão estilo smoking com detalhe de cinto com tassel:

ny4

As franjas de Proenza Schouler. Sem nenhum ranço western em versão fresh:

ny5

As obras de arte da Delpozo: Shapes arquitetônicos, vestidos que pareciam flutuar e muita leveza:

ny6

O styling sempre esperto da J.Crew:  Estilo boyish que fica super feminino quando usado com sandálias delicadas. A mistura interessante de listras e a combinação de azul petróleo com laraja.

ny7

O duvidoso, mas irresitível Verão da Rodarte. Sei que esta será polêmica, mas amei as parkas, as calças skinny de cintura alta (muito presentes na temporada), os óculos em colaboração com Oliver Peoples, os cintos e o truque de styling da sandália amarrada por cima da calça:

ny8

O Verão sexy de Altuzarra emprestando novos ares às estampas geométricas. Vichy (DVF também aposta neste tipo de quadriculado) e listras com sex appeal:

ny9

Casamento perfeito entre a Versus (marca jovem da Versace) e o genial Antony Vacarello, melhor impossível. Sou fã de longa data de Vacarello, lembram deste post de 2011 “Nome para guardar- Anthony Vacarello”?

ny0

 

Esta semana eu volto para falar da #LFW.

Fotos: Vogue.com.

Deixe um comentário

Arquivado em Fashion Week, NY

Inverno 2014: Peças para atualizar o look já.

gamula3

Outono chegou oficialmente e com ele a expectativa de dias frios. Busquei nas coleções Pre-fall 2014 as peças mais relevantes para atualizar os looks de Inverno. Lembrando que muitas vezes já temos tudo no armário, é só procurar. Também é importante que cada um avalie o que combina com seu estilo, nada a ver usar todas as tendências ao mesmo tempo quando elas não combinam com a gente. Vamos começar?

1) No Sul o frio impera durante os meses de Inverno, neste caso, os casacos se tornam nossos melhores amigos. O modelo mais a cara da temporada é o gamulã, se você faz o tipo calorento, dá para optar por um colete revestido. Quentinho e prático para usar com sobreposições:

gamula2

Stella McCartney e Chloé:

blanket2

2) Gamulã não agrada seu gosto? O blanket coat, casaco tipo manta é lindo e empresta um ar despretensioso e elegante. A Chloé é a responsável pelo hit graças à sua coleção Pre-fall 2014:

blanket

Balenciaga e Gucci:

casaco

3) Casaco Toggle, com influência preppy é um clássico dos anos 60 e adorado por fashion girls como Alexa Chung e Olivia Palermo, o capuz torna a opção ainda mais prática:

toggle

3.1 Phillip Lim e Preen:

slouch

4) Calça oversized ou modelo pantalona, para quem nunca se acostumou com as skinnies, agora é a hora de retornar aos modelos mais amplos. Super confortáveis, o modelo em couro empresta charme:

slouch4

Proenza Schouler e Valentino:

CULOTE2

5) Seguindo na silhueta larga, a calça pantalona cropped ou culotte é polêmica, mas ótima para fugir do óbvio. O comprimento mais curto é fácil de aderir:

culote

Burberry Prorsum e Balmain:

slit

6) Saia com fenda: As minis entraram de férias e os comprimentos longos (em particular o midi) estão em evidência. Para o look não ficar muito sem graça, a fenda é o detalhe perfeito. No auge do frio dá para combinar com botas de cano longo ou acima do joelho:

slit2

Jason Wu e Ralph Lauren:

blusão

7) Um suéter simples em tom neutro para combinar com peças mais luxuosas ou delicadas, uma forma de aderir ao grunge versão 2014: O resultado pode ser moderno ou romântico.

sweater2

Dior e McQ

tartan

8) Xadrez é a estampa da temporada, a idéia é combinar mais de uma padronagem de tartan para atualizar a proposta:

plaid3

Aguardando os dias frios com guarda-roupa atualizado…

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Adaptando a tendência, Como usar?, Inspirações, Update das tendências

Imagens da semana: O retorno do glamour “old-school”…

Esta semana duas das principais Vogues lançaram suas capas para Outubro, em comum vestidos de festa deslumbrantes com brilho, ajustados ao corpo acompanhados de beleza com  alto glamour com direito a sobrancelhas marcadas e batom vermelho.

O glamour da antiga Hollywod dos anos 20, 30, 40 e 50 ressurge com força na moda para as próximas temporadas.

Na Vogue Paris, a modelo Sasha P. parece  uma das divas dos anos 30 (passando por Versace anos 90)  com toque futurista da época em vestido Versace e olhar desafiador.

Na Vogue América, a atriz Michelle William encarna, em estilo anos 50 com muito glamour (de vestido Oscar de la Renta), a atriz Marilyn Monroe, ícone que ela interpreta no filme “My week with Marilyn”.

Este glamour um pouco decadente da icônica atriz dos anos 50 remete às obras de F. Scott Fitzgerald, autor de livros como “Belos e malditos” e “O Grande gatsby”. Fitzgerald é um dos grandes nomes da Paris de 1920 que aparece no filme de Woody Allen “Meia-noite em Paris”, e  Baz Luhrman prepara sua versão para “Gatsby” estrelado por Leonardo DiCaprio com previsão para o ano que vem.

E a década que ressurge no Verão 2012 do hemisfério Norte (influenciados talvez?)  é a de 20, com suas “flapper girls” vestidos de cintura caída, brilhos, franjas longas e uma sensualidade muito sofisticada. Requintes luxuosos como bordados, plumas e brilhos são característicos da época, assim como vestidos de cetim e seda de corte simples e alças fina, os “slips”, também aparecem com frequência em cores neutras e apelo minimalista.

Ao invés da make usual e batom forte, a maneira mais moderna de usar os looks inspirados nos anos 20 é com rosto bem iluminado com make suave.

Ralph lauren traz os anos 20 no DNA da marca juntamente com “Americana”, sutileza no vestido slip arrematado com estola e poucos acessórios, ou no maravilhoso vestido bordado com plumas na barra.

Brilhos e shape ultra feminino na L´Wren Scott  e franjas na Marchesa:

Philosophy di Aberta Ferreti com um vestido em shape clássico “slip”, mas com brilhos discretos tornando-o ainda mais especial. Já na passarela de Jenny Packham o tom pastel é valorizado com o bordado em dourado:

Silhueta anos 20 com renda: Nos vestidos black da Imitation of Christ com comprimento midi e brilhos e na passarela de Zac Posen, longo nude com transparência:

Fotos: Style.com, StoreMags.

8 Comentários

Arquivado em Inspirações, NY, Trend alert

A influência oriental na moda e a interpretação das marcas fast fashion:

A tendência oriental ressurgiu com força na última temporada Primavera/Verão. Marcas como Louis Vuitton, Haider Ackermann, Dries Van Noten, investiram pesado utilizando de estampas típicas (como flores, em especial orquídeas), tecidos acetinados, cinturas marcadas por cinto obi, mistura de estampas, plataformas…

No Outono/Inverno marcas tradicionais apostaram na tendência como Armani, Ralph Lauren e Giambattista Valli.  A cantora Inglesa Florence Welch estrela a capa da nova Vogue Japão, de blazer tuxedo da coleção Ralph Lauren Outono/Inverno 2011-12:

E continua em editorias como estes da Vogue Alemã e Francesa:

As marcas fast fashion estão permanentemente traduzindo as tendências das passarelas tornado-as acessíveis e fáceis de usar no dia-a-dia. Apesar da coleção Outono/Inverno da Zara trazer peças mais literais da influência asiática, a maneira favorita de aderir foi através dos kimonos: Respeitando o modelo normal ele vem em estampas diversas (não somente as asiáticas). Aparecem também mais longos quase como capas, transparentes, com texturas, franjas, bordados e principalmente em looks de influência Boho, anos 70 e estilo moda festival, deixando-o bem casual e despretensioso. Foi o cover-up preferido das meninas do Hemisfério Norte neste Verão, combinado com o onipresente short jeans e bastante acessórios como colares longos e muitas pulseiras.

Os mais longos e transparentes:

Fica lindo colorido também:


Embarcando na onda anos 70 e já na sua coleção de Inverno, a Topshop sugere o uso do kimono em looks com comprimento maxi, sobreposições, e investe nos kimonos com estampas tribais ou tie-dye, fugindo do óbvio (Desculpem a qualidade das fotos, não é permitido fotografar dentro da loja, portanto apelei para o celular):

Na H&M duas versões: com flores digitalizadas e mais delicada, e na pegada anos 70 com lurex e franjas:

Na Zara com o shape clássico e estampa também:

Disponível também na Asos já em versão outonal e na Nasty Gal ainda em clima de Verão:

Perfeito para “quebrar” um look de proporções ajustadas demais, deixando-o mais interessante e moderno (e menos apelativo), ou para adicionar um toque especial à looks mais básicos, aderir à moda anos 70…

Fotos: Reprodução Vogue Nippon/Vogue Paris/Vogue Deutsch, LouisVuitton, StockholmStreetStyle, Lookbook.nu, Asos, NastyGal, Roberta Weber.

2 Comentários

Arquivado em Como usar?, Inspirações, NY, Trend alert

E o animal print continua imbatível…

As estampas de bicho realmente não vão a lugar nenhum. A cobra é a “novidade” da temporada, e eu aposto no retorno da zebra, mas claro, que a favorita segue sendo a onça (em várias padronagens). É tantas opções e em tanta quantidade que até fiz aquele post “Refresh na oncinha”. A verdade é que este tipo de estampa já se tornou um clássico, e não haverá descanso no próximo Outono/Inverno. A maneira preferida de usá-las ainda é nos acessórios.

Christian Louboutin dedicou toda sua vitrine:

E Giuseppe Zanotti também:

Bota Alaia, com amarração, estilo mais urbano e cool:

Galochas Dolce & Gabbana, bem mais casuais (a estampa que dá o diferencial):

Alexander McQueen traz a versão “lady-like”  da onça:

A Miu Miu aderiu nos Oxfords da nova coleção:

Nas bolsas também aparece para estilos bem diferentes:

Na Mochila do Pierre Hardy (mochilas realmente voltaram):

E na bolsa estruturada de Reed Krakoff:

Ralph Lauren e a estampa de cobra, a outra queridinha do Inverno daqui:

Jimmy Choo também vai de snakeskin:

Nas peças de roupa também segue absoluta. YSL vai na onça clássica combinada com metálicos:

Nas Fast fashion, a vitrine da Topshop com a coleção de Outono/Inverno confirma a preferência por oncinha (se em P&B melhor ainda).

PS: Estes dias andam muito corridos e não tenho tido tempo de atualizar o site com textos mais elaborados. Optei por seguir atualizando com pequenos posts com várias fotos, mas prometo que logo voltará ao normal.

Fotos: Roberta Weber, Net-a-porter.

6 Comentários

Arquivado em Trend alert

A moda festival na versão das marcas de luxo: “Americana”.

Quando eu mostrei aqui a aposta das fast-fashion na moda festival, surgiu a pergunta: E as marcas de luxo também apostam? Sim, mas é uma versão mais sofisticada e clean que tem nome:  “Americana”. A grafia é esta mesma em inglês e remete à filmes faroeste com cowboys e índios, a à todo universo folclórico Americano. O que eu quero dizer com isso? Muito jeans, franjas, couro em tons terrosos, estampas navajo, penas, chápeus…

Uma marca que tem esta imagem como marca registrada (e foi possivelmente a pioneira) é a Ralph Lauren, seus trabalhos com jeans, camurça, franja e pedras turquesa aparecem sempre. Está no DNA, que aliás remete à aquele papo deste post aqui. As vitrines da marca na flagship da Madison Avenue estão tomadas pela moda “Americana” misturada com itens luxuosos, como este manteau navajo com vestido de cetim anos 20.

Combinar a este tendência com peças metálicas é aposta certeira para a próxima temporada, ganhando ar chique e mais autêntico.

No desfile Outono/Inverno 2011 da Balmain a idéia foi a mesma, mas bem mais exagerada e quase futurista.

Nesta temporada quem carrega a bandeira Americana é a Francesa (!) Isabel Marant, a estilista que tem sua marca há mais de 15 anos caiu nas graças do público recentemente e trouxe esta tendência para sua coleção de Outono Inverno. Proenza Schouler (até PS1 com estampa navajo anda rolando), Balmain (de maneira mais tímida, misturada com futurismo e glam rock), Pucci, Rag &Bone e Rodarte também usam da inspiração.

Uma das febres do próximo inverno, o poncho, é um item direto da moda “Americana”, mas ganha update em versões de Nylon ou tweed com styling já rumando para um sportswear de luxo.

Botas cowboy ou com franjas (como as da Isabel Marant e Balmain), acessórios com turquesa, jeans branco, sandálias estilo tribal, bordados com miçanga, acessórios com pena..

Na coleção Isabel Marant além das botas,brincos, bolsas, pulseira e colares, todos aparecem carregados desta tendência.

Colar Isabel Marant, mais que statement!

Nas bolsas da Proenza & Schouler e da See by Chloé.

E nas botas do Nicholas Kirkwood para o desfile da Rodarte Outono/Inverno 2011.

Em editorial de Outono/Inverno 2011 da Vogue Paris de Agosto:

E nas ruas em versão masculina:

E feminina interpretada pela editora chefe da Vogue Paris, Emmanuelle Alt:

E na novíssima campanha de Inverno Proenza & Schouler, “Americana”  muito sofisticada e moderna.

Eu particularmente amo esta moda (meu fraco é qualquer coisa com franjas!) e espero que continue bem forte…

 

Fotos: Vogue it, Elle US, Jak& Jil, Stockholm street style, Roberta Weber.

11 Comentários

Arquivado em Trend alert