Arquivo da tag: Vogue Italia

Preview editorial- 60´s.

vogue

Uma preview do editorial anos 60 que fizemos semana passada acaba de sair no site da Vogue Itália. Notícia maravilhosa para fechar 2014!

Styling: Roberta Weber.

Foto: Fernando Rezende.

Beleza: Ana Ferrary.

Assistente de styling: Flavia Bergallo.

Modelo: Dani Witt (Joy models).

 

Look:

Capa de couro: C.Mindov

Saia: Thelure.

Blusa, brincos e sapato: Acervo stylist.

Confere no site clicando aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria

Update das tendências- Revistas do mês.

Novamente aproveitando a falta de tempo (temporária) para elaborar posts e a quantidade de imagens de moda lindas para compartilhar, selecionei as últimas interpretações mais incríveis das tendências que já adiantei por aqui:

A Vogue Italia traz a estampa de alafaitaria para dois de seus editorias: um com mistura inusitada da formalidade da risca-de-giz com referências western.

E em look mais anos 90, com ecos de Armani. É interessante reparar como a mesmíssima padronagem fica completamente diferente dependendo do jeito que for combinada.

O azul céu é uma das grandes apostas da temporada, como comprova a capa da Vogue UK de Janeiro e a cartela de cores da nova coleção da Prada Verão 2012, repleta da cor combinada com tons como grená (Como eu avisei, olha o mule nos pés da modelo, será mesmo o sapato polêmico da próxima estação?).

Peças statement da próxima temporada como contei em Outubro, os brincos serão as estrelas das produções. A Vogue America dedicou um editorial inteirinho a eles:

Revival das estampas de lenço que detectei no último Inverno só ganha força para o Verão, em looks leves e sofisticados como este da Salvatore Ferragamo:

Editorial e capa da Vogue Alemã, os lenços são usados de forma criativa e irreverente.

O maximalismo se manifesta na beleza do editorial, já que o look é clean (produção que funciona somente nas fotos, claro).

Os tons de pedras preciosas na Bazaar autraliana, look com estilo nos 40.

Na Vogue Nippon,  alerta laranja e o verde do verão, o verde menta se estabelece como carro-chefe na cartela de tons pastel que vão dominar quando o Verão do hemisfério Norte chegar.

E na Vogue Americana, o verde menta ganha produção lady-like.

Deu zebra na revista W, obras da Bridget Riley e muitas estampas P&B em editorial de gosto duvidoso estrelado por Chloe Sevigny.

Fotos: StoreMags, FashionGoneRogue, Style.com.

Deixe um comentário

Arquivado em Trend alert, Update das tendências

(Micro) trend alert: ‘Uptown”.

Promessa é dívida, portanto uma novidade do Verão 2012 para usar já! O estilo “Uptown’ preppy, vem da classe alta Americana e seus uniformes esportivos para golf ou tênis, ou para seus uniformes de colégios particulares. Conjuntinhos, tecidos como tweed, bordados com pérolas, cortes retos, comprimentos acima do joelho, botões trabalhados, todos entram na lista. Nesta temporada a moda preppy ganha Refresh com styling apurado das principais revistas de moda e também de alguma maisons de peso como Chanel.

A campanha Verão/2012 da marca demonstra o estilo uptown mais clássico e atemporal, exceto pela meia soquete com sandália flat. Tendência que eu deixaria nas décadas 80/90:

Na Vogue Paris, cabelos de diva,  batom vermelho e a camiseta polo casualmente usada. Observem a combinação de azul marinho com preto, uma das preferidas de Jeanne Lanvin, que muita gente torce o nariz.

Na Numero Francesa, o conjuntinho é bem anos 60 com influência de uniformes antigos de tênis:

Na Vogue Itália o estilo preppy em leitura anos 80 com tom cítrico, laranja no conjuntinho

O preppy com influência Francesa e referência navy é a maneira mais atual de aderir ao estilo. Na Vogue Russa dá para ver como. Mais uma vez o uso da meia calça de poá no styling, já conhecemos e promete ser hit quando a temperatura esfriar.

Fotos: FashionGoneRogue, Storemags.

2 Comentários

Arquivado em Como usar?, Inspirações, Microtrend

Para começar bem a semana: Marc Jacobs na Louis Vuitton.

A marca Louis Vuitton é muito mais que suas bolsas e acessórios com a famosa logomarca (tão copiada), e certamente muito maior do que apenas uma fabricante de malas como era originalmente. Primeiro lugar na lista de marcas de luxo mais poderosas, é sucesso de crítica e de público. Toda essa relevância pode ser atribuído (em grande parte) a Marc Jacobs, grande responsável por modernizar a marca com muita ousadia, mas sem perder a tradição.

A resposta sobre quem será o substituto de Galliano na Dior ainda não foi dada, Marc Jacobs foi a aposta nos últimos meses e agora o rumor tem perdido força. Verdade ou especulação, a Vogue Americana de Janeiro/2012 fez uma matéria incrível revisitando a obra de Jacobs para LV, em função da exposição que a marca fez em homenagem ao estilista na última #MFW.

A coleção de Verão 2012 foi romântica, etérea, luxuosa e com toques de anos 50. Os tons de sorbet foram os preferidos, e os polêmicos mules de bico fino- os sapatos “du jour”. Tule, organza, renda com detalhes como golas trabalhadas, bordados em relevo, plumas, blusas transparentes cropped, saias com volume e o uso do plástico nos acessórios garantiram o resultado leve e autêntico. Confirmando mais uma vez a genialidade do estilista Americano:

Looks memoráveis das coleções de Jacobs para Vuitton: As enfermeiras de Richard Prince, os toques orientais e africanos, o fetichismo do último Inverno…Impossível não admirar o talento e a capacidade de reinvenção do estilista:

Há alguns meses, a edição Italiana da Vogue também usou o arquivo de Marc na LV para ilustrar um editorial em sua homenagem. Aqui o destaque vai para as estampas criadas com o trabalho do artista Stephen Sprouse (1953-2004), que são objetos de desejo até hoje. Qual styling vocês preferem? Da Vogue Itália ou da Americana?

Seria essa retrospectiva uma despedida?

Fotos: Vogue.com, BarneysNYtwitter.

Deixe um comentário

Arquivado em Inspirações, Perfil

O conceito “gypset” na moda:

O termo que mistura as palavras gipsy (cigano) + jet setter  foi criado pela escritora Julia Chaplin em seu livro “Gypset”. A autora reuniu na publicação, as características de um grupo de pessoas que amam viajar, tem poder aquisitivo,  são interessados/envolvidos  em moda, arte e design, e valorizam da alta-costura às experiências mais simples. Cultuam a liberdade, como em uma releitura da cultura hippie dos anos 60, mas são ligados no mundo globalizado e todas suas nuances.

Baseadas nesse lifestyle, dois membros que se encaixam nessa turma-Tatiana Santo Domingo e Dana Alikhani, criaram a marca Muzungu Sisters, investindo na idéia do mundo sem fronteiras e no interesse no que é belo, genuíno e característico de cada lugar. Buscando produtos produzidos localmente e de maneira artesanal em lugares como Irã, Marrocos, India, Peru. A proposta é combinar estes itens com peças clássicas do seu armário como jeans, adicionar charme à um look de festa com brilhos ou apostar no conceito hi-lo.

Diferentes etnias, religiões, inspirações em lugares exóticos, misturas de cores, texturas e acessórios, uma espécie de nômado moderno. Mas diferente de estilo apenas por estilo, o objetivo é traduzir através das roupas suas vivências, lugares que visitou, e carregar em si um pouquinho de cada canto, podendo assim, imprimir um estilo totalmente autêntico e difícil de imitar.

Nas últimas temporadas de Inverno/12 e Verão/12, o conceito serviu de inspiração para várias marcas e estilistas:

Para o verão clima 70´s, cores, leveza e mistura de estampas apareceram na Missoni, Etro e Pucci.

Na alta-costura de Giambattista Valli, branco com dourado garantem um ar exótico com acessórios maximais. Comprimentos longos são típicos deste estilo.

Menos literal, mas bem dentro do espírito “Gypset”, Burberry Prorsum e Isabel Marant foram buscar na África e na América latina inspirações de cunho artesanal e forte identidade.

Para o Inverno a viagem é outra, referências Russas e orientais criam looks cheios de glamour com pitadas nômade, um caldeirão de referências com detalhes riquíssimos, bordados e muito luxo, referências históricas se juntam a looks contemporâneos.

Na Vogue Russa muitas pedras, pele e sobreposições:

Na Vogue Italia a idéia é um bem anos 70 com étnico e um pouco dos estilos hippie e boho:

Na Tatler Russa, mais glamour e alusões ao leste Europeu:

Yves Saint Laurent sempre buscou inspirações em outras culturas, Marrocos e países do Oriente foram alguns dos favoritos:

A capa da Vogue Japão de Janeiro mistura samurais, estampa de lenço com toque étnico, anos 80 e muitos acessórios ao mesmo tempo que remetem ao estilo cigano. Ousado e polêmico, vocês gostam?

Fotos: Vogue.com, storemags, style.com, FashionGoneRogue.

2 Comentários

Arquivado em Inspirações, Microtrend

Hit da temporada- “Trophy pants”.

Qual o ponto em comum entre as últimas capas da Vogue Italia e Inglesa? Fora duas modelos Brasileiras (Raquel Zimmerman e Gisele), é o uso das “Trophy pants”

Já faz algum tempo que a calças deixaram de ser básicas, para virarem as estrelas das composições. As calças coloridas continuam populares nas próximas temporadas (olha o post que fiz ensinando a usá-las aqui) e as jeathers também não vão sair de cena tão cedo, para entender como é este tipo de calça clica aqui. A idéia é fugir do básico, quanto mais especial e diferenciada, melhor. O mais legal é que a calça “troféu” é ótima para as mais ousadas para misturar com estampas ou brincar com as cores. Assim como para as mais discretas, que podem combinar as calças com peças clássicas do seu estilo e garantir um look incrível sem muito esforço.

As calças ganham destaque nos looks, e viraram tão objeto de desejo que ganharam um nome, são as “Trophy pants”: Em clima maximalista com animal print na versão Italiana, e em clima psicodélico sofisticado na Vogue UK.

O estilo psicodélico que comentei neste post, é aposta da Jalouse em tons de vermelho:

As calças com estampa de animal print estão em alta, a Vogue Italia mistura onça no editorial principal da edição:

Seguindo nos editoriais, a Vogue Alemã traz mais do estilo maximalista com animal print e muita mistura de texturas:

A Current Eliot é a responsável pelo jeans desejo da temporada, com estampa de onça, que virou favorito dos sites de street style:

Caroline Blomst fotografou Geraldine Saglio com a calça, e também mostrou como gosta de usar a sua:

A outra calça troféu do momento, é a da Isabel Marant, com motivos Navajo, a calça Renell  foi criada para o Outono/Inverno 2011-12:

Para o Verão 2012, Marant criou três calças statement diferentes para tentar repetir o sucesso da Renell: Floral abstrato, patchwork e tie-dye. Qual delas vai ser o próximo hit?

E não foi só ela, mais estampadas prometem dominar o Verão como mostraram Altuzarra, Erdem, Matthew Williamson e  Michael van der Ham:

Com renda, brocados ou cortada à laser, a calça também aparece em looks mais elegantes e de festa: Na Vogue Paris, o modelo Flare com bordados e transparência é alta-costura de Zuhair Murad:

Branca e rendada na A magazine Italiana, com lenço clássico de caveiras McQueen:

Nas ruas, a variedade é imensa: Em tons mais neutros, a calça jeans escolhida por Poppy Delevigne é discreta e interessante.

Já a calça criada por Mary Katrantzou para a sua colaboração com a Topshop, traz a marca registrada da estilista- Estampas e cores:

E não é só nas colaborações que a marca de fast fashion vai investir nesta tendência, a coleção de Holidays que acaba de ser lançada, traz uma calça com metálicos estilo glam rock:

Seguindo o glam rock, no Verão 2012 Diesel Black Gold, Mugler, Paco Rabanne e Theysken´s Theory também optaram por brilhos e metalizados para embelezar suas calças:

Fotos: Topshop.com, FashionGoneRogue, Vogue.com, Style.com, StoreMags.com, StockholmStreetStyle, Topshop.com, Jak&Jil, Elle.com.

5 Comentários

Arquivado em Inspirações, Trend alert

Imagens da semana: Confirmando tendências.

Novamente, aproveitando a falta de tempo (temporária) para elaborar posts e a quantidade de imagens de moda lindas para compartilhar, selecionei as últimas interpretações mais incríveis das tendências que já adiantei por aqui:

Um dos primeiros posts do site falava sobre a febre de pendurar “pele” na bolsa aqui, um tempo depois comentei que os estilistas andavam inovando e pendurando peles em locais inusitados. A Vogue Paris de Outubro/2011 demonstra como:

As animal prints não vão embora tão cedo, e no post “Será que vai dar zebra”  de Julho ,contei sobre o retorno da estampa de Zebra. A Elle Americana de Outubro aborda o tema:

Em tempo, as estampas clássicas em preto e branco são as favoritas da hora, e falei um pouco mais sobre elas aqui. A revista Elle Russa de Outubro também traz inspirações:

A moda maximalista que explico aqui é uma das dominantes da temporada e pode ser aplicada à todos estilos, como mostra este editorial da revista Flair:

Em uma temporada de tons outonais, o Vermelho segue forte como contei aqui, a Bazaar Americana de Outubro dedicou um editorial inteiro à cor:

O Patchwork que comentei aqui invadiu as ruas- com jeans com jeans outro tema que ganhou post – e as páginas da nova revista Garage, com estampas de lenço:

Aproveitando a deixa, as estampas de lenço estão agradando em cheio as passarelas da Milan Fashion Week onde apareceram em diversos desfiles. Com destaque para Pucci e D&G:

Para fechar, os vestidos mais lindos que vi nos últimos tempos, seguindo a temática da volta do “Glamour old-school” que mostrei aqui. Looks anos 20, com influência art-déco do Verão 2012 da Gucci:

E editorial da Vogue Itália em clima Elizabeth Taylor rebelde, há poucos dias teve post falando sobre a microtrend rolando com a atriz icônica. Dá para conferir aqui:

Fotos: Style.com, StoreMags, Jak&Jil, Elle.com.

Deixe um comentário

Arquivado em Fashion Week, Inspirações, Trend alert