Arquivo da tag: Salvatore Ferragamo

#LFW e #MFW- Favoritos Inverno 2015/16.

lfw2

O mês da moda chegou ao fim hoje em Paris, e já que demorei para trazer o resumo de Londres e Milão, optei por juntar as duas cidades e mostrar para vocês os meus favoritos de uma vez só.

Em Londres, azul petróleo e referências folk ganharam força, veludo molhado também aparece como protagonista , assim como na NYFW. Xadrez em variadas versões, geométricos e florais soturnos complementam o mood boêmio chic.

Anos 70 voltaram para ficar um tempo, pelo menos Christopher Bailey na Burberry Prorsum acredita nisso.  Os icônicos trench coats vieram em versão camurça e com detalhes franjados, capas e ponchos completam o figurino que parece ter saído direto de alguma banda folk . Botas estampadas surgiram no pre-fall da Valentino e da Pucci e agora ganham ainda mais destaque devido à Burberry. Para ficar de olho!

lburberry

Antonio Berardi  teve um desfile irregular, boas tentativas de hi-lo misturando barroco com esportivo. Toques orientais e referências origami complementaram. Legal se inspirar na mistura de peças de alta festa combinadas com outras sporty:

antonio

Lucas Nascimento representou muito bem o Brasil. Definitivamente indo além da sua marca registrada, o tricô, ele apresentou uma coleção confiante e com ótimo styling. Adorei as peças em couro marrom:

lllucasnascimento

Mary Katrantzou me remeteu à Prada nos melhores momentos do desfile, certo glamour intelectual e old school, cartela de cores discretas e muitas texturas interessantes

lmary

Mulberry cada vez mais tem me feito pensar na garota da “Chloé” com sua nonchalance nostálgica e minimalista, mas com forte apelo britânico. Deu para observar a volta do sapato combinado com bolsa, presente em Milão e em Londres:

lmulberry

Simone Rocha com um folclórico sombrio, cartela de cores reduzida à preto, off white e vermelho e uso de matérias brocados e veludo molhado. Atmosférico e cool:

lsimone

Thomas Tait Ganhou lugar aqui exclusivamente pelas jaquetas oversized, com referência anos 80, achei a coleção inteira incrível. Nome para guardar:

LTHOMAS

Topshop Unique optou pelo simples, mas me ganhou nos looks anos 70, um pouco disco e um pouco folk. O blazer bordado da primeiro foto certamente será best-seller:

ltopshop

Roxo e tons de pedras preciosas chamaram atenção em Milão, alfaiataria e um guarda-roupa pensado para mulher contemporânea, com ótimos separates e looks com calça foram destaque. Uma moda prática, utilitária e adulta.

Karl Lagerfeld realizou meu desfile favorito da semana milanesa na Fendi. Tons terrosos, muito couro e comprimentos mais curtos com influência 60´s:

lfendi

A cartela de cores da Bally e as ótimas referências de styling para ambiente profissional:

lbally

Em sua derradeira coleção para Pucci, Peter Dundas urbanizou ainda mais a mulher sexy da marca. A década de 70 continua sendo ponto de partida, mas o esporte avança nas peças em influência discreta.

lpucci

Etro e o multiculturalismo com requinte, a cartela de tons neutros complementada por bronze e dourado foi minha favorita:

letro

Salvatore Ferragamo impossivelmente chique: Comprimentos midi, ombros bem estruturados e cintura marcada:

lsal

Já já eu volto para comentar Paris.

Fotos: Reprodução.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria

#MFW- Favoritos Inverno 2014/15.

prada

E chegamos à Milão. A temporada termina hoje e já vim dividir com vocês meus favoritos de lá.

O Inverno desafiador da Prada- Sempre o desfile mais aguardado e possivelmente o mais influente de todo o calendário, Miuccia Prada sempre traz idéias frescas e um olhar novo para a estética da marca. Gostei muito dos cardigans e suéter de inspiração esportiva combinados com tecidos leves. O uso de vermelho e roxo, as estampas art deco e o styling nada óbvio também me encantaram:

prada2

Me identifico muito com a imagem da Pucci cultivada por Peter Dundas. Sempre um mix de culturas bem ao estilo gypset, desta vez as padronagens clássicas da marca dividem espaço com referências à Suécia (terra natal do designer). Gostei principalmente dos blusões oversized e das calças de couro mais largas:

salvatore

Ando bem cansada de vestidos longos e bordados com apelo maximal, mas confesso que o modelo bordado com decote profundo chamou minha atenção. Assim como o curtinho trabalhado com franjas:

pucci

Nunca fui muito fã de marrom, mas a cor surgiu com força nas passarelas milanesas e acabei me dobrando pelos looks misturando texturas. Minha versão favorita é a camisa de couro da Tod´s:

marrom

Falando em couro, o material não apresenta sinais de cansaço. A Gucci arrasou com vestidos e saias no tecido. Os shapes anos 60 ficaram ainda mais interessantes devido à escolha, destaque também para a cartela de cores:

couro

E continuando no tema, as cores da Marni são a cara do Outono/Inverno e comprovam que nem só de preto e cinza se faz um armário para dias frios:

marni

Os casacos luxuosos da Dolce & Gabbana, com toque lúdico, me deixaram apaixonada. O glamour é garantido através do capuz de pele:

dolce

Fechando com as franjas de Roberto Cavalli. Sou alucinada por franjas e gostei da versão mais larga e decorada do estilista. Especialmente os colares alongados com tassels, a peça fez parte do styling da maioria dos looks do desfile:

franjas

Já ansiosa por Paris…

Fotos: Vogue.com.

Deixe um comentário

Arquivado em Fashion Week

Trend watch- Duvidoso (?).

duvidosobody

Que os estilistas adoram nos pregar peças, já sabemos. Por isso que na moda o ditado “nunca diga nunca” faz tanto sentido. E essa é uma das razões que o ato de vestir se torna tão divertido. É bom mudar de idéia e experimentar coisas que nunca imaginávamos gostar, sem se levar tão a sério. Nesta temporada as marcas levaram isso ao pé da letra e muitas das tendências sugeridas são bem…Duvidosas.

A Lanvin apresentou uma coleção linda com influência anos 80, mas antes de Alber Elbaz colocar na passarela, só víamos body usado com calça de cintura alta em bailes funk. Aquele espaço de pele aparecendo não denota muita sofisticação. Vocês usariam?

Já a Balmain usou como matéria-prima algo muito bonito, mas normalmente reservado para peças mais casuais. A palha surgiu nos vestidos caríssimos da maison, e o resultado ficou incrível!

duvidosopalha

Conjuntinhos estão na moda há algum tempo, e rolou aqui no site este post comentando o fato “Estampa combinada nos últimos detalhes”, a Akris e a Carven optaram por estampas bem marcantes com bolsa acompanhando:

duvidoso

Mas é nos sapatos que a moda está  desafiando ainda mais as “regras” usuais do bom gosto: Sapatos brancos, que foram por muito tempo vilões, se tornaram de vez clássicos desejados (por alguns). Eu, particularmente, adoro a cor para os pés, mas a maioria das pessoas ainda apresenta resistência. Scarpin na Chanel, e bota acima do joelho na Salvatore Ferragamo,

du

A primeira coleção assinada por Jil Sander em sua volta à marca homônima, também sugere o uso do antigo tabu, botas brancas e ainda combinadas com calça vermelha:

duvi6

Transparentes, com detalhes em plástico e acrílico também são polêmicos. Fora a Melissa, que se tornou bem desejado e cool (com tecnologia e design revolucionário), a maioria das pessoas fogem dos sapatos com transparência. Desta vez, os designers parecem decididos:  Valentino (mais uma vez) e Riccardo Tisci na Givenchy, insistem no material:

du3

Chegando no possívelmente mais ofensivo, chinelos estilo birkenstock e sandálias que remetem ao shape ortopédico são os eleitos de duas das marcas mais influentes do mundo: Céline e Prada.

du2

O modelo Céline ganhou selo de aprovação da Vogue Paris:

duvi

Em tempo, uma das coleções mais aclamadas da NYFW, da The Row, sugere o retorno da mule com detalhe em plumas. Disponíveis em preto e vermelho:

ROW

Qual destas tendências vocês aprovam e qual delas não usariam nunca?

Fotos: TFS, Vogue.com, Zinio.com.

1 comentário

Arquivado em Acessórios, Minimal vs. Maximal, Trend alert

Inverno 2012/13 – Drama.

Drama e opulência são palavras que combinam com o próximo Inverno: O barroco, o gótico e o estilo vitoriano são marcas fortes do que vimos nas coleções. No hemisfério Norte, as coleções de Inverno começam a chegar nas lojas e inundar as revistas de moda com novas campanhas e editoriais no tema.

A capa da Vogue Itália do mês (foto que abre o post), clicada como sempre por Steven Meisel, é deslumbrante e traduz perfeitamente o mood da temporada.

O principal editorial traz as maiores coleções do Inverno: Preto predomina e o batom escuro vira o maior hit da estação.

O clima dark também surge em uma das capas da V, com styling de Carine Roitfeld, a coleção da Givenchy, com combinações de vermelho e marrom, foi inspirada no universo da cavalaria e aposta no decorativismo:

A coleção super polêmica do Inverno de Marc Jacobs, cheia de volumes e sobreposições, lembra um visual de bruxaria. A campanha reforça isso, destaque para os sapatos de salto típicos dos pelegrinos:

Na Versace, o clima que impera é o gótico com pegada militar. Mais uma vez o batom escuro é fundamental para garantir o resultado desejado:

Jason Wu também aposta no batom em tom fechado, clima noir e uma imagem que faz pensar em “O expresso da meia-noite”:

Com dose extra de glamour e transbordando influência barroca e Russa, o Inverno da Salvatore Ferragamo é luxuoso e misterioso. Tem que assistir o vídeo estrelado por Kate Moss:

Cores sóbrias, shapes mais severos, tecidos nobres, clima dark…Inverno com muito drama!

Fotos: Vmag, VogueItalia, SalvatoreFerragamo, TheFashionSpot.

2 Comentários

Arquivado em Inspirações

Inverno 2012- Uniformizadas.

Com o fim da temporada Outono/Inverno 2012-13 internacional, finalmente as maiores tendências são confirmadas. A primeira delas é o militarismo, peças com apelo utilitários, tons de cáqui, verde, azul marinho e detalhes de styling como luvas, botões e até chapéus. Praticamente todas as principais marcas apresentaram alguma versão para esta moda, e para minha surpresa, duas das minhas favoritas foram Victoria Beckham e McQ.

Seria irresponsável alegar que Victoria Beckham nunca serviu de inspiração sartorial para mim, afinal, a Posh Spice costumava ser a minha preferida. Mas entre os anos 90 e agora, Victoria e seu estilo over “WAG” nunca chamaram minha atenção positivamente, até ela começar a levar a sério sua carreira na moda e contratar Roland Mouret como consultor. Seu Inverno 2012 com super inspiração militar foi um dos mais fortes da #NYFW. A tendência ganha apelo sexy na silhueta ajustada, mas compensa com muita sofisticação na alfaiataria, na cartela de cores e no styling mais rígido. Sem esquecer dos coturnos de salto by Louboutin.

Para o primeiro desfile da McQ, segunda marca de Alexander McQueen, Sarah Burton caprichou e criou uma coleção para competir com marcas como Miu Miu e não somente uma versão simples e acessível do lifestyle da marca. O militarismo aqui é luxuoso, os casacos pesados ganham shape e detalhes utilitários, mas os bordados ricos elevam os looks para outro patamar. Couro, detalhes em pele, coturnos over the knee em preto e com detalhes bordô, cintos definindo bem a cintura foram recorrentes na coleção. O meu detalhe favorito, que confirmou a genialidade da sucessora de McQueen, foi a sacada dos bolsos dos casacos criarem um volume como peplums, reparem no look da primeira foto.

O desfile com mood super outonal foi um verdadeiro espetáculo, vale a pena apertar o play e conferir! Sem contar que as roupas ficam ainda mais lindas em movimento.

Para enfrentar o frio, os casacos pesados com estilo militar serão apostas certeiras: Dries Van Noten, Isabel Marant, Yohji Yamamoto e Francesco Scognamiglio criaram suas versões para personalidades bem distintas.

A cartela de cores pode ser mais leve em variações de tons mais claros: militar com saia de babados na Burberry Prorsum, conjuntinho pra Barbara Bui, estampa camuflada na Acne e calça cropped na Max Mara.

Para quem não abre mão do glamour, Anthony Vaccarello sugere look navy em cetim e Salvatore Ferragamo mistura couro e textura no trench coat atualizado.

Ninguém vai ficar de fora…

Fotos: Vogue.com.

5 Comentários

Arquivado em Fashion Week, Inspirações, Trend alert

Update das tendências- Revistas do mês.

Novamente aproveitando a falta de tempo (temporária) para elaborar posts e a quantidade de imagens de moda lindas para compartilhar, selecionei as últimas interpretações mais incríveis das tendências que já adiantei por aqui:

A Vogue Italia traz a estampa de alafaitaria para dois de seus editorias: um com mistura inusitada da formalidade da risca-de-giz com referências western.

E em look mais anos 90, com ecos de Armani. É interessante reparar como a mesmíssima padronagem fica completamente diferente dependendo do jeito que for combinada.

O azul céu é uma das grandes apostas da temporada, como comprova a capa da Vogue UK de Janeiro e a cartela de cores da nova coleção da Prada Verão 2012, repleta da cor combinada com tons como grená (Como eu avisei, olha o mule nos pés da modelo, será mesmo o sapato polêmico da próxima estação?).

Peças statement da próxima temporada como contei em Outubro, os brincos serão as estrelas das produções. A Vogue America dedicou um editorial inteirinho a eles:

Revival das estampas de lenço que detectei no último Inverno só ganha força para o Verão, em looks leves e sofisticados como este da Salvatore Ferragamo:

Editorial e capa da Vogue Alemã, os lenços são usados de forma criativa e irreverente.

O maximalismo se manifesta na beleza do editorial, já que o look é clean (produção que funciona somente nas fotos, claro).

Os tons de pedras preciosas na Bazaar autraliana, look com estilo nos 40.

Na Vogue Nippon,  alerta laranja e o verde do verão, o verde menta se estabelece como carro-chefe na cartela de tons pastel que vão dominar quando o Verão do hemisfério Norte chegar.

E na Vogue Americana, o verde menta ganha produção lady-like.

Deu zebra na revista W, obras da Bridget Riley e muitas estampas P&B em editorial de gosto duvidoso estrelado por Chloe Sevigny.

Fotos: StoreMags, FashionGoneRogue, Style.com.

Deixe um comentário

Arquivado em Trend alert, Update das tendências

A febre das estampas P&B.

Já faz algum tempo que não vemos tantas estampas nas coleções de prêt-à-porter: Elas aparecem floridas, gráficas, animal print, listradas, realmente para todos os gostos e estilos. Na temporada de Outono/Inverno 2011-12 a ênfase maior fica nas gráficas e nas mais clássicas em P&B, já havia mencionado a zebra aqui, e preparem-se para um ar de sofisticação maior ainda com petit-poá, estrelas e pied-poule liderando.

A Vmagazine de Agosto ilustra muito bem o momento:

Em editorial da Vogue Paris de Agosto, o petit-poá é chique e clássico, mas ganha doses de feminilidade com a silhueta fluída anos 70 e a transparência.

Petit-poá também na Vogue Japão, mas em versão supersized bem mais anos 60 (inclusive a meia-calça segue a temática).

A campanha de Outono/Inverno da marca Salvatore Ferragamo aposta em uma mulher de estilo mais conservador, e retorna à idéia de look combinada da cabeça aos pés.O vestido ícone “Wrap” ou “envelope” criado por Diane Von Furstenberg é um dos modelos favoritos da temporada:

Nas coleções Resort 2012 elas também apareceram: em versão animal print, abstrata e listrada:

3.1 Phillip Lim                     Giambatista Valli                     Celine

E nas ruas a mistura de estampas P&B ganha força:

Fotos:Vogue.it, stylepepper.

8 Comentários

Arquivado em Inspirações, Trend alert