Arquivo da tag: Resort

(Micro) trend alert- Bolsas “Biker”.

biker

A jqueta de couro com corte biker ou perfecto é um ícone da moda desde James Dean. Item obrigatório no guarda-roupa masculino e feminino, o clássico anda vivendo um momento de mais destaque ainda. Agora surge de referência (literal em alguns casos) para as bolsas de 2014.

Variações surgiram na campanha Resort da Miu Miu, bicolores e com os característicos zípers tem cara old-school. A combinação de tons vibrantes torna o modelo irreverente:

miu2

O modelo Nappa biker bag surge em preto, mais atemporal e usável:

miu5

Nas ruas, a bolsa já virou hit:

miu4

A Rider, lançamento de Hedi Slimana na Saint Laurent, vem em formato bucket ou saco e também como mochila. Minha favorita absoluta, já virou desejo imediato:

rider4

A novidade também aparece em opção vermelha:

rider2

Já o recente anúncio de Jeremy Scott na liderança da Moschino trouxe novidades fresh para a marca. A primeira coleção na temporada Pre-fall traz o modelo perfecto com logo Moschino, bem 80´s:

moschino

Literais e divertidas. Vale destacar que o vermelho retorna com força nos acessórios:

moschino2

Qual delas vocês preferem?

Fotos: Reprodução, Saint Laurent, Examiner, Instagram, Vogue.com.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Acessórios

(Micro)Trend alert- Um ombro só.

Cortes assimétricos são hit na moda já há algumas temporadas, o efeito mullet nas peças anda super popular, assim como a influência sportwear.  O corte de um ombro só já teve seus dias gloriosos e estava esquecido nas últimas temporadas.

A foto que abre o post é de um look da Givenchy de 2008, até hoje uma das minhas coleções favoritas de Riccardo Tisci.  Esta semana, assisti a palestra de Verão 2013 da WGSN durante a Pure London, entre as macro tendências anunciadas pelo bureau está a “Idiomatic”, um caldeirão de referências com influências étnicas, tons terrosos, prints, camurça e couro, bem ao estilo gypset. Entre as peças-chave, estavam blusas de um ombro só.

Dando uma segunda olhada nas coleções Resort, conclui que o corte será fortíssimo e é uma ótima maneira de atualizar o look de forma simples. Rola para todos os estilos…

Minimalista e monocromático para Givenchy e Costume National, reparem na sandália gladiadora que surge nos dois looks, também a ver com a tendência Idiomatic:

Na Louis Vuitton, a influência é 70´s e a era disco, proposta para o dia e com muito glamour para a noite:

Recortes combinam com a moda esportiva e ganham apelo sexy nas mãos de Max Azria na Hervé Leger:

Ombro só é um clássico para looks de festa e na temporada Resort não faltam opções: Carlos Miele aposta no branco, Giambattista Valli no vermelho, Carolina Herrera vai de poá e Oscar de la Renta ousa com tecido metalizado e cintura marcada:

O efeito também pode ser alcançado de outras maneiras: Na Chloé, o ombro caído de um lado dá a impressão (ótimo truque para fazer com blusas de gola mais aberta), Erin Fetherston brincou com tule transparente e também sugeriu a idéia:

 

Vocês gostam?

Fotos: Vogue.com, Jak&Jil.

2 Comentários

Arquivado em Microtrend

Favoritos- Rag & Bone.

Começando muito bem a tag “Favoritos”, com uma das minhas marcas preferidas para “vida real”. A Rag & Bone foi iniciada em NY em 2002 e obteve sucesso primeiramente com sua linha masculina. Criada por dois homens, Marcus Wainwright e David Neville, é especialista em roupas “for people to have a good time in”, sem pretensões, bela alfaiataria e com um twist no estilo atemporal.

O Resort 2013 entrega produtos adequados para o consumidor final: Como as coleções Resort (pré-primavera) chegam ao hemisfério Norte em Novembro, a coleção é desenvolvida pensando nas temperaturas negativas enfrentadas pelas clientes durante os meses finais e iniciais do ano.

Uma cartela de cores de azul, preto, verde militar e dourado, arrematada por estampas de flores meio outonais, todos looks fáceis de transportar para a vida real:

A coleção de Inverno, conta com campanha estrelada por Kate Moss nas ruas de Londres, além de terra natal dos estilistas, a Rag & Bone acaba de abrir sua flagship na capital Inglesa, nada melhor que Kate para representar a cidade e o estilo da marca:

Tapeçaria foi o carro-chefe do Inverno, assim como muitas sobreposições e toques metalizados. Camadas impedem que até as fãs mais friorentas reclamem, mas sem perder o estilo:

Junto com a J.Brand, a marca fabrica o melhor jeans do mundo, na minha opinião. Com o nome de Rag & Bone /JEAN, a divisão da marca especializada em denim cria modelos clássicos em vários cortes diferentes (skinny, cropped, bell bottom, flare, etc) e sempre inova com modelos de acordo com a tendência da temporada.

O modelo com a listra lateral, estilo tracking pant, é o queridinho do momento:

Para o Outono/Inverno, a marca lança o modelo bordado em estilo étnico, ótimo substituto para o modelo Renell da Isabel Marant:

As campanhas DIY da Rag & Bone /JEAN são um caso à parte: Eles entregam as peças para a convidada, que deve fotografá-las da maneira que preferir e combiná-las com suas próprias peças. Entre as eleitas: Lily Aldridge, Carolyn Murphy, Miranda Kerr, Karolina Kurkova…

Alguns dos meus resultados favoritos:

Hanneli Mustaparta em Paris com creeper da Prada:

Carolyn Murphy:

Miranda Kerr:

Se encontrarem Rag & Bone por aí, não deixem de conferir!

Fotos: Rag&Bone, Net-a-porter, Vogue.com

Deixe um comentário

Arquivado em Londres, name to watch, Perfil

Roxo e todas suas nuances para as próximas temporadas.

Ano passado, durante os meses que passei em Nova Iorque, contei que a cor do Outono/Inverno seria o roxo. De fato, a cor era muito popular, mas em opções mais comportadas como combinado com p&b ou em looks monocromáticos. Agora, as opções são inúmeras, passando por todas as nuances da cor, indo do lilás ao violeta, até o roxo fechado e sofisticado. As maneiras mais atuais de usar a cor? Em tecidos com brilho ou combinado com vermelho! Para o Verão, aposte no pastel blocking, combinando o lilás com outros tons pastel.

Lendo as publicações internacionais do mês, prestei atenção nas campanhas de Outono/Inverno que acabaram de sair. Muitas contendo o roxo. A Vogue UK também identificou a tendência para o próximo Inverno:

Tons como roxo combinam muito com estações frias e uma moda mais sóbria. Mas os estilistas não pretendem deixá-lo apenas para o frio, nas coleções Resort o violeta surgiu forte e com brilho no longo de Zac Posen e no combo moderno de Markus Lupfer:

Nos detalhes ele também ganha destaque: Reparem no clog da Louis Vuitton, em opção de tom fechado, e nos detalhes em lilás da coleção de Pedro Lourenço. Tons pastel são aposta para o Verão, e o lilás é uma ótima alternativa para aderir!

O roxo em seu tom forte e vibrante, aparece no Inverno 60´s da Prada e no da Givenchy, na foto que abre o post.

Passando aos tons esmaecidos, como sugere a Balenciaga (aqui em editorial da Elle Americana),unindo as duas apostas mais fortes para usá-lo: Com brilho e combinado com vermelho.

Tons terrosos e neutros são os eleitos do Inverno excêntrico e luxuoso da Louis Vuitton, observem ao fundo a proposta em violeta e lilás com toque de brilho:

Combinado em estampas ao estilo psicodélico ele é absoluto na temporada (Notem na combinação vermelho + roxo novamente):

Na Glamour UK, a versão do terninho com apelo anos 70 (O loafer de salto da Miu Miu se estabelece como o sapato mais desejado da estação):

Nos acessórios, o tom favorito é o violeta: Na bolsa de crocodilo da Bottega Veneta, bem lady-like, e no sapato com aplicação da Pucci:

Nas ruas também já aparece, mas ainda tímido. As calças coloridas andam populares há algum tempo, uma skinny lilás ajuda a atualizar o look para o Verão:

Uma bolsa estruturada é ótima aquisição para a próxima estação, se for em lilás, melhor ainda…

No Inverno, o colorblocking Invernal é ótima idéia, reparem como a cor funciona com tom queimado:

Roxo denota luxo, as extravagantes podem combiná-lo com preto e algum acessório metalizado, criando uma cartela sofisticada com peças ousadas:

Para fechar, quem me conhece sabe da minha profunda admiração por Carine Roitfeld, que lança sua revista CR ainda este ano. A primeira foto de preview foi divulgada e olhem só a escolha de cores: Violeta com acessórios em vermelho.

Se até a Carine aposta…

Fotos: Vogue.com, Glamour, Louis Vuitton, Balenciaga, Givenchy, StockholmStreetStyle, Style.com, VanessaJackman, ElleUS, VogueUK.

2 Comentários

Arquivado em Acessórios, Como usar?, Inspirações, Microtrend, Minimal vs. Maximal, Trend alert

Inspirações em pink.

Eu nunca fui muito fã de rosa (mãe, pode me corrigir se eu estiver mentindo), mas desde que eu consigo lembrar, a cor nunca foi muito popular entre as minhas preferências. O fato é que, nos últimos tempos, tenho me pegado sempre indo em direção ao rosa quando entro em qualquer loja, e busco no meu armário (inutilmente) peças no tom.

Ainda estou em fase de adaptação, e apesar de gostar visualmente do look que abre o post- Rosa bem pink! A maneira que pretendo inserir o tom nos meus looks é através de uma calça rosa clarinha, como a Isabel Marant fez há algumas temporadas, lembram?

Em meio a tanto encantamento, percebi que a cor realmente anda forte (Uma variação do rosa “honeysuckle”, foi cor da Pantone ano passado), aparecendo muito nas coleções Resort e na semana de alta-costura que acabou de terminar, sem contar nos editoriais…

Muito se falou sobre a estréia de Raf Simons na Dior, cheguei a escrever um post sobre isso (Para quem não sabe, trabalhei para a marca Jil Sander em Londres, quando Raf era o estilista), mas resolvi guardar para o prêt-à-porter. Sobre a coleção de alta-costura, eu achei moderna na medida sem esquecer da história de Christian Dior. Esse foi meu look favorito da coleção, já contei aqui sobre a volta dos vestidos por cima de calças. O look pink com preto + batom laranja elétrico ficou deslumbrante:

No resort a cor foi unanimidade, surgindo em todas coleções. Tom mais claro e sofisticado na Fendi, na Versace o apelo é moderno com toque punk:

Na Dsquared, e eu preciso confessar que amei esse Resort com influência forte do fim dos anos 80, o pink surge com dourado e acessórios maximalistas:

E na minha versão favorita, Louis Vuitton. Achei o resort da LV incrível, referenciando um pouco da década de 70 com uma cartela de cores de rosa, branco e marrom, Phoebe Philo investiu no rosa e marrom no último Inverno da Céline, clica aqui para conferir:

Nos editoriais, a Muse mostra a modelo Candice com calça de couro hot pink, mais anos 80 impossível:

Vogue China ainda não cansou do colorblocking:

Na Vogue Japonesa, duas variações de rosa e apelo totalmente 60´s:

As cores em versão neon são grandes apostas para o próximo Verão, o rosa é um dos mais populares.

Na prática, rosa neon e a minha forma favorita de usá-lo, com tons de oliva, perfeitos para equilibrar a força do fluo:

Calças coloridas estão em alta há bastante tempo, Izabel Goulart acertou ao combinar a calça vibrante com peças clássicas como o sapato de bico fino e a jaqueta de couro:

Olivia Palermo foi de Valentino de renda rosa para conferir o desfile de alta-costura da marca. Resultado romântico e pouco óbvio, repararam na sandália toda decorada com cristais?

Também ficaram com vontade de usar pink?

Fotos: Vogue.com, StreetPepper, StockholmStreetStyle, TommyTon, FashionSpot.

Deixe um comentário

Arquivado em Inspirações

Renovando o look- Bermuda.

Depois das jardineiras, do sapato tipo mule, da moda 80´s, mais uma tendência polêmica em voga… As bermudas! Bem mais democráticas que os shorts curtos: Mulheres de todas as idades ficam apropriadas, comprimento mais sofisticado permitindo que seja usada em ambientes mais formais, a peça é versátil e confortável. O mais legal é que neste temporada, elas surgem em propostas para todos os gostos. Só as meninas menos favorecidas no quesito altura devem lembrar de usá-las um pouquinho mais curtas ou dobradas e não esquecer do salto.

No resort de Alexander Wang elas surgem em couro, com vibe rocker: A silhueta é oversized e o comprimento logo abaixo do joelho, tipo mais complicado que tende a achatar. Para as baixinhas, dá para seguir a idéia e escolher um modelo acima do joelho, o efeito funciona do mesmo jeito!

Na Louis Vuitton, Marc Jacobs devolve as bermudas ao seu habitat natural: O corpo de mulheres com estilo preppy. Tons claros, viseira, roupas abotoadas, destaque para o ar meio 70´s e os sapatos maravilhoso, sim, clogs estilizados. Eu amei, e vocês?

Já na Chloé, a bermuda aparece no macacão em tom queimado e tecido fluído, minimalista e confortável.  Na Chanel, bermuda jeans combinada com creeper não vai agradar muita gente:

Editorial da última revista StyleBy editada por Elin Kling, aqui a bermuda é ajustada e o look mais conceitual:

Tentando confirmar o feeling, fui atrás de looks de street style com a tendência nas ruas. O Stockholm Street Style não me deixa mentir: Combinada com suéter e em tom de azul, inspiração para um dia mais frio.

As jeans são clássicas e parecem estar em alta, o look que abre o post entra na onda do jeans com jeans (que não dá sinal de desgaste). Já aqui, em versão jeans escura é combinada com pull canelado e botas de cano alto:

Rock´n´roll na mesma linha do Resort proposto por Wang: Preta e confortável combinada com jaqueta de couro e óculos oversized, adorei o toque da gargantilha de correntes e da ankle boot. O look de rua que eu mais curti:

Vocês pretendem resgatar a bermuda?

Fotos: Vogue.com, StockholmStreetStyle, StyleBy.

2 Comentários

Arquivado em Adaptando a tendência, Como usar?, Inspirações, Microtrend

Trend Alert- India.

A temporada de coleções Pre-fall acaba de iniciar, e com ela um monte de novidades e inspirações das maiores marcas e estilistas do mundo (Para quem quiser entender o que são as temporadas Resort e Pre-fall clica aqui). Ainda falta muita coisa, mas já dá para criar a primeira impressão de um pré-outono sofisticado, luxuoso e com influências étnicas,  tudo a ver com o post de ontem que falava do conceito “gypset”. Comprovando a curiosidade e interesse da moda em explorar culturas e países mais “exóticos”, Chanel e Jason Wu buscaram inspiração na índia para criar suas propostas.

Na Chanel a inspiração veio mais literal, o desfile intitulado “Paris-Bombay” contou com todos aspectos da vestimenta clássica do país: Túnicas, bordados pesados, enfeites de cabeça (incluindo os piercings no rosto), misturados com elementos clássicos da Chanel como o tweed e as pérolas resultaram em uma coleção incrível.  Cores vibrantes misturadas com metalizados, preto e branco colaboraram para uma estética marcante. Vale observar a ausência de salto alto no styling, sandálias e botas sem salto foram as escolhidas para arrematar os looks.

Os detalhes da Chanel sempre valem a pena, especialmente nesta coleção Indiana com tantos bordados e toques impecáveis :

Jason Wu olhou para os marajás indianos para construir sua coleção, combinada com estampas gráficas, cartela de tons de pedras preciosas e um ar de realeza, os bordados e os tecidos remetem à cultura Indiana, mas as referências são sutis. Rendas, transparências, assimetrias ajudam a criar uma silhueta lady-like, mas ainda moderna.

A Índia é famosa por seus tecidos, bordados e a utilização de brilhos e pedrarias para embelezar suas roupas. Além de muitos acessórios que denotam prosperidade. A boa notícia para quem gostou da tendência metalizada é que ela continua no próximo Inverno como mostram os dois desfiles, no ouro, indispensável e no brocado colorido:

Em tempo, para quem quer encher ainda mais os olhos com as lindas paisagens e toda atmosfera do país, vale assistir um dos meus filmes favoritos: “Viagem a Darjeeling”, para quem ainda não viu…

Fotos: Style.com

3 Comentários

Arquivado em Inspirações, Trend alert