Arquivo da tag: vestidos de festa

Trend alert- Festa Folk.

elle6 Moda festa parece ser sempre mais limitada e já faz tempo que a dupla bordado pesado estilo mineiro ou renda são os favoritos. No próximo Inverno, finalmente uma atualizada para inspirar os looks de festas mais nobres, seja casamento, formatura… Duas das maiores tendências para este departamento em 2015 serão: Ilusionismo e Princesa folk. O folk entra na forma mais literal, buscando inspiração no folclore dos países do leste europeu e sua cultura, apelo de contos de fada com estampas lúdicas, de animais como borboletas e vestidos elaborados, além de estampas mais pesadas de florais invernais. Os materiais são ricos como pele, brocados e bordados combinados com peças fluídas e detalhes de transparência. A cartela de cores é de tons fortes com vermelho, roxo, azul petróleo e verde floresta.  A silhueta é bem feminina com saias mais rodadas e cintura marcada. Para arrematar, sapatos delicados com pedrarias ou com acabamento em glitter ganham destaque. O ilusionismo traz moderninade com toques anos 70. Vestidos estilo coluna, manga longa e corte enviesado são onipresentes, os vestidos ganham bordados elaborados, que aderem ao corpo, executados em tecidos mais leves como tule, renda e chiffon. Brilhos, paetês e metalizados garantem o efeito glam em potência máxima.   elle1 A Elle russa soube ilustrar perfeitamente as duas histórias em apenas um editorial. Por isso resolvi adiantar o assunto aqui no site. O Pucci que abre o post é exemplo perfeito do ilusionismo, já o vestido acima, em roxo, reúne as melhores características das duas propostas. Tecidos mais incorpados e pesados, com brocados e adamascados: elle5 Florais, transparências em cores mais intensas: elle3 Tons fortes e movimento: elle4 Por cima de tudo? Uma capa com espírito vintage, que remeta à contos de fada e empresta um ar de romance misterioso: elle2Fotos: Reprodução.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Como usar?, Inspirações, Trend alert

Para inspirar: Couture Inverno 2015.

couture5

Mostrei neste post “Truques de styling- Couture Outono/Inverno 2014”, algumas dicas e inspirações direto da última semana de alta-costura. Vendo a Vogue Italia do mês, tive que compartilhar as imagens das peças mais de perto, fotografadas em versão editorial, onde conseguimos apreciar a riqueza de cada peça e, quem sabe, encontrar inspirações para nossa vida (ou sonhos).

Abrindo com Chanel na Vogue Italia, reparem na delicadeza dos bordados e em todos os looks usados com sandálias sem salto:

couture7

A beleza comove:

couuture

Com detalhes clássicos como a headpiece:

couture9

Armani em versão mais dark:

couturevit2

Giambattista Valli e suas formas arquitetônicas:

couturevit3

As ninfas de Valentino, leveza é a melhor palavra para definir a coleção da maison:

couturevit

Mais sóbrio, porém não menos encantador:

couyurevit4

Fechando com a renda em clima de conto de fadas folk:

couturew

Extra: a W de Outubro traz mais couture com styling de Edward Enningful. O vestido com capa de Giambattista:

couturew

Os brancos contrapostos com pop-art e referências anos 60:

couturew2

Finalizando com vestido de renda para uma noiva deslumbrante:

couturew3

Explicando a Alta-costura: A alta-costura é o topo da moda. O nome é protegido e só podem desfilar nesta semana os membros da”Chambre de commerce et d´industrie de Paris”. Os desfiles, que são verdadeiros shows, movimentam milhões para as marcas de luxo, não vendendo as peças apresentadas (apenas 2.000.00 mulheres no mundo tem acesso à alta-costura, e somente 200 são clientes regulares), mas pela publicidade gerada em razão das celebridades nas primeiras filas e, principalmente pelas roupas impecáveis. A alta-costura vende o conceito da marca, os melhores tecidos possíveis, bordados inimagináveis, tudo feito em perfeição e maestria. As peças são todas feitas sob-medida para a cliente que geralmente precisa fazer 3 provas de roupa até recebê-la. Os perfumes, maquiagens, acessórios como bolsas e sapatos sustentam financeiramente estas grandes marcas, mas a “Couture” sustenta o sonho.

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Inspirações

Vontade do dia- Oscar de la Renta Verão 2013.

OSCAR

 

Vestidos de festa gigantes, com saias volumosas, nunca foram muito o meu estilo. Mas notei que há algum tempo eles andam me chamando atenção. Quando vi essa imagem da campanha de Oscar de la Renta, fiquei encantada com os looks, a beleza e a direção de arte. As poses despretensiosas destacaram ainda mais o shape e a mensagem que os looks tão luxuosos denotam.

Hoje é o casamento de uma das minhas melhores amigas, e buscando referências para produção da noite me deparei com esta imagem.

Vale lembrar que Oscar agora conta com a consultoria de John Galliano em seu primeiro trabalho depois da demissão da Dior. No desfile de Inverno, a estética do britânico ficou clara, nos shapes anos 30, na atmosfera meio dramática e na escolha de tons. Uma ótima contribuição para a marca tradicional de la renta, atualizando e tornando-a mais interessante e relevante.

oscar3

 

Renda, cetim, veludo…

O look mais popular do desfile foi este pink, confesso que não me agradou como os outros. O que vocês acham?

oscar4

 

Fotos. Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Inspirações, Vontade do dia

Pre-fall 2012- Foco na cintura.

A moda anda em ciclos, e a cintura caída dos anos 20 foi favorita no Verão 2012, para esse ensaio do próximo Inverno ela sobe novamente: garantindo uma silhueta super feminina e que funciona para todos os tipos de corpos.

Pequeno parêntese: o site não vai virar monotemático, é que vendo as novidades das coleções de pré-outono, fico louca para dividir aqui as idéias mais legais e as roupas mais lindas. Prometo que tenho várias posts que vão entrar essa semana ainda falando de Verão 2012.

Voltando, achei relevante falar desse assunto em pleno calor de Dezembro justamente porque é uma dica facilmente adaptável para a estação atual. A cintura marcada, com cinto mesmo, nos vestidos de festa. Dos mais luxuosos aos mais minimalistas, a maioria das marcas que apresentaram coleções até agora tinham no mínimo duas opções de vestido longo e arrumado com a cintura marcada. Vestidos longos com cintos não são exatamente uma novidade, a diferença agora é a variedade de estilos que podem ser escolhidos para enfeitar a cintura.

Começando pela coleção da Burberry Prorsum, marca que cada vez amo mais, a coleção com cartela bem outonal, manteve o DNA da marca, mas sempre com toques de modernidade e mood inconfundível. Os vestidos com recortes, fendas e transparências tem o equilíbrio do elegante com toque sexy. Todos tem a cintura marcada por cinto de veludo preto com laço, reparem como o laço não fica nada infantil neste contexto, meu favorito é o verde militar:

Com cartela de cores bem suave, os vestidos da marca Badgley Mischka, famosa pelo estilo “red carpet”, tem toque anos 30 com ombros bordados e muita leveza. Os cintos escolhidos são mais elaborados: com tassels e de metal com pedraria.

Alice Temperley também focou na cintura para desenvolver sua coleção com referências à realeza. O pink e os paetês ganham o detalhe do cinto mais pesado que contrasta com o look super clássico que inclui até luvas brancas, que eu deixaria só para o styling do lookbook, e tiara estilo barroco deixando o look mais charmoso:

Oscar de la Renta também encantou com seus longos de cintura marcada: Dourado em look monocromático, o cinto quase não aparece, e no plissado esvoaçante, faixa marcando bem a cintura em tom rosé. Resultados deslumbrantes.

Os vestidos curtos também entram: BCGB gráfico e com plissados, e na Temperley, seguindo a idéia mais clássica impossível, com P&B. Destaque para a meia-calça de petit-poá que faz toda a diferença na composição:

Continuando esta leva, os casacos também aparecem bem acinturados e destacam a forma feminina: Zac Posen optou pela pele volumosa, Burberry pelo casaco clássico (olha a maxi clutch com inspiração étnica incrível)  e Francisco Costa no cinza plissado para Calvin Klein.

Os cintos mais finos foram as apostas de Carolina Herrera, com seu casaco de mangas com pele, Jason Wu e seu trench coat bordado e Michael Kors que fez uma mistura western em look um pouco confuso:

Fotos: Style.com

Deixe um comentário

Arquivado em Como usar?, Inspirações, Trend alert

Imagens da semana: O retorno do glamour “old-school”…

Esta semana duas das principais Vogues lançaram suas capas para Outubro, em comum vestidos de festa deslumbrantes com brilho, ajustados ao corpo acompanhados de beleza com  alto glamour com direito a sobrancelhas marcadas e batom vermelho.

O glamour da antiga Hollywod dos anos 20, 30, 40 e 50 ressurge com força na moda para as próximas temporadas.

Na Vogue Paris, a modelo Sasha P. parece  uma das divas dos anos 30 (passando por Versace anos 90)  com toque futurista da época em vestido Versace e olhar desafiador.

Na Vogue América, a atriz Michelle William encarna, em estilo anos 50 com muito glamour (de vestido Oscar de la Renta), a atriz Marilyn Monroe, ícone que ela interpreta no filme “My week with Marilyn”.

Este glamour um pouco decadente da icônica atriz dos anos 50 remete às obras de F. Scott Fitzgerald, autor de livros como “Belos e malditos” e “O Grande gatsby”. Fitzgerald é um dos grandes nomes da Paris de 1920 que aparece no filme de Woody Allen “Meia-noite em Paris”, e  Baz Luhrman prepara sua versão para “Gatsby” estrelado por Leonardo DiCaprio com previsão para o ano que vem.

E a década que ressurge no Verão 2012 do hemisfério Norte (influenciados talvez?)  é a de 20, com suas “flapper girls” vestidos de cintura caída, brilhos, franjas longas e uma sensualidade muito sofisticada. Requintes luxuosos como bordados, plumas e brilhos são característicos da época, assim como vestidos de cetim e seda de corte simples e alças fina, os “slips”, também aparecem com frequência em cores neutras e apelo minimalista.

Ao invés da make usual e batom forte, a maneira mais moderna de usar os looks inspirados nos anos 20 é com rosto bem iluminado com make suave.

Ralph lauren traz os anos 20 no DNA da marca juntamente com “Americana”, sutileza no vestido slip arrematado com estola e poucos acessórios, ou no maravilhoso vestido bordado com plumas na barra.

Brilhos e shape ultra feminino na L´Wren Scott  e franjas na Marchesa:

Philosophy di Aberta Ferreti com um vestido em shape clássico “slip”, mas com brilhos discretos tornando-o ainda mais especial. Já na passarela de Jenny Packham o tom pastel é valorizado com o bordado em dourado:

Silhueta anos 20 com renda: Nos vestidos black da Imitation of Christ com comprimento midi e brilhos e na passarela de Zac Posen, longo nude com transparência:

Fotos: Style.com, StoreMags.

8 Comentários

Arquivado em Inspirações, NY, Trend alert

O verde do Verão: “Menta”.

Complementando o post da última semana onde eu falo da “vez do verde”, nas passarelas do Verão passado da Burberry Prorsum, Miu Miu, Chanel, Fendi, Christopher Kane, o verde menta foi uma das estrelas. Tendência de cor notada (e anotada) pegou forte no Verão do hemisfério Norte e tem forte potencial para pegar aqui também.

Hannah McGibbon é uma das maiores entusiastas e usou a cor nas suas últimas coleções da Chloé  ( Desde Maio, quem atende pela marca é Claire Waight Keller). No Outono/Inverno (aquela com muito phyton), em look bem anos 70 e com bolsa tricolor, adoro tom sobre tom e a mistura de verdes é das maneiras mais legais de usar a cor atualmente. Para o Resort, McGibbon optou pela cor em look mais romântico e plissado com comprimento midi e sapatos com tiras dando toque moderno.

O Resort da marca Italiana Missoni aparece em palheta de tons pastéis (esse tipo de cor mais apagada como blush, menta, azul clarinho são ótimos antídotos para o color blocking) , e o verde menta surge nos acessórios e no vestido com corte anos 20.

Já a Marchesa, marca famosa pelos seus vestidos deslumbrantes perfeitos para o “red carpet”, usa o menta em vestidos longos misturados com dourado e bordados delicados. Destaque para a ousadia do vestido longo de black-tie combinado com clutch de onça, ficou lindo!

Fica a dica para casamentos e afins: Combinar os vestidos bem arrumados e formais com acessórios inusitados como cuffs e clutches estampadas ou com texturas (de tachas, por exemplo) quebrando a seriedade do vestido. E na cor menta para esse tipo de evento, é neutra o suficiente para ser usável, mas menos óbvia que outras do mesmo estilo.

Giambattista Valli com look Resort para noite, une o menta com tons de verde e azul em vestido longo estampado, bem sofisticado. Já Matthew Williamson misturou beges e pastéis e utilizou o menta na estampa da jaqueta meio étnica.

No Resort da Thierry Mugler, o couro, tecido super em alta há algumas temporadas, ganha versão verde menta com resultado sensacional. Na calça skinny com trabalhos nas laterais e no vestido de comprimento elegante com jaqueta preta mais sóbria. (Peças de couro nesse tom serão ótimos investimentos para o Verão 2012).

Duas versões bem diferentes: Cool e urbano na combinação da camisa verde menta com a calça verde militar (adorei) da Theysken´s Theory e bem formal no blazer estruturado da The Row, com saia midi cuidadosamente bordada.

Nas ruas a maneira favorita de usar é com neutros como preto e cinza (mas além de ficar incrível com outras tonalidades de verde, também fica lindo com metálicos, roxo, laranja, turquesa, vermelho…).

O verde para usar quando as temperaturas (finalmente) subirem…

Fotos: Style.com, StreetPepper, JustJared, StockholmStreetStyle, StyleByKling.


5 Comentários

Arquivado em Como usar?, Inspirações, Trend alert