Arquivo da tag: Versace

Resort 2015- 7 tendências e suas atualizações para a Primavera.

Essa semana começa a NYFW, dando abertura à temporada Primavera/Verão 2016. As coleções Cruise/Resort são apresentadas entre Maio e Julho como uma prévia do que vem por aí nas estações mais quentes (e coloridas). Com isso em mente e com a promessa de um Setembro de temperaturas amenas, elegi as sete tendências que continuam e suas formas atualizadas.

Bom lembrar que muitas dessas peças talvez já estejam no seu guarda-roupa esperando uma nova oportunidade ou só precisam de um truque de styling novo para emprestar modernidade aos looks de todo dia.

1- Vestido de renda: Clássicos e femininos, já fazem parte do repertório da maioria das mulheres.

1renda

Novidade: Renda em patchwork, como contei na semana passada, a moda dos “retalhos” volta com tudo.

2- Calça flare: Modelo ajustado até o joelho com boca larga, super anos 70.

1calça

Novidade: Estilo cropped. O modelo curto é desafiador e pode encurtar a silhueta, na dúvida use com salto alto ou mantenha o comprimento clássico.

3- Jaqueta bomber: O shape favorito para jaquetas na estação.

1bomber

Novidade: Modelo bordado e mais sofisticado.

4- Vestido curto de manga longa: Populares há algum tempo, ajudam equilibrar o comprimento curtinho além de ótimas alternativas para ocasiões noturnas.

1vestido

Novidade: Ganham leve assimetria e cinto para marcar bem a cintura, as mangas volumosas são legais para quem não gosta de mostrar os braços.

5- Saia abotoada: Modelo fetiche de 2015.

rsaia

Novidade: Além da jeans, que já virou hit, vale apostar em tons alegres em couro ou camurça.

6- Ombros de fora: Estão em evidência devido ao clima boho das últimas temporadas em forma de decote ombro a ombro .

1ombro

Novidade: Quem também dá o ar da graça agora é o decote um ombro só. Típico da segunda parte dos anos 70. Glamour garantido.

7- Listras: Padronagem favorita e tradicional, continua na tendência navy.

1listras

Novidade: Quem chega para somar são as coloridas em tons de arco-íris.

Qual dessas tendências vocês preferem?

Explicando: O que são as coleções Pre-fall e Resort? o calendário da moda oficial costumava ter duas temporadas Outono/Inverno e Primavera/Verão, com o crescimento das lojas fast-fashion e a rapidez que as tendências chegam ao consumidor através destas lojas, internet, etc. As marcas precisaram achar maneiras de abastacer seus clientes com mais frequência.  A razão que as coleções Resort tem looks mais “invernais” é porque elas chegam nas lojas em Novembro (Inverno do hemisfério Norte), e as coleções Pre-fall chegam em Junho (auge do Verão).  As coleções normais chegam em Setembro (Inverno) e Fevereiro (Verão), e as pré-coleções ocupam a lacuna até que estas cheguem nas lojas. Vocês sabiam que as pré-coleções são as que mais vendem? Justamente por serem mais comerciais e por terem roupas adaptáveis para qualquer estação.

Fotos: Vogue.com.

Deixe um comentário

Arquivado em Adaptando a tendência, Minimal vs. Maximal

(Micro) trend watch- Reiventando o western.

chanel

Franjas, couro, botas de montaria, referências cowboy…Praticamente toda estação vemos influência da estética western na moda. Na temporada  Verão 2014 do hemisfério Norte, vimos o retorno triunfal das bolsas de franja (clica no post “Vontade do dia- Os acessórios da MFW” para relembrar). Mas como na moda tudo se tranforma, nas coleções de pré-outono a proposta é emprestar novos ares ao estilo.

Alexander Wang apostou no inusitado casamento entre esporte e o universo da cavalaria. Reparem nas botas over-the-knee com estilo cowboy e nas tassels do vestido que remetem ao shape do cavalo:

wang

A estética cool de Derek Lam em sua N10 Crosby Street junta o minimalismo com formas simples à saia franjada:

pre10crosby

A Versace não abandona seu estilo sexy, mas elegeu o modelo acima do joelho com franjas para dar o toque final aos seus vestidos nada básicos:

versace

Karl Lagerfeld sempre inova. Fugindo do toque artsy do SS14 da Chanel, ele transferiu o pre-fall da maison para Dallas e apresentou um Outono direto do faroeste com looks que acompanham.

chanel2

O glamour passa pelo jeans com lavagem especial, e une características desta moda como camurça, turquesa, estampas navajo à clássicos da Chanel como tweed, P&B e pérolas. As misturas nada óbvias elevam as criações do Kaiser a outro patamar.

chanel3

A bolsa com ferradura foi meu acessório favorito:

country

Nos cabelos as penas enfeitavam e reforçavam a imagem desejada, bem ao estilo “Americana”. Lembram desta tendência? Eu explico no post “A moda festival na versão das marcas de luxo- Americana”.

chanel-hair

Escapando do óbvio.

Fotos: Vogue.com, Allure.

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria

#MFW- O retorno do cinturão e moda festa.

dolce3

Excesso é uma palavra que combina com Milão, os Italianos tem predileção por dourado, bordados. Nesta temporada não foi diferente, mas a proposta é bem mais fresh.

Dolce & Gabbana colocou suas meninas douradas na passarela junto com outras marcas registradas como poá, renda e vermelho. O que chamou atenção foi a inspiração em moedas que apareceram nos acessórios de cabelo, formatos de bolsa, padronagens de vestidos e nos cintos grossos em estilo cinturão.

dolce

Moedas e flores enfeitavam as coroas e tiaras usadas pelas modelos:

Dolce_20

O cinturão faz retorno triunfal também por Peter Dundas na Pucci. Aqui a influência é esporte glam, onde shapes que lembram boxeadores são misturados com ricos bordados coloridos e toques femininos:

pucci2

A Pucci encantou com sua proposta maximalista, destaque também ao apelo rock´n´roll graças aos cintos bem anos 80:

pucci3

Riqueza nos detalhes:

pucci

A camiseta estilo rocker ganhou ar festa total Pucci em couro e com saia bordada e na Versace com mangas metalizadas e cinto 80´s:

versace

Em seu desfile, Cavalli usou símbolos no mesmo estilo que estampam a camiseta da Versace e os cintos da Pucci: Eles surgiram nos colares que apareceram compostos com os vestidos deslumbrantes:

cavalli

Shapes e referências anos 20 em mood glam rock:

cavalli2

Mais é mais para ocasiões noturnas em Milão…

Fotos: Vogue.com.

1 comentário

Arquivado em Acessórios, Fashion Week, Trend alert

Trend alert- Os casacos do pré-outono.

coverup

Esse post estava guardado nos rascunhos do site porque quando escrevi, os dias ainda estavam quentes demais para pensar no assunto. Ainda estou em Londres (congelando com neve e temperaturas negativas) e sei que no Brasil o Outono já começou a aparecer. Por isso vale a pena conferir as apostas da temporada pre-fall para se aquecer nos dias frios.

Começando com modelos trespassados com influência super masculina, eles garantem um resultado elegante e apropriado para trabalhar e ocasiões mais formais. Andrógino na Balenciaga (centro) e feminino devido ao detalhe com pele e luvas na Gucci (último look).

O meu favorito, e também mega popular no Outono/Inverno recém-apresentado por aqui, as capas ou pelerines chegam com força e garantem sofisticação e um ar de mistério. Confesso que atualmente ando obcecada com o modelo. Em couro na Givenchy, mais clássico na Chloé, com influência oriental na Stella McCartney e P&B 60´s na Pucci:

coverup2

A silhueta oversized continua muito popular e surge em todos os estilos de casaco, quanto mais amplo melhor. O modelo duffle do centro é da Carven e empresta um ar college despretensioso. Reparem também como o tom preto perde a majestada para camelo e navy:

coverup3

Para finalizar, uma alternativa para fugir dos momentos gelados: O colete de pele, onipresente há várias temporadas surge colorido e alongado. Ótimo para sobrepor peças de lã nas temperaturas mais baixas ou blusas mais leves enquanto o tempo permitir.

colete

Qual desses vocês vão usar no Inverno?

Ainda tenho muita coisa para comentar sobre os meus dias por aqui. Aguardem esta semana!

Fotos: Vogue.com

Deixe um comentário

Arquivado em Trend alert

Prada e o melhor da #MFW.

prada

Chegamos ao resumo da penúltima semana de moda da temporada internacional, Milão. Minha maneira de mudar um pouco o enfoque foi comentar a coleção de Inverno da Prada. A marca é uma das mais influentes na indústria e tende a guiar as tendências da estação junto com nomes como Louis Vuitton e Céline. A maior prova é que os principais elementos do desfile também podem ser observados nas propostas dos outros estilistas.

Super feminina e com toque anos 40, a cartela de cores ricas e os toques luxuosos garantem um Inverno sofisticado, contemporâneo e com pegada vintage, sem ficar cansativo ou com ares de nostalgia. Um pouco do espírito grunge estava presente por conta das sobreposições e do styling despretensioso.

prada

As cores destaque foram vermelho e mostarda. O azul petróleo também merece atenção, assim como variações de cinza: Alberta Ferreti, Jil Sander, Dolce & Gabbana e Versace também aderiram.

cor

Entre os metalizados, outra tendência que continua forte, o dourado é o eleito dos italianos. E foi uma das maneiras que Miuccia Prada encontrou para modernizar shapes mais old-school.

prada2

Um certo clima dark permeou a semana com predileção por looks preto, sempre com cintura marcada e por vezes flertando com o femme fatale, como mostraram Gucci e Versace. Na Prada o preto aparece em looks com transparência e mistura de texturas:

preto

As estampas favoritas são as quadriculadas (na Prada o vichy imperou), o píncipe de Gales ou o tartan. Aliás o xadrez se mostrou soberano também na Paris Fashion Week e será a principal padronagem do Inverno. Listras um pouco mais variadas e sem a referência direta 60´s do último Verão também ganharam força:

Vale lembrar que este ano,  o tema da exposição anual do Costume Institute no MET em NY é o movimento punk. Certamente fator influenciador das coleções:

xadrez

listra

Detalhes em pele se fortaleceram. Na Prada o efeito favorito foi nas mangas. O que mais me chamou atenção foi o uso da estola, há pouco tempo considerado ultrapassado, como no styling incrível da Marni (segunda foto ):

pele

Saias levemente assimétricas em comprimento médio foram as prediletas na Prada, no restante das coleções a assimetria continua, mas com toque mais atual e fendas, como as mostradas na #NYFW. A versão mais bem-sucedida é a da Fendi (segunda foto):

saia

Algumas referências orientais surgiram na coleção, principalmente no corte de certas peças. Outras marcas levaram a influência mais a sério, como a Gucci que mesclou o clima “expresso do oriente” com diva noir:

oriental

EXTRA: Para fechar o post sobre a temporada Milanesa, três looks da coleção de Peter Dundas para Pucci. Pouco inovadora e focada nos símbolos da marca com estamparia, estilo 70´s e sex appeal. O desfile mostrou looks usáveis e com glamour que remetia a ícones como Anita Pallenberg e Jane Birkin. Pouco conceitual, super usável e com uma das minhas estéticas favoritas! Prestem atenção nas botas acima do joelho “Cuissardes”, elas serão importantes para o Outono/Inverno:

pucci

Com qual das tendências vocês mais se identificaram?

Fotos: Vogue.com.

Deixe um comentário

Arquivado em Fashion Week, Minimal vs. Maximal, Trend alert

Inverno 2012/13 – Drama.

Drama e opulência são palavras que combinam com o próximo Inverno: O barroco, o gótico e o estilo vitoriano são marcas fortes do que vimos nas coleções. No hemisfério Norte, as coleções de Inverno começam a chegar nas lojas e inundar as revistas de moda com novas campanhas e editoriais no tema.

A capa da Vogue Itália do mês (foto que abre o post), clicada como sempre por Steven Meisel, é deslumbrante e traduz perfeitamente o mood da temporada.

O principal editorial traz as maiores coleções do Inverno: Preto predomina e o batom escuro vira o maior hit da estação.

O clima dark também surge em uma das capas da V, com styling de Carine Roitfeld, a coleção da Givenchy, com combinações de vermelho e marrom, foi inspirada no universo da cavalaria e aposta no decorativismo:

A coleção super polêmica do Inverno de Marc Jacobs, cheia de volumes e sobreposições, lembra um visual de bruxaria. A campanha reforça isso, destaque para os sapatos de salto típicos dos pelegrinos:

Na Versace, o clima que impera é o gótico com pegada militar. Mais uma vez o batom escuro é fundamental para garantir o resultado desejado:

Jason Wu também aposta no batom em tom fechado, clima noir e uma imagem que faz pensar em “O expresso da meia-noite”:

Com dose extra de glamour e transbordando influência barroca e Russa, o Inverno da Salvatore Ferragamo é luxuoso e misterioso. Tem que assistir o vídeo estrelado por Kate Moss:

Cores sóbrias, shapes mais severos, tecidos nobres, clima dark…Inverno com muito drama!

Fotos: Vmag, VogueItalia, SalvatoreFerragamo, TheFashionSpot.

2 Comentários

Arquivado em Inspirações

Inspirações em pink.

Eu nunca fui muito fã de rosa (mãe, pode me corrigir se eu estiver mentindo), mas desde que eu consigo lembrar, a cor nunca foi muito popular entre as minhas preferências. O fato é que, nos últimos tempos, tenho me pegado sempre indo em direção ao rosa quando entro em qualquer loja, e busco no meu armário (inutilmente) peças no tom.

Ainda estou em fase de adaptação, e apesar de gostar visualmente do look que abre o post- Rosa bem pink! A maneira que pretendo inserir o tom nos meus looks é através de uma calça rosa clarinha, como a Isabel Marant fez há algumas temporadas, lembram?

Em meio a tanto encantamento, percebi que a cor realmente anda forte (Uma variação do rosa “honeysuckle”, foi cor da Pantone ano passado), aparecendo muito nas coleções Resort e na semana de alta-costura que acabou de terminar, sem contar nos editoriais…

Muito se falou sobre a estréia de Raf Simons na Dior, cheguei a escrever um post sobre isso (Para quem não sabe, trabalhei para a marca Jil Sander em Londres, quando Raf era o estilista), mas resolvi guardar para o prêt-à-porter. Sobre a coleção de alta-costura, eu achei moderna na medida sem esquecer da história de Christian Dior. Esse foi meu look favorito da coleção, já contei aqui sobre a volta dos vestidos por cima de calças. O look pink com preto + batom laranja elétrico ficou deslumbrante:

No resort a cor foi unanimidade, surgindo em todas coleções. Tom mais claro e sofisticado na Fendi, na Versace o apelo é moderno com toque punk:

Na Dsquared, e eu preciso confessar que amei esse Resort com influência forte do fim dos anos 80, o pink surge com dourado e acessórios maximalistas:

E na minha versão favorita, Louis Vuitton. Achei o resort da LV incrível, referenciando um pouco da década de 70 com uma cartela de cores de rosa, branco e marrom, Phoebe Philo investiu no rosa e marrom no último Inverno da Céline, clica aqui para conferir:

Nos editoriais, a Muse mostra a modelo Candice com calça de couro hot pink, mais anos 80 impossível:

Vogue China ainda não cansou do colorblocking:

Na Vogue Japonesa, duas variações de rosa e apelo totalmente 60´s:

As cores em versão neon são grandes apostas para o próximo Verão, o rosa é um dos mais populares.

Na prática, rosa neon e a minha forma favorita de usá-lo, com tons de oliva, perfeitos para equilibrar a força do fluo:

Calças coloridas estão em alta há bastante tempo, Izabel Goulart acertou ao combinar a calça vibrante com peças clássicas como o sapato de bico fino e a jaqueta de couro:

Olivia Palermo foi de Valentino de renda rosa para conferir o desfile de alta-costura da marca. Resultado romântico e pouco óbvio, repararam na sandália toda decorada com cristais?

Também ficaram com vontade de usar pink?

Fotos: Vogue.com, StreetPepper, StockholmStreetStyle, TommyTon, FashionSpot.

Deixe um comentário

Arquivado em Inspirações